Apostila de gramática - morfologia

Apostila de gramática - morfologia

(Parte 1 de 3)

Prof. Abimael Luiz de Souza (org.)

abimael.letras@yahoo.com.br

O que é “morfologia”?

Em linguística, morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.

I. SUBSTANTIVO

É a classe variável que nomeia objetos, pessoas, sentimentos, lugares...

Classificação dos numerais

Primitivos

Derivados

Criam outras palavras.

São criados a partir de outras palavras.

Ex.: terra, casa

Ex.: terreiro, aterrar; casebre, casinha

Simples

Compostos

Formados por apenas um radical.

Formados por mais de um radical.

Ex.: cabra, tempo

Ex.: cabra-cega, passatempo

Comuns

Próprios

Qualquer ser da espécie.

Um ser específico da espécie.

Ex.: rua, praça, mulher

Ex.: rua Rio de Janeiro, praça Duque de Caxias, Isabela

Os substantivos próprios serão sempre escritos com inicial maiúscula.

Concretos

Abstratos

Nomeiam objetos, lugares, pessoas, animais...Podem ser visualizados.Ex.: Carmem, mesa, urso

Nomeiam ações, estados, sentimentos, qualidades...Dependem de outros seres para existir. Não é possível visualizá-losEx.:alegria, tristeza

Quando quero visualizar alegria posso desenhar um sorriso, por exemplo, mas não a alegria.

Coletivos

Os substantivos coletivos transmitem a noção de plural, embora sejam grafados no singular. Nomeiam um agrupamento de seres da mesma espécie.

Abaixo lista de alguns coletivos:

Alcatéia

De lobos

Álbum

De fotografias

Antologia

De trechos literários

Assembléia

De parlamentares, associados

Baixela

De objetos de mesa

Banca

De examinadores

Bandeira

De garimpeiros

Bando

De aves

Cacho

De uvas

Cancioneiro

De poemas, canções

Concílio

De bispos

Corja

De ladrões

Elenco

De artistas

Enxoval

De roupas

Feixe

De lenha

Flora

De vegetais

Girândola

De fogos de artifício

Junta

De examinadores, médicos, bois

Legião

De demônios, soldados, anjos

Malta

De desordeiros

Nuvem

De insetos

Panapaná

De borboletas

Pinacoteca

De pinturas

Plantel

De atletas, animais de raça

Repertório

De peças teatrais, anedotas, músicas

Revoada

De pássaros

Romanceiro

De poesias populares

Súcia

De pessoas desonestas

Vocabulário

De palavras

Número

Formação do plural nos substantivos simples

Regra geral: o plural é formado pelo acréscimo da desinência -s.Ex.: mapa/mapas, degrau/degraus

Terminados em -ão: plural em -ões, -ães ou ãos.Ex.: questão/questões, capitão/capitães, irmão/irmãos

Terminados em -r, -z: acréscimo de -es.Ex.: bar/bares, raiz/raízes

Terminados em -s: acréscimo de -es quando forem oxítonos; invariáveis quando não forem oxítonos.Ex.: país/países, lápis/lápis

Terminados em -l: substitui-se o -l por -is.Ex.: anel/anéis, álcool/álcooisExceções: mal/males, cônsul/cônsules

Terminados em -m: trocam -m por -ns.Ex.: atum/atuns, álbum/álbuns

Terminados em -x: são invariáveis.Ex.: látex/látex, xerox/xérox

Terminados em -zito, -zinho: pluraliza-se a palavra primitiva sem o -s e a terminação.Ex.: balão + zinho = balõe(s) + zinhos/ balõezinhos

Formação do plural nos substantivos compostos

Flexionam-se os substantivos, adjetivos, numerais e pronomes sem preposição entre eles. Ex.: primeiro (numeral) - ministro (substantivo)/ primeiros-ministros

Não se flexionam os verbos, advérbios e demais palavras invariáveis.Ex.: vira(verbo) - lata(substantivo)/ vira-latas

Elementos ligados por preposição: só o primeiro elemento é flexionado.Ex.: mula-sem-cabeça/ mulas-sem-cabeça

Palavras repetidas ou onomatopaicas: só o segundo elemento é flexionado.Ex.: pingue-pongue/ pingue-pongues, reco-reco/ reco-recos

Quando o segundo elemento limita ou determina o primeiro: só o primeiro elemento é flexionado.Ex.: caneta-tinteiro/canetas-tinteiro, peixe-boi/ peixes-boi

Gênero

Quanto ao gênero, os substantivos podem ser:

Biformes:  possuem duas formas, uma para o feminino e outra para o masculino. Ex.: gato/gata, cabra/bode

Uniformes: possuem apenas uma forma para os dois gêneros.Os substantivos uniformes se subdividem em:

Epicenos: uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelas palavras macho e fêmea. Ex.: formiga macho/formiga fêmea, cobra macho/cobra fêmea 

Comuns de dois gêneros:  uma só forma para os dois gêneros, a distinção é feita pelo determinante (artigo, pronome, adjetivo...). Ex.: a pianista/ o pianista, belo colega/ bela colega 

Sobrecomuns: uma só forma para os dois gêneros, não é possível fazer a distinção pelos determinantes. A distinção pode ser feita pela expressão: do sexo masculino/ do sexo feminino.Ex.: a pessoa, a criatura, a criança, o cônjuge

Grau

É a possibilidade de indicar o tamanho do ser que nomeia.

Os substantivos podem estar em três graus:

normal

aumentativo

diminutivo

As variações de grau podem ser feitas de duas formas:

Analítica: Acréscimo de um adjetivo: casa pequena/grande, pé pequeno/grande

Sintética: Acréscimo de um sufixo: casinha-casebre/, pezinho/pezão

Alguns sufixos utilizados na formação do grau sintético:

Grau diminutivo

Grau aumentativo

-inho, -zinho, -ebre, -im, -acho, -ejo, -eta, -ote...

-ona, -ázio, -aça, -az, -arra...

Ex.: amorzinho, riacho, lugarejo

Ex.: bocarra, copázio, mulherona

II. ADJETIVO

Palavra variável que qualifica o substantivo ou palavra substantivada.

Locução adjetiva é uma expressão que equivale a um adjetivo. Geralmente é constituída de preposição e substantivo ou preposição e advérbio. Ex.: mesa de madeira, casa da frente

FLEXÃOComo o adjetivo concorda sempre com o substantivo, sofrerá as mesmas flexões que ele: gênero, número e grau.

Flexão de Gênero- quanto ao gênero, os adjetivos podem ser: 

  • Biformes- possuem duas formas, uma para indicar cada gênero.   Ex.: Que garoto bonito!/ Que garota bonita!

  • Uniformes- possuem apenas uma forma para indicar os dois gêneros. Ex.: Marcos era um aluno inteligente./Carla era uma aluna inteligente.

Nos adjetivos compostos, somente o gênero do último elemento varia.    Ex.: sapato azul-claro/ sandália azul-clara

Flexão de Número 

  • Os adjetivos simples seguem as mesmas regras dos substantivos simples para flexionarem em número. Ex.: útil/úteis, feroz/ferozes

  • Adjetivos compostos: só o segundo elemento varia. Ex.: sapato marrom-escuro/ sapatos marrom-escuros· 

  • Quando o segundo elemento do adjetivo composto for um substantivo, o adjetivo permanecerá invariável. Isso acontece principalmente para adjetivos que indicam cor. Ex.: sofá marrom-café/ sofás marrom-café.

  • O adjetivo composto surdo-mudo varia os dois elementos: surdos-mudos

Flexão de GrauA flexão de grau corresponde à variação em intensidade da qualidade expressa pelo adjetivo.

  • Grau comparativo:  Igualdade. Ex.: Este cão é tão feroz quanto aquele.  Superioridade. Ex.: Este cão é mais feroz que aquele.  Inferioridade. Ex.: Este cão é menos feroz que aquele.

  • Grau superlativo:Absoluto sintético. Ex.: Este cão é ferocíssimo.analítico. Ex.: Este cão é muito feroz.Relativosuperioridade. Ex.: Este cão é o mais feroz do bairro.inferioridade. Ex.: Este cão é o menos feroz do bairro

Alguns adjetivos possuem formas especiais para o comparativo e o superlativo sintéticos. Observe:

Adjetivo

Comparativo 

Superlativo

pequeno

menor

mínimo

grande

maior

máximo

mau

pior

péssimo

III. PRONOME

É a palavra que acompanha (determina) ou substitui um nome.

Ex.: Ana disse para sua irmã: - Eu preciso do meu livro de matemática. Você não o encontrou? Ele estava aqui em cima da mesa. 1. eu substitui "Ana"2. meu acompanha "o livro de matemática"3. o substitui "o livro de matemática"4. ele substitui "o livro de matemática"

Flexão

Quanto à forma, o pronome varia em gênero, número e pessoa:

Gênero(masculino/feminino)Ele saiu/Ela saiuMeu carro/Minha casa

Número(singular/plural) Eu saí/Nós saímosMinha casa/Minhas casas

Pessoa(1ª/2ª/3ª)Eu saí/Tu saíste/Ele saiuMeu carro/Teu carro/Seu carro

Função

O pronome tem duas funções fundamentais:

Substituir o nomeNesse caso, classifica-se como pronome substantivo e constitui o núcleo de um grupo nominal.Ex.: Quando cheguei, ela se calou. (ela é o núcleo do sujeito da segunda oração e se trata de um pronome substantivo porque está substituindo um nome)

Referir-se ao nomeNesse caso, classifica-se como pronome adjetivo e constitui uma palavra dependente do grupo nominal.Ex.: Nenhum aluno se calou. (o sujeito "nenhum aluno" tem como núcleo o substantivo "aluno" e como palavra dependente o pronome adjetivo "nenhum")

Classificação dos pronomes

A)Pronomes Pessoais

(Parte 1 de 3)

Comentários