Toxoplasmose - Parasitologia

Toxoplasmose - Parasitologia

Toxoplasmose

  • Toxoplasma gondii

Formas evolutivas

Formas evolutivas

Formas evolutivas

Biologia

  • Parasito intracelular obrigatório, divide-se por endodiogenia

  • Hospedeiro definitivo:

        • Felídeos domésticos e selvagens
  • Hospedeiros intermediários:

        • Homem, mamíferos domésticos e selvagens, aves

Ciclo biológico

  • Ciclo heteroxênico

  • FASE SEXUADA: Nas células epiteliais do intestino dos hospedeiros definitivos

  • FASE ASSEXUADA: multiplicação dos taquizoítos nos tecidos dos hospedeiros

Transmissão

Formas clínicas

  • Depende de fatores como:

      • Forma de infecção
      • Cepa do parasito
      • Imunidade individual
  • ASSINTOMÁTICOS: maioria dos infectados

  • Cerca de 70% da população é soropositiva

Toxoplasmose congênita

  • Mulheres com infecção crônica  Não transmitem aos filhos durante a gestação

  • Toxoplasmose aguda gestacional  Alto risco de infecção fetal (cerca de 50%).

Toxoplasmose congênita

  • QUADRO SUBAGUDO OU CRÔNICO

  • ocorre invasão de todos os órgãos, prevalecendo o SNC e retina

  • QUADRO AGUDO: vida intra-uterina (morte)

  • espleno-hepatomegalia, icterícia,linfadenopatia, meningoencefalite

Tétrade de Sabin

  • Retinocoroidite – 90% dos infectados

  • Calcificações cerebrais – 69%

  • Pertubações neurológicas – 60%

  • Microcefalia e hidrocefalia – 50%

Toxoplasmose congênita

Toxoplasmose ocular

  • Infecção  inflamação aguda (taquizoítos) ou crônica (cistos) na retina

  • RETINOCOROIDITE

        • Sintoma mais freqüente na toxoplasmose (30 a 60% dos casos)
      • CEGUEIRA

Toxoplasmose ocular

Toxoplasmose cerebral

  • Encontro frequente em imunossuprimidos

  • Parece ressurgir numa reativação de uma infecção crônica.

  • Geralmente fatal

Toxoplasmose cerebral

Diagnóstico

  • CLÍNICO (?) – Complicado devido a inespecificidade da sintomatologia

  • IMUNOLÓGICO – detecçào de anticorpos contra Toxoplasma – Estudo de anticorpos IgM e IgG.

Profilaxia

  • Evitar a ingestão de carne crua ou mal cozida;

  • Evitar o contato ou a contaminação do ambiente com fezes de gatos;

  • Fazer o acompanhamento sorológico das gestantes.

Profilaxia Cuidados com a gestante soronegativa

Tratamento

  • Não existe tratamento 100% eficaz

  • Drogas utilizadas são tóxicas

  • Recomendado apenas para toxoplasmose aguda e ocular.

  • Algumas drogas:

      • Sulfadiazina + pirimetamina
      • Clindamicina

Comentários