Psicologia de Freud - Perspectiva Psicanalítica

Psicologia de Freud - Perspectiva Psicanalítica

Freud descreveu três estruturas da personalidade. O id é primitivo, fonte dos impulsos biológicos, ele é inconsciente. O ego é a parte racional da personalidade que lida com o mundo real. É a estrutura mais consciente da personalidade (embora não totalmente consciente). O Superego consiste nas regras e idéias da sociedade que foram interiorizados pelo indivíduo. Parte do superego é consciente, mas uma grande parcela dele permanece inconsciente.

  • Freud descreveu três estruturas da personalidade. O id é primitivo, fonte dos impulsos biológicos, ele é inconsciente. O ego é a parte racional da personalidade que lida com o mundo real. É a estrutura mais consciente da personalidade (embora não totalmente consciente). O Superego consiste nas regras e idéias da sociedade que foram interiorizados pelo indivíduo. Parte do superego é consciente, mas uma grande parcela dele permanece inconsciente.

Diferenças Individuais: As pessoas dizem nos seus mecanismos de defesa do ego,que controlam a expressão de forças primitivas da personalidade.

  • Diferenças Individuais: As pessoas dizem nos seus mecanismos de defesa do ego,que controlam a expressão de forças primitivas da personalidade.

Adaptação e ajustamento: A saúde mental envolve a capacidade de amar e trabalhar. A psicanálise oferece um método para superar os conflitos psicológicos incoscientes.

  • Adaptação e ajustamento: A saúde mental envolve a capacidade de amar e trabalhar. A psicanálise oferece um método para superar os conflitos psicológicos incoscientes.

Processos cognitivos: Frequentemente não se pode confiar na experiência devido às distorções produzidos pelos mecanismos de defesa incoscientes.

  • Processos cognitivos: Frequentemente não se pode confiar na experiência devido às distorções produzidos pelos mecanismos de defesa incoscientes.

  • Sociedade: Todas as sociedades lidam com conflitos humanos

Influências Biológicas: A motivação sexual é a base da personalidade. As diferenças hereditárias podem influir no grau da pulsão sexual (libido) e em fenômenos como a homossexualidade.

  • Influências Biológicas: A motivação sexual é a base da personalidade. As diferenças hereditárias podem influir no grau da pulsão sexual (libido) e em fenômenos como a homossexualidade.

Desenvolvimento da criança: A experiência dos cinco primeiros anos de vida é critica na formação da personalidade.

  • Desenvolvimento da criança: A experiência dos cinco primeiros anos de vida é critica na formação da personalidade.

  • Desenvolvimento do adulto: A personalidade dos adultos muda muito pouco.

Oral

  • Oral

  • Anal

  • Fálica

  • Latência

  • Genital

Fase Oral:

  • Fase Oral:

  • Idade: 0 a 12 meses;

  • Conflito: desmame;

  • Consequências: Otimismo ou pessimismo, tabagismo, alcoolismo(vicio).

Fase Anal:

  • Fase Anal:

  • Idade: 1 a 3 anos;

  • Conflito: hábitos de higiene;

  • Consequências: teimosia, avareza.

Fase Fálica:

  • Fase Fálica:

  • Idade: 3 a 5 anos;

  • Conflito: masturbação, conflito de edípo e electra;

  • Consequências: identificação com um papel sexual, moralidade(superego) e vaidade.

Fase de Latência: dos 5 anos até a puberdade.

  • Fase de Latência: dos 5 anos até a puberdade.

  • Fase Genital: da puberdade até a fase adulta.

BIAGGIO, Ângela M. Brasil. Psicologia do Desenvolvimento. 9ª ed. Petrópolis, Vozes, 1988.

  • BIAGGIO, Ângela M. Brasil. Psicologia do Desenvolvimento. 9ª ed. Petrópolis, Vozes, 1988.

  • CLONINGER, Susan C. Teorias da Personalidades/ São Paulo: Martins Fontes, 1999.

  • DAVIDOFF. Linda L, Introdução à psicologia. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1983.

  • Sugestões de leituras adicionais:

  • FADIMAN, James. Teorias da personalidade/ São Paulo: HARBRA, 1986.

  • FREUD, S. (1962). The Ego and the Id. In J. Strachey (ed), (J. Riviere,Trad.) Nova York: Norton.

  • FREUD, S. (1972). Civilization and its Discontents. In J. Strachey (ed), (J. Riviere,Trad.) Londres: Hogarth Press..

Comentários