(Parte 1 de 2)

Licenciatura em Química Aula Prática

[Escolha a data]

SUMÁRIO

1– TÍTULO 2

2 – OBJETIVO 2

3 – INTRODUÇÃO 2

4– MATERIAIS 3

5 – REAGENTES 3

6 – PRECAUSÕES 4

7 – PROCEDIMENTOS 4

8– CURIOSIDADES 6

9 – RESULTADOS 8

10 – CONCLUSÕES 8

11 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 10

Os lipídios

Objetivo: Observar os resultados da reação de saponificação, característica dos lipídios.

Introdução

Os lipídios biológicos constituem um grupo de compostos que, apesar de quimicamente diferentes entre si, como característica definidora e comum, insolubilidade em solventes polares como a água. Os lipídios são ésteres derivados de ácidos graxos superiores em reação com alcoóis eles são substâncias encontradas nas plantas e nos animais e que se dissolvem em solventes orgânicos não-polares como éter, clorofórmio, benzeno e alcanos.

Ao contrário dos carboidratos e proteínas que são definidos pela sua estrutura molecular, os lipídios são definidos pela operação física que se usa para isolá-los,ou seja, os lipídios são macromoléculas que não são polímeras, pois não existe subunidade de lipídeos.

        A maioria dos lipídeos é derivada ou possui na sua estrutura ácidos graxos. Algumas substâncias classificadas entre os lipídeos possuem intensa atividade biológica; elas incluem algumas das vitaminas e hormônios.

As funções biológicas dos lipídios são tão diversas quanto a sua química. Os lipídios desempenham funções-chave no organismo, em muitos organismos, gorduras e óleos são as principais formas de armazenamento de energia,os fosfolipídios e esteróis são os principais elementos estruturais que constituir a estrutura de membranas celulares. Outros lipídios, mesmo em pequena quantidades relativamente pequenas, tem papeis cruciais como co-fatores enzimáticos, transportadores de elétrons, pigmento que absorvem radiações luminosas,âncoras hidrofóbicas, agentes emulsificantes, hormônios e mensageiros intracelulares.

Devido a esta classificação, os lipídios abrangem uma grande variedade de tipos estruturais tais como os ácidos carboxílicos de cadeia longa (ou “ácidos graxos”), os triacilgliceróis (triglicerídios), glicolipídios, gorduras, terpenos e esteróides.

O triglicerídeos são representados pelos óleos e pelas gorduras e são formados pela união de três moléculas de ácido graxo com glicerol. A sua decomposição é feita por hidrolise, onde há a separação dos ácidos graxos. Os triglicerídeos que se apresentam como líquidos à temperatura ambiente são geralmente conhecidos como óleos e os sólidos são geralmente chamados gorduras. As diferenças básicas entre eles está na proporção entre ácidos graxos saturados e insaturados. Geralmente as gorduras são ricas em ácidos graxos saturados e os óleos ricos em insaturados.

Os óleos são encontrados em plantas e raramente em animais. Já as gorduras são encontradas facilmente em animais, acumulando em células adiposas tendo a função de reserva energética e proteção com a perda de calor.

As gorduras (triglicerídeos), devido à sua função de substâncias de reserva, são acumuladas principalmente no tecido adiposo, para ocasiões em que há alimentação insuficiente. A reserva sob a forma de gordura é muito favorável a célula por dois motivos: em primeiro lugar, as gorduras são insolúveis na água e portanto não contribuem para a pressão osmótica dentro da célula, e em segundo lugar, as gorduras são ricas em energia; na sua oxidação total são liberados 38,13kJ/g de gordura.

 Os lipídeos constituem um grupo diversificado de moléculas orgânicas responsável pelas mais variadas funções dentro das células ou no organismo existem várias utilização dos lipídeos, uma delas é a fabricação de sabão. Os sabões são preparados por hidrólise de triglicerídeos com bases como o hidróxido de sódio ou de potássio. O uso de hidróxido de sódio gera sabões sólidos, enquanto o hidróxido de potássio fornece sabões pastosos. Os sabões têm um uso amplo e tradicional em medicina e farmácia, como produto de limpeza e como veículo para substâncias ativas.

O sabão é a forma mais simples e conhecida. Ele é um produto obtido a partir da reação química de um álcali e uma matéria graxa, ou seja, são feitos pela saponificação. Falando quimicamente, a saponificação seria a mistura de um éster (proveniente de um ácido graxo) e uma base (hidróxido de sódio) para se obter sabão (sal orgânico). O sabão são agentes umectantes que diminuem a tensão superficial observada nos solventes, permitindo maior contato dos corpos com os líquidos, que realmente limpa.

As soluções de sabão são capazes de separar as partículas individuais, porque suas cadeias de hidrocarbonetos podem interagir na camada oleosa.

À medida que isto acontece, cada partícula individual desenvolve uma camada externa de íons carboxilato e se apresenta na fase aquosa com um exterior muito mais compatível, uma superfície polar.

Uma grande limitação dos sabões é que ele forma coágulos insolúveis em água dura. O sabão reage com sais de cálcio e magnésio (principais íons constituintes da água dura) e formam carboxilatos de cálcio e magnésio insolúveis

Materiais Reagentes

- 2 erlemeyer de 1 litro - 2 litros de óleo

- 2 béqueres de 1 litro - ½ litro de água

- 1 tela de amianto - 400g de soda cáustica

- 1 bico de busen - 2 ml de essência de eucalipto

- 1 balança analítica

- 1 Proveta graduada de 500 ml

- 1pipeta paster

- 1 funil de haste longa

- 1 bastão de vidro

- 1 tripé

- 1 Peneira

- 1 bucha de Bombril

- 2 potes de sorvete

- 2 colheres de plástico e 2 colheres de madeira

- 2 bandejas de plástico

- 2 baldes de plástico

- Papel toalha

- Fita crepe

Precauções

  • A manipulação de produtos químicos precisa ser cercada de todo o cuidado. Alunos e professores devem utilizar aventais (jaleco) longos e sapatos fechados. O repetido contato com a maioria dos produtos químicos que causa queimaduras e irritação nos brônquios e pode causar edemas pulmonares.

  • Tenha sempre um extintor de incêndio caso ocorra alguma emergências.

  • Cuide da higiene do local e pessoal

  • Não use relógio, anéis ou pulseiras.

  • Não fume,coma ou beba nos laboratórios

  • Lave bem as mãos antes de deixar o recinto

  • Antes de usar reagentes que não conheça, consulte a bibliografia adequada e informe-se sobre como manuseá-los e descartá-los.

  • Não retorne reagentes aos frascos originais, mesmo que não tenham sido usados. Evite circular com eles pelo laboratório.

  • Certifique-se da tensão de trabalho da aparelhagem antes de conectá-la a rede elétrica. Quando não estiver em uso, os aparelhos devem permanecer desconectados.

  • Use luvas de isolamento térmico ao manipular material quente.

  • Nunca joguem reagentes ou resíduos de reações na pia, localize os frascos apropriados para descarte;

  • Recomenda-se não produzir, em grande escala e ao mesmo tempo, alimentos e produtos de limpeza etc.

  • Não colocar livros e cadernos sobre as bancadas;

  • O sucesso de qualquer atividade de laboratório começa com a segurança.

Para evitar esses problemas, as preocupações básicas devem ser extremamente observadas.

Procedimento

O principal item em um laboratório é a calma na realização da prática. Se você está com pressa, não venha a um laboratório realizar uma análise ou fazer uma prática.

Nossos movimentos em um laboratório devem ser ordenados e precisos, jamais devemos nos movimentar aleatoriamente e sem necessidade.

A maior parte dos acidentes ocorre por distração, uso indevido de vidrarias ou desinformação. Não faça nada se você tem dívidas. Procure o professor imediatamente caso tenha dúvida em algum procedimento. Qualquer acidente ou mal estar deve ser comunicado imediatamente ao professor. A prevenção é a melhor maneira de evitar acidentes.

  1. Sobre a bancada de trabalho devem estar exclusivamente, os matérias específicos para a realização da prática. Existe local apropriado para se guarda livros e demais pertences pessoais. Um bom profissional de laboratório é reconhecimento pelo método, organização e limpeza com que desenvolve seu trabalho;

  2. Os espaços úteis entre bancadas e os corredores de acesso devem estar desobstruídos de qualquer mobiliarias ou equipamentos.

  3. Verifique se o assoalho e as bancadas, se não estiver limpe-os imediatamente pois eles devem estar sempre limpos, para que possa ocorre uma boa prática.

  4. Separe todos os ingredientes que serão empregados na fabricação do que você escolheu.

  5. Escolha as receitas e procure não manuseadas ao mesmo tempo.

  6. Filtre o óleo numa peneira forrada com Bombril bem devagar num balde.

Obs: É importante filtrar com o Bombril porque ele é barato e também degrada bem rápido.

  1. Se por acaso o óleo estiver endurecido coloque ele num erlenmeyer através de um funil, e depois de ter colocado retire o funil e aqueça o erlemenyer com óleo num bico de Bunsen para que ele possa se dissolver misture-o com um bastão de vidro para acelerar a dissolvição.

Obs: Quando se usa o bico de Bunsen, deve-se primeiramente fechar a entrada de ar; em seguida, um fósforo deve ser aceso perto do ponto mais alto da câmara de mistura, daí, a válvula de gás pode ser aberta, dando origem a uma chama grande e amarela que desprende fuligem.

Os bicos de Bunsen são ferramentas muito práticas e úteis nos laboratórios químicos. No entanto, ele pode ser muito perigoso se não for operado corretamente. Quando usar um bico de Bunsen, é necessário tomar as seguintes precauções de segurança:

  • Usar óculos de segurança

  • Ter certeza que os materiais que estão presentes não são inflamáveis (nas proximidades ao redor do bico como papéis, livros, ou outros itens pessoais. Um recipiente aberto de solvente inflamável(etanol, éter, ou outros solventes orgânicos) criam uma chama perigosa quando se opera bico de Bunsen.

  • Proteger-se. O seu rosto deve estar protegido, roupas e cabelo não devem estar sobre ou perto da abertura do tubo do bico. Evitar roupas soltas e amarrar cabelos compridos. Tenha cuidado com objetos quentes. Queimaduras podem ocorrer de objetos que aparentem estar frios. Depois de esquentar um objeto, deixe um bom tempo até o objeto esfriar antes de toca- lo.

  • NUNCA tente acender um bico quando você sentir o odor do gás (O mercaptana adicionado ao gás).

  • NUNCA deixe um bico de Bunsen abandonado. Sempre apague o bico de Bunsen antes de deixar a área.

Obs: Em caso de queimadura pequena, produzida por fogo ou material quente, deve ser tratada com pomada apropriada (paraqueimol) ou spray para queimaduras.

  1. O óleo aquecido foi pego com um papel toalha mais o ideal e que ele seja pego com uma luva, leve o óleo e filtre numa peneira forrada com o Bombril.

Coloque com uma colher de plástico a 200g soda cáustica (hidróxido de sódio) num pode de sorvete e pese numa balança analítica.

Obs1: Se colocar a soda com colher de vidro ou metal ela irá corroer esses tipos de materiais.

Obs2: Em caso de intoxicação com bases no nosso caso é o hidróxido de sódio(soda cáustica), deve ser tomada por via oral, solução diluída de ácido acético(vinagre) ou suco de frutas cítricas.

Obs3: Em caso de queimaduras com substâncias químicas, as áreas da pele com a qual a substância teve contato devem ser lavadas com sabão e água morna

Obs4: Se a substâncias químicas, em particular reagentes corrosivos ou quentes, entrarem em contato com os olhos, imediatamente inunde os olhos com água. Um lavador de olhos, apropriado é muito útil se disponível no laboratório.Não toque os olhos.

  1. Coloque ½ litro de água num erlenmeyer através de 1 funil.

(Parte 1 de 2)

Comentários