04 PLAINA LIMADORA

Obras típicas: superfícies planas, rebaixos, perfís, cunhas, rasgos de chavetas, rasgos em T, etc.

Máquina cujo movimento principal é retilíneo alternativo

Plaina Limadora

Plaina de mesa

O movimento de rotação do motor é transformado em movimento retilíneo alternativo do torpedo através de um mecanismo de barras chamado mecanismo de plaina limadora

A peça a ser trabalhada pode ser fixada na mesa em diversos lugares

Logo, o curso da ferramenta deve ajustar-se em relação à peça

Curso longo: castanha o mais afastada do centro do volante principal (ângulo αααα)

Curso curto: castanha o mais próxima do centro do volante principal (ângulo αααα)

1 recuo de tempo avanço de tempo

EXEMPLO 1

Em uma plaina limadora tem-se α= 2400e β= 1200. Cada rotação completa da manivela se dá em 3 s. Calcular os tempos de duração do avanço e do recuo.

Solução

Regra de três:36003 s
2400ta
1200tr

Logo:ta= 2 s tr= 1 s

Velocidade de avanço va:velocidade média, em m/min, realizada pela ferramenta durante o curso de avanço (curso útil)

Velocidade de recuo vr:velocidade média, em m/min, realizada pela ferramenta durante o curso de recuo (curso em vazio)

EXEMPLO 2

Uma plaina limadora apresenta os seguintes dados: comprimento do curso = 360 m tempo gasto no curso útil = 0,03 min tempo gasto no curso em vazio = 0,015 min Calcular as velocidades de avanço e de recuo.

Solução

A fim de evitar tempos inúteis de marcha, lae lunão devem ser escolhidos demasiadamente grandes

Dados práticos: la= 20 m lu= 10 m

Para aplainar uma peça é necessário um determinado número de cursos duplos (vaivens), dependendo do valor do avanço e da largura de aplainamento B:

onde b1= percursos anterior e ulterior = 5 m s BZ =

Calcular o tempo de aplainamento de uma placa de comprimento 260 m, largura

m/min, vr= 20 m/min, avanço = 1 m/curso duplo e os percursos laterais

(anterior e ulterior) = 5 m cada.

Comentários