Fichamento

Fichamento

(Parte 1 de 7)

FICHAMENTO

O fichamento é uma técnica de trabalho intelectual que consiste no registro

sintético e documentado das idéias e/ou informações mais relevantes (para o leitor) de uma obra científica, filosófica, literária ou mesmo de uma matéria jornalística.

O fichamento consiste no resultado do trabalho de leitura

=

relatório de leitura”

(NUNES,1997)

Fichar um texto significa sintetizá-lo, o que requer a leitura atenta do texto, sua compreensão, a identificação das idéias principais e seu registro escrito de modo conciso, coerente e objetivo.

Pode-se dizer que esse registro escrito – fichamento – é um novo texto, cujo autor é o “fichador”, seja ele aluno ou professor.

A prática do fichamento representa,

assim, um importante meio para

exercitar a escrita, essencial para a

elaboração de resenhas, papers,

artigos, monografias de conclusão de

curso, etc.

Importância do Fichamento

É dada pela necessidade que tanto o estudante, como o docente e o pesquisador têm de manipular uma considerável quantidade de material bibliográfico, cuja informação teórica ou factual mais significativa deve ser não apenas assimilada, como também registrada e documentada, para utilização posterior em suas produções escritas.

Ex.:

• Iniciação à redação científica (primeiros trabalhos escritos

que o acadêmico produz);

• Textos para aulas, palestras ou conferências (no caso do

professor); ou

• Elaboração do TCC ou da dissertação de mestrado ou do

relatório de pesquisa do pesquisador.

A principal utilidade da técnica de fichamento, portanto, é otimizar a leitura, seja na pesquisa científica – como enfatiza Pasold (1999) –, seja na aprendizagem dos conteúdos das diversas disciplinas que integram o currículo acadêmico, na Universidade.

De acordo com Henriques e Medeiros (1999, p.100), o fichamento objetiva:

a) identificar as obras consultadas;

b) registrar o conteúdo das obras;

c) registrar as reflexões proporcionadas pelo material de leitura;

  1. organizar as informações colhidas.

Assim sendo, os fichamentos ou relatórios de leitura, além de possibilitar a organização dos textos pesquisados e a seleção dos dados mais importantes desses textos, funcionam como método de aprendizagem e memorização dos conteúdos, constituindo-se em instrumento básico para a redação de trabalhos científicos.

Propósitos do Fichamento

Podem ser considerados dois tipos de fichamento:

Fichamento como exercício acadêmico -

simples propósito de resumir um texto (resumo).

Fichamento no contexto da pesquisa ou da revisão bibliográfica - está centrada num tema, a decisão sobre o que retirar de um texto ou de uma obra e registrar sob a forma de resumo ou de citação (resenha, artigo, monografia, seminário ou relatório de pesquisa).

Procedimentos

São variados os tipos de fichas que podem

ser criados, dependendo das necessidades de quem estuda ou pesquisa.

As fichas, sejam elas de cartolina ou de

papel A-4, devem conter três elementos:

cabeçalho: no alto da ficha ou da folha, à direita, um título que indica o assunto ao qual a ficha se refere; pode ser adotado o uso, após o título geral, de um subtítulo;

referência: o segundo elemento - referência completa da obra ou do texto ao qual a ficha se refere, elaborada de acordo com a (NBR 6023:2002) da ABNT;

corpo da ficha: o conteúdo propriamente dito, que variará conforme o tipo de fichamento que o estudante ou pesquisador pretenda fazer.

Tipos de Fichas

Ficha Bibliográfica

Destina-se a documentar a bibliografia

relativa a um determinado assunto (breve

indicação do conteúdo da obra ou sua

importância).

Ficha de Leitura

Destina-se ao registro sintético do conteúdo

(ou de parte do conteúdo) das obras lidas. O

corpo da ficha consistirá no resumo da obra ou parte da obra que interessa ao fichador – deverá apresentar características de um resumo de qualidade...

Tipos de Fichas

Ficha de Leitura

Características de um resumo de qualidade ou seja... ser sucinto, seletivo e objetivo; respeitar a ordem das idéias e fatos apresentados; utilizar linguagem clara, objetiva e econômica; apresentar uma seqüência corrente de frases concisas, diretas e interligadas.

(SEVERINO, 2000, p. 47-61)

Tipos de Fichas

Ficha de Leitura

O corpo da ficha de leitura pode ser

organizado de diferentes maneiras.

Pode conter, apenas o resumo das idéias do autor e nenhuma citação ou comentário pessoal do fichador, ou então...

Pode apresentar o resumo, que sintetiza o

conteúdo, e as citações, ou seja, transcrições mais significativas de trechos do conteúdo, sempre entre aspas e com indicação da respectiva página, o que tornaria a ficha mais completa.

Exemplo de Ficha Bibliográfica

RESENHA CRÍTICA

A resenha crítica consiste na

apresentação sucinta e apreciação crítica

(Parte 1 de 7)

Comentários