Resenha, resumo e artigo científico

Resenha, resumo e artigo científico

FACULDADES INTEGRADAS FACVEST

CURSO DE FARMÁCIA

ALEX BASTOS BORGES

RESUMO, RESENHA E ARTIGO CIENTÍFICO

LAGES

2009

RESUMO

Resumo nada mais é do que um texto reduzido às suas idéias principais, sem a presença de comentários ou julgamentos. Um resumo não é uma crítica, assim como a resenha o é; o objetivo do resumo é informar sobre o que é mais importante em determinado texto.

Resumir um texto significa condensá-lo à sua estrutura essencial sem perder de vista três elementos:

  1. As partes essenciais do texto;

  2. A progressão em que elas aparecem no texto;

  3. A correlação entre cada uma das partes.

Se o texto resumido for do tipo narrativo, deve-se prestar atenção aos elementos de causa e sequências de tempo; se for descritivo, nos aspectos visuais e espaciais; caso o texto for dissertativo, é bom cuidar da organização e construção das idéias.

Existem basicamente 3 técnicas que podem ser úteis ao escrever um resumo. São elas o apagamento, a generalização e a construção.

Apagamento

Como no nome já diz, o apagamento consiste em apagar, em cortar as partes que são desnecessárias. Geralmente essas partes são os adjetivos e os advérbios, ou frases equivalentes a eles.

Generalização

A generalização é uma estratégia que consiste em reduzir os elementos da frase através do critério semântico, ou seja, do significado.

Construção

A técnica da construção consiste em substituir uma sequência de fatos ou proposições por uma única, que possa ser presumida a partir delas, também baseando-se no significado.

RESENHA

Resenha é uma produção textual, por meio da qual o autor faz uma breve apreciação, e uma descrição a respeito de obras, com o objetivo de apresentar o objeto, de forma sintetizada, guiando e convidando o leitor a conhecer tal objeto na integra, ou não (resenha crítica).

Uma resenha deve conter uma análise e um julgamento (de verdade ou de valor), que pode ser:

Descritiva – É o caso dos resumos de livros técnicos, também chamada de resenha técnica ou científica. A apreciação, ou o julgamento em uma resenha descritiva julga as idéias do autor, a consistência e a pertinência de suas colocações, ao longo da descrição da obra, ou seja, trata-se de um julgamento de verdade.

Crítica – Nesse tipo de resenha o conteúdo apresentado é um pouco mais detalhado do que na resenha descritiva, pois os critérios de julgamento são de valor, de beleza da forma, estilo do objeto (acontecimento ou obra). A exploração um pouco maior dos detalhes ocorre devido à necessidade de que o autor da resenha fundamente suas críticas, sejam elas positivas ou negativas, utilizando outros autores que trabalharam o mesmo tema.

ARTIGO CIENTÍFICO

Um bom artigo científico deve ser escrito com clareza, precisão e fluência de tal forma que o leitor se sinta interessado em sua leitura, e seja capaz de entender o seu conteúdo facilmente. O artigo deve apresentar adequadamente os objetivos, a metodologia utilizada e os resultados encontrados.

As etapas de um artigo científico são:

Título: o título curto, que chame a atenção, e além de tudo, que reflita o tema principal do artigo.

Nome do autor e afiliação: o nome e a afiliação de forma uniforme e sistemática em todas as suas publicações para que seus artigos possam ser citados de forma correta por outros autores.

Resumo: As pessoas se baseiam no Resumo ou no Abstract para decidirem ler ou não o restante de um artigo. Não se utiliza mais que 150 a 250 palavras.

Abstract: O Abstract é a versão do Resumo em inglês. Por uma questão de coerência, ele deve possuir tamanho e significado compatíveis com o resumo. Algumas línguas são mais concisas que outras, mas é inaceitável que o Resumo e o Abstract contenham divergências. Além disso, a versão em inglês não deverá ser apenas uma tradução literal ou convencional do resumo, mas sim uma tradução científica, com a tradução precisa dos termos e expressões técnicas, ou o trabalho poderá ser rejeitado para publicação.

Palavras-chave: Por vezes, editores solicitam a inclusão de um conjunto de palavras-chave que caracterizam o artigo. Estas palavras serão usadas posteriormente para permitir que o artigo seja encontrado por sistemas eletrônicos de busca.

Introdução: A introdução é um apanhado geral do conteúdo do artigo científico sem entrar em muitos detalhes. Apenas poucos parágrafos são o suficiente.

Corpo do artigo: Definição do problema - Define o problema ou tópico estudado, explica a terminologia básica, e estabelece claramente os objetivos e as hipóteses. Formulação teórica, materiais e métodos - Apresente as formulações teóricas e hipóteses. Lista de forma abrangente todos os materiais e a metodologia utilizada de forma que os leitores sejam capazes de reproduzir o seu estudo.

Resultados: Se possível, utilizam figuras, gráficos, e outras representações diagramáticas atrativas para ilustrar claramente os dados. A seção Resultados deve ser apenas longa o suficiente para apresentar as evidências de seu estudo.

Discussão: Assim, apresenta argumentos convincentes e adequados, prova matemática, exemplos, equações, análises estatísticas, padrões/tendências observadas, opiniões e idéias além da coleção de números coletados e tabelados. Faz comparações com resultados obtidos por outros pesquisadores, caso existam.

Conclusão: Resume, aponta e reforça as idéias principais e as contribuições proporcionadas pelo trabalho. A conclusão deve ser analítica, interpretativa, e incluir argumentos explicativos.

Trabalho Futuro: Comenta sobre os planos para um trabalho futuro com relação ao mesmo problema, ou modificações a serem feitas e/ou limitações do método utilizado que poderão ou não serem superadas.

Agradecimentos: Dá crédito às pessoas e organizações por qualquer suporte técnico e/ou financeiro recebido durante a realização do estudo. Cita também qualquer material com direitos autorais ou "copyright" utilizado com permissão.

Referências: A seção das referências demanda tempo para ser organizada, e é de extrema importância. As referências seguem a ordem de aparecimento no texto. Fornece informações completas sobre as referências utilizadas.

Apêndices: Insere como apêndice as informações que não são fornecidas no texto principal como, por exemplo, questionários ou software utilizado.

BIBLIOGRAFIA

http://www.lendo.org/como-fazer-um-resumo/

http://www.infoescola.com/redacao/resenha/

http://www.freewebs.com/infinitetrans/artigo.html

Comentários