[livro] Seghese - Projeto Vida no Campo

[livro] Seghese - Projeto Vida no Campo

(Parte 1 de 8)

PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 164

SETE BARRAS – VALE DO RIBEIRA – SÃO PAULO Novembro / 2006

PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 2

Agradecimentos

Primeiramente gostaria de agradecer a Deus por ter me dado muitas provas de sua existência e ser o meu grande companheiro.

Agradecer meus pais, Alberto Seghese e Terezinha Meneguetti Seghese, por terem me dado todo apoio necessário para que me formasse Engenheiro Agrônomo.

Agradecer toda a família Seghese e família Meneguetti pela enorme contribuição que me deram para conseguir realizar o Projeto Vida no Campo e este Livro.

Agradecer todos os Autores presentes na Referência Bibliográfica, que com seus livros e publicações ajudaram a construir o Projeto Vida no Campo.

Agradecer o meu professor de karatê e de Ioga Sérgio Paglioto Filho, que há anos vem me lapidando dentro do seu Dojo.

Agradecer ao Mestre Gichin Funakoshi por ter fundado o estilo de Karatê Shotokan no

Japão.

Agradecer todas as pessoas que direta ou indiretamente contribuíram para a realização do Projeto Vida no Campo.

Agradecer a Divina Mãe Natureza que através de suas diversas formas de Vida nos dá

Vida e Vida em Abundância.

Agradecer aos nossos irmãos Sol, Vento, Éter, Fogo, Animais, Microrganismos Vegetais e Animais e a todos os outros representantes da fauna do solo.

Agradecer as nossas Irmãs Terra Maternal, Água, Lua, Ervas e Árvores com Frutas de

Ouro, Sementes e Flores cheias de aromas e tintas de mil cores.

Agradecer as Quatro Estações do ano, as Estrelas e a todos os Planetas. Agradecer a todos os Elementais do Reino Animal, Vegetal e Mineral aos Devas e aos

Anjos.

Todos pertencemos à mesma Família e Todos temos um mesmo Deus, sózinhos nós não existiríamos. Agradecer a quem agora lê este Livro.

PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 3

Apresentação

Há anos trabalho como Engenheiro Agrônomo no município de Sete Barras no Vale do

Ribeira em São Paulo.

E o que esta acontecendo com os produtores rurais do município, a exemplo do mundo inteiro, é a concentração da posse da terra, levando ao êxodo rural, crescente endividamento e empobrecimento dos produtores e das propriedades, queda da qualidade de vida do produtor e de toda sua família, falta de orientação adequada por parte do poder público e conseqüentemente o desânimo do produtor, principalmente do micro, pequeno e médio produtor, que não consegue viabilizar sua propriedade.

É no meio deste cenário assustador, que, com a ajuda de Deus e de bons seres humanos, nasce o Projeto Vida no Campo, visando desenvolver tecnologias adaptadas ao Vale do Ribeira, proporcionar um enriquecimento cultural e espiritual para a população e assim tornar possível um desenvolvimento local de maneira saudável e sustentável.

O Projeto Vida no Campo é um Centro de Pesquisa, localizado no município de Sete

Barras, que vem a anos distribuindo gratuitamente mudas de plantas - testadas, adaptadas, aprovadas e analisadas em laboratórios de nutrição - aos produtores rurais e moradores urbanos de todo o Vale do Ribeira, também oferecendo cursos e dias de campo a grupos de pessoas interessadas.

O sistema de produção utilizado é o Agrossilvipastoril, que por ser multidisciplinar, orienta as pessoas que o visitam com diversos conhecimentos.

Trabalhando com o Sistema Agrossilvipastoril, um sonho meu de infância, pude observar os resultados espetaculares que ele proporciona, principalmente para ecossistemas frágeis.

Por esses motivos resolvi escrever este livro, no sentido de popularizar este Sistema de

Produção, que com certeza será muito útil a toda humanidade em qualquer lugar do Planeta Terra.

Marcos Alberto Seghese

PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 4

1. A crise ecológica atual: Uma breve análise09
2. As agressões causadas pela sociedade ao planeta15
3. Biodiversidade24
4. O cântico do sol32
5. Carta do chefe Seattle3
6. Oração do engenheiro agrônomo35
7. Da consciência ecológica ao desenvolvimento sustentável36
8. O Protocolo de Kyoto39
Histórico39
Do que trata o Protocolo de Kyoto39
9. Agenda 21 conceitos básicos42
Introdução42
Princípios e conceitos42
Conclusão59
10. Declaração do Rio de Janeiro sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento60
1. Agenda 21 brasileira6
Implementação da Agenda 21 Brasileira (a partir de 2003)6
Agenda 21 Brasileira em ação68
12. Agricultura convencional versus agricultura alternativa70
Introdução70
Paradigmas sócio-culturais71
Agricultura Convencional72
Agricultura Alternativa72
13. A transição para uma agricultura alternativa75
14. Estratégias de conversão para agricultura orgânica78
O que é a conversão78
Aspectos normativos78
Aspectos biológicos79
Aspectos Educativos82
Há queda na produtividade durante a conversão?83
A marcha da conversão83
Definição dos pontos-chave84
Implementação das mudanças e monitoramento dos resultados84
Estabelecimento dos canais de comercialização85
A finalização da conversão85

SUMÁRIO PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 5

16. Agricultura orgânica: Princípios e práticas89
Ciclo biológico e fertilidade do solo93
17. Produção orgânica de leite no Brasil94
Homeopatia95
Princípios da agricultura orgânica95
18. Dez razões para se consumirem produtos orgânicos98
19. O livre comércio de produtos orgânicos100
20. A produção orgânica no século 21104
21. Governo brasileiro incentiva produção e consumo de orgânicos106
2. Paraná lança projeto Orgânico do Brasil107
Orgânicos têm mais valor nutricional107
23. Agricultura Ecológica108
Vantagens nutricionais dos alimentos orgânicos em relação aos convencionais109
24. Agricultura Natural110
Fundamentos e princípios110
A cooperação entre os seres vivos112
Centro de Pesquisa Mokiti Okada113
Manejo com microrganismos para equilíbrio do solo113
Mudança e produção superior114
Outros princípios da agricultura natural115
25. Agricultura Biodinâmica118
O manejo biodinâmico na Fazenda Alegre120
26. Permacultura122
27. Trofobiose123
Alguns aspectos científicos126
28. Agricultura Familiar131
Histórico131
Importância131
29. Desenvolvimento Sustentável e Agricultura Familiar136
Sustentabilidade Social137
Sustentabilidade Econômica137
Sustentabilidade Ecológica137
Sustentabilidade Espacial138
Sustentabilidade Cultural138
30. Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar140

15. Os dez mandamentos da conversão ...............................................................................87 PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 6

Sistemas Agroflorestais e a Agricultura Familiar144
Desenho da Agrofloresta145
Manejo da Agrofloresta145
Classificação dos SAFs146
32. Sistema de Produção Agrossilvicultural148
3. Sistema de Produção Silvipastoril149
Introdução149
Importância149
Contribuição do Sistema Silvipastoril na captação de Carbono155
34. Sistema de Produção Agrossilvipastoril158
Introdução158
O “Zen” na agricultura159
A visão holística160
O Desenho do Projeto Vida no Campo163
Plantas forrageiras para corte164
Cana-de-açúcar164
Capim-elefante164
Capim-guatemala165
Panicum maximum, jacq165
Rami166
Amora166
Palma166
Leucena167
Gliricídia168
Guandu170
Stylosanthes guianensis var. vulgaris cv Mineirão171
Amendoim forrageiro172
Outras plantas175
Bananal orgânico175
Introdução175
forrageiro, leguminosas arbóreas e árvores frutíferas179
Utilização da bananeira na alimentação animal181
Utilização da bananeira para o artesanato181
Utilização da bananeira na alimentação humana182

31. Sistemas Agroflorestais .................................................................................................143 Variedades diferentes de banana plantadas na mesma área, consorciadas com amendoim PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 7

Utilização da bananeira na construção civil183
Horta Rústica183
Pomar184
Animais186
Cabra leiteira186
Vaca leiteira da raça Jersey187
Suínos190
Galinha caipira191
Gênesis192
Símbolo193
35. Referências bibliográficas194

Utilização da bananeira na área têxtil .................................................................................183 PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 8

1. A Crise Ecológica Atual: Uma breve análise

Autores contemporâneos (Capra, 1982, 1996; Grün, 1994; Morin, 1995) ressaltam o momento de crise global que ameaça todo o Planeta.

Embora os impactos gerados pela ação humana no meio ambiente (como, por exemplo, a escassez de recursos naturais, a destruição da camada de ozônio e o efeito estufa) estejam sendo apontados como aspectos da crise atual, alguns estudos indicam que sempre houve impacto sobre o meio ambiente decorrente da ação do homem.

Nesse sentido, Dörst (1973) adverte que as degradações ambientais provocadas pela sociedade primitiva tiveram um alcance limitado e incomparável com as resultantes da civilização industrial, apesar de que “[...] a humanidade já continha em seus primórdios os germes da destruição, diríamos da autodestruição, que se desenvolverá dramaticamente durante as fases posteriores da sua historia” (Dörst, 1973: 29).

Ramade (1979), por sua vez, ao fazer um retrospecto dos efeitos da ação do Homem sobre o meio ambiente, considera a agressão humana como “tradicional”. Para ele o impacto da ação do homem sobre a ecosfera tornou-se verdadeiramente significativo desde o momento da descoberta do fogo, tendo se acentuado com a revolução do neolítico.

No entanto, segundo Grün (1994), embora o início da crise ecológica possa ser considerado já no período neolítico, o processo de globalização da mesma deu-se com o advento da modernidade.

Na mesma linha de raciocínio, Capra (1982: 19) diz que: As últimas décadas de nosso século vêm registrando um estado de profunda crise mundial, é uma crise complexa, multidimensional, cujas facetas afetam todos os aspectos de nossa vida – a saúde e modo de vida, a qualidade do meio ambiente e das relações sociais, da economia, tecnológica e política. É uma crise de dimensões intelectuais, morais e espirituais; uma crise de escala e premência sem precedentes em toda historia da humanidade. Pela primeira vez, temos que nos defrontar com a real ameaça da existência da raça humana e de toda a vida no planeta.

Diante disso, mesmo sem negar a existência de impactos da ação humana sobre o meio ambiente desde os primórdios da história, considera-se aqui que uma análise da crise ecológica atual implica em uma investigação acerca do conjunto de valores que aliciaram a modernidade, o período contemporâneo da História. Para tanto, faz-se necessário um breve retrospecto sobre o surgimento desse conjunto de valores que se deu no período transitório entre a Idade Média e a Modernidade.

PROJETO VIDA NO CAMPO - A VIDA EM HARMONIA COM A NATUREZA 9

Na Idade Média prevaleceu uma atitude teocêntrica em que a terra não passava de uma província do Céu, onde o homem deveria passar por provações para se purificar e alcançar a salvação (Soffiati, 1987).

Algumas inovações que surgiram no século XV, principalmente no campo da artes e da literatura, foram delineando uma nova postura humana frente ao meio ambiente. De acordo com Grün (1994), tais inovações contribuem para a formação de um movimento, denominado mais tarde de Renascimento, que traz em seu bojo uma forte valorização do ser humano. Para ele, “O humano, colocado em posição de subserviência a Deus durante a Idade Média, começa a dar indícios de insatisfação. É no mundo renascente que vamos encontrar os primeiros anúncios desta mudança.” (Grün, 1996:24)

O autor ressalta que as idéias renascentistas não ficaram restritas apenas ao mundo artístico e literário, mas acabaram afetando os conjuntos de crenças e valores vigentes na época, o que serviu de base para a configuração e estruturação da filosofia que veio a ser dominante na sociedade moderna. Ou seja, “É o nascimento da ciência moderna que a arte anuncia um século antes.” (Grün, 1994: 27).

(Parte 1 de 8)

Comentários