Projeto Produção de Forragem

Projeto Produção de Forragem

As variações climáticas , temperatura , luminosidade, índice pluviométrico afetam a produtividade das gramíneas, proporcionando uma estacionalidade na produção quando na falta de um desses atributos Aguiar et. al.(2004).

  • As variações climáticas , temperatura , luminosidade, índice pluviométrico afetam a produtividade das gramíneas, proporcionando uma estacionalidade na produção quando na falta de um desses atributos Aguiar et. al.(2004).

  • Segundo Aguiar e Drumond (2005) o produtor busca com a intensificação minimizar estes efeitos do clima, mantendo um nível produtivo mais aceitável, utilizando irrigação , adubação e gramíneas mais produtivas.

  • Drumond (2005) comenta ainda que o próprio produtor tem receio de utilizar a técnica de fertirrigação por achar-la complexa e desacreditada quanto aos efeitos da mesma.

  • Segundo Marcelino et. al. (2003) e Pinheiro (2002), é carente pesquisas à campo quando da adubação X fertirrigação, buscando estabelecer níveis de produção e eficiência sob condições não controladas.

Metodologia

  • Metodologia

  • Setor Forragicultura do IFTM – Campus Uberaba no período de 2 anos, utilizando Tifton 85. (módulos de pastagem irrigada)

  • Delineamento Experimental: Blocos ao acaso com cinco tratamentos e quatro repetições.

  • T1 - sequeiro sem adubação,

  • T2- sequeiro com adubação

  • T3 -irrigado sem adubação,

  • T4- irrigado com adubação à lanço,

  • T5 – irrigado e fertirrigado,

As parcelas da unidade experimental serão de 0,250 hectares, divididas e separadas por marcadores ( linhas divisórias).

  • As parcelas da unidade experimental serão de 0,250 hectares, divididas e separadas por marcadores ( linhas divisórias).

  • Amostragem de produção: método direto , corte de forragem, emprego de cortes de quadrados, e pesagem de massa verde.

  • A cada 15 dias amostragem para determinação de Matéria Seca.

  • A adubação será calculada para atender a exigência média anual de 7 AU/Ha e dividida em 4 aplicações para os tratamentos adubados à lanço. No caso dos tratamentos fertirrigados parcelados e administrados pós saída lote animais.

AGUIAR, A. P. A.; DRUMOND, L. C. D. ; SILVA, A. M.; PONTES, P. O.; FELIPINI, T. M. V.A; Características de crescimento de pastagens irrigadas e não irrigadas em ambiente de Cerrado. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 41, Campo Grande/MS. 2004. Anais.

  • AGUIAR, A. P. A.; DRUMOND, L. C. D. ; SILVA, A. M.; PONTES, P. O.; FELIPINI, T. M. V.A; Características de crescimento de pastagens irrigadas e não irrigadas em ambiente de Cerrado. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 41, Campo Grande/MS. 2004. Anais.

  •  

  • AGUIAR, A. P. A.; DRUMOND, L. C. D. Viabilidade econômica de irrigação de pastagens. Anualpec 2005. São Paulo: FNP, 2005. p. 50 -52.

  •  

  • DRUMOND, L. C. D. Aplicação de água residuária de suinocultura por aspersão em malha: desempenho hidráulico e produção de matéria seca de Tifton 85. 2003. 120p. Tese (Doutorado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista – UNESP, Jaboticabal.

  •  

  • HERRERA, R. S. El gênero Cynodon para la produccion de forraje em Cuba. In: WORKSHOP SOBRE O POTENCIAL FORRAGEIRO DO GÊNERO Cynodon, Juiz de Fora, Abril, 1996, Anais... Juiz de Fora: EMBRAPA-CNPGL, 1996. 181p.p.153-166.

Comentários