Reciclagem para leigos

Reciclagem para leigos

(Parte 1 de 4)

Resumo: “É sabido que os recursos naturais mostram os primeiros sinais de esgotamento. Com este argumento, não queremos dizer que estamos reduzindo a quantidade de água, por exemplo, existente no planeta, pois devido ao ciclo hidrológico que mantém a quantidade de água existente quase que inalterada, o problema na verdade consiste no fato de que com a poluição dos corpos hídricos, a quantidade de água com qualidade para utilização humana é reduzida. O desenvolvimento tecnológico se deu inicialmente sem um pensamento ambiental estruturado aonde os acontecimentos simplesmente iam ocorrendo sem que houvesse a menor preocupação com os recursos e suas fontes. Atualmente vem crescendo cada vez mais o debate sobre Questões ambientais vs. Desenvolvimentos tecnológicos, cada vez mais se discutem maneiras de se desenvolver de forma sustentável e conservando os recursos existentes para a posteridade. Uma maneira encontrada para reduzir a utilização de recursos naturais é a reciclagem, a qual é um conjunto de técnicas que visa reaproveitar a matéria tida como não útil com a finalidade de reduzir a utilização de recursos naturais como matéria-prima”. Palavra-chave: Desenvolvimento, Ambiental, sustentável.

Abstract: “It’s known that natural resources shown their first symptoms of finish. With such an argument, it doesn’t mean that the amount o water is getting lower, as an example, because the water cycle keeps the amount of the water almost the same as always, the problem of this matter is that with water pollution, the amount of water for human utility is reduced. The technological development started with no structured environmental thought and things just happened with no worries about the natural resources and its sources. On these days the debate between Environment Issues and Technological development has coming often, and discussions about sustainable development and conservation of the existent resources to the population of the future. A way that was found to reduce the quantity of resources used it is recycling, that is a group of techniques that reuse trash to reduce de amount of natural resources used as raw material.” Keyword: Development, Environmental, Sustainable.

Categoria: EstudanteModalidade: Comunicação

Reciclagem – Uma apresentação deste processo de disposição de resíduos. Área de abrangência: Gestão Ambiental

1. INTRODUÇÃO

Cada brasileiro produz uma quantidade média de 800 gramas de lixo, caso esta quantidade seja mantida, na haverá mais local onde depositar todo este lixo. A reciclagem por si só não resolverá o problema, irá apenas minimizar as conseqüências geradas.

Figura 1: Separação de lixo para reciclagem

Devido à quantidade de lixo jogada em aterros, estes se encontram cada vez mais com seu tempo de vida útil reduzido, para que seja possível aumentar o tempo de vida útil destes, deve-se aprender a reutilizar e a reciclar parte do nosso lixo.

Além do fator ambiental existente no ato da reciclagem, existem também: os fatores econômicos, onde existem cooperativas de catadores de lixo que separam o lixo em várias categorias para reciclagem e reutilização do material. A única atividade que as cooperativas não praticam é a redução de formação de resíduo, onde podemos dizer que esta responsabilidade não é apenas das cooperativas, mas sim de cada cidadão. O fator educacional, onde, hoje em dia, as entidades educacionais de nível fundamental e médio estão cada vez mais aumentando a difusão do conhecimento da educação ambiental para seus estudantes, e as instituições de nível superior cada vez mais

Categoria: EstudanteModalidade: Comunicação

Reciclagem – Uma apresentação deste processo de disposição de resíduos. Área de abrangência: Gestão Ambiental acrescentando as cadeiras de engenharia ambiental e as diversas especializações na área de meio ambiente, onde estas são cada vez mais freqüentes.

Em áreas industriais existe uma forte consciência para o meio ambiente, onde podemos ver normas industriais, municipais, estaduais e federais sendo seguidas à risca para que seja possível a conservação do meio ambiente, obtendo assim um desenvolvimento sustentável. Vale salientar que existem leis e regras impostas ao ramo industrial para que possa ser possível a produção em massa sem que exista uma degradação ambiental tão grande quanto a produção.

Existem 3 (três) maneiras de limitar os efeitos do lixo e dos resíduos gerados no meio ambiente: Reduzir, Reutilizar, Reciclar.

1.1 Reduzir O primeiro passo a ser seguido para diminuir a quantidade de lixo é sem dúvida reduzir a quantidade de lixo e resíduos gerados.

Muitas vezes são feitas compras de produtos, quaisquer que sejam, e estes estão envoltos com bastantes embalagens, que no final acabam por ser jogadas fora sem poder ao menos ser reutilizadas, ou até mesmos quando se compram produtos com embalagens que não podem ser recicladas, como por exemplo o isopor. Existe um termo que pode descrever uma forma de reduzir a compra destes utensílios com materiais que não podem ser reciclados, este termo é a “pré-reciclagem” que nada mais é que a seleção de produtos ecologicamente corretos, visando a menor geração de resíduos.

1.2 Reutilizar Após reduzir o que é consumido, o segundo passo é reutilizar produtos que normalmente são jogados fora. Existe uma infinidade de produtos usados pelas pessoas que são jogados fora sem que estas saibam que poderiam estar reutilizando os mesmos. Um bom exemplo que pode ser citado de reutilização são os recipientes utilizados para armazenar sorvete, os quais são utilizados após o término do sorvete por donas de casa como depósitos alimentícios.

Como a população estaria, em termos de geração de resíduos e lixo, se reutilizasse pelo menos uma vez os produtos consumidos?

1.3 Reciclar Após evitar o consumo de coisas desnecessárias, reaproveitar outras, o terceiro passo é a reciclagem. Muitos materiais podem ser reciclados e cada um por uma técnica diferente.

Categoria: EstudanteModalidade: Comunicação

Reciclagem – Uma apresentação deste processo de disposição de resíduos. Área de abrangência: Gestão Ambiental

A reciclagem permite uma diminuição da exploração dos recursos naturais e muitas vezes é um processo mais barato do que a produção de um material a partir da matéria-prima bruta. A reciclagem é feita para lixo orgânico e inorgânico. 2. RESÍDUO x LIXO

Normalmente existe uma separação entre o conceito de resíduo, que é normalmente denominado para elementos líquidos ou gasosos descartados, enquanto que lixo é normalmente denominado para elementos sólidos descartados. Contudo, os termos lixo e resíduo podem ser utilizados tanto para fluídos como para sólidos.

O conceito de lixo pode ser considerado uma concepção do homem, uma vez que no decorrer dos processos naturais não existe a formação de lixo, e sim a formação de produtos inertes. Em termos práticos, o lixo ou resíduo é todo e qualquer material orgânico e/ou inorgânico que é supérfluo ou perdeu a sua utilidade e necessita ser descartado, contudo quase todo material pode ser reutilizado e/ou reciclado desde que receba o tratamento adequado para este fim. 3. CLASSIFICAÇÃO DE RESÍDUOS OU LIXO

Existem várias maneiras pela qual podemos classificar e separar os resíduos gerados devido ao descarte cotidiano e dentro dessas separações podemos, ou não, encontrar subdivisões para melhor classificar os resíduos e dar um tratamento mais adequado a estes. Podemos classificar os resíduos gerados quanto a: 3.1 Origem

• Domiciliar

O lixo domiciliar é aquele proveniente do cotidiano domiciliar, ou seja, aquele produzido pela atividade doméstica, constituído por alimentos, produtos de limpeza, embalagens plásticas dentre outros. Dentro dos resíduos domiciliares existem alguns que são considerados tóxicos.

Os maiores problemas com a limpeza municipal estão relacionados com lixo domiciliar, onde este deve ser separado em lixo molhado e lixo seco.

O lixo domiciliar também pode possuir a categoria de lixo domiciliar perigoso, na qual estão inclusos os produtos de limpezas, solventes e tintas, dentre outros.

Um modo prático para identificar se o lixo doméstico é perigoso ou não, pode-se procurar por símbolos de perigo nos rótulos dos produtos. Normalmente poucos produtos possuem o indicativo de perigo do produto.

• Comercial

Categoria: EstudanteModalidade: Comunicação

Reciclagem – Uma apresentação deste processo de disposição de resíduos. Área de abrangência: Gestão Ambiental

O lixo comercial é proveniente de estabelecimentos comerciais, como o próprio nome já diz, como, por exemplo, supermercados, escritórios, estabelecimentos bancários, dentre outros. Dentro desta gama de estabelecimentos existe o maior percentual de materiais recicláveis. Normalmente, os resíduos gerados são papéis, plásticos e papelões.

• Público

O lixo público é aquele gerado pelos serviços de limpeza pública, seja de vias públicas ou de praias, restos de podas, ou até mesmo de limpeza de feiras livres, sendo constituído em sua maioria por restos de leguminosos, embalagens etc.

• Industrial

Este tipo de lixo ou resíduo é originado de atividades industriais, normalmente de industrias do segundo setor, variando de cinzas e lodos até cerâmicas, ou resíduos químicos proveniente de algum processo. Alguns dos resíduos gerados neste ramo estão a grande maioria de resíduos considerados tóxicos.

• Hospitalar ou de Serviços de Saúde

É constituído por todo resíduo gerado por hospitais e localidades onde existe o serviço de saúde. Este tipo de resíduo exige cuidado e atenção especial quanto a coleta, acondicionamento, transporte e destino final, porque as substâncias contidas podem ser prejudiciais à saúde humana. Alguns exemplos de resíduo são seringas, vidros de remédios dentre outros.

• Agrícola

Estes resíduos são compostos por embalagens de adubos, defensivos agrícolas, ração restos de colheita, etc. Em algumas regiões do mundo, este tipo de resíduo já é considerado uma preocupação constante. As embalagens de agrotóxicos tem sido alvo de legislação específica, definindo cuidados na sua destinação final.

• Portos, aeroportos e terminais rodoviários ou ferroviários

Constituem os resíduos sépticos, ou seja, aqueles que contêm ou potencialmente podem conter organismos patogênicos, trazidos aos portos, terminais rodoviários e aeroportos. Basicamente, originam-se de material de higiene, asseio pessoal e restos de alimentação que podem veicular doenças provenientes de outras cidades, estados e países. Também neste caso, os resíduos assépticos destes locais são considerados como domiciliares.

• Entulho (Construção civil)

Categoria: EstudanteModalidade: Comunicação

Reciclagem – Uma apresentação deste processo de disposição de resíduos. Área de abrangência: Gestão Ambiental

Resíduos da construção civil: demolições e restos de obras, solos de escavações etc. O entulho é, geralmente, um material inerte, passível de reaproveitamento.

• Nuclear

Composto por produtos altamente radioativos, como restos de combustível nuclear, produtos hospitalares que tiveram contato com radioatividade (aventais, papéis, etc), enfim, qualquer material que teve exposição prolongada à radioatividade e que possui algum grau de radioatividade. Devido ao fato de que tais materiais continuarem a emitir radioatividade por longos períodos de tempo, eles precisam ser totalmente confinados e isolados do resto do mundo. 3.2 Composição química

• Orgânico

Lixo orgânico é todo o lixo que tem origem animal ou vegetal. Nesta categoria incluem-se restos de alimentos, folhas, sementes, restos de carnes e ossos, etc.

O principal componente do lixo orgânico é o lixo humano, o qual pode ser altamente perigoso, uma vez que pode ser dispersor de diversas doenças bactérias, etc.

• Inorgânico

Lixo inorgânico é todo o resíduo gerado que não possui origem biológica, ou seja, elementos produzidos pela atividade humana, como plásticos, metais dentre outros.

Muito do lixo inorgânico possui um grande problema: quando jogado diretamente no meio ambiente, sem tratamento prévio, demora muito tempo para ser decomposto. 3.3 Periculosidade Oferecida

(Parte 1 de 4)

Comentários