O Sangue do Diabo

O Sangue do Diabo

O sangue do diabo é um experimento que se baseia em conceitos de ácido-base, indicadores de pH e volatilidade.

  • O sangue do diabo é um experimento que se baseia em conceitos de ácido-base, indicadores de pH e volatilidade.

O nome, apesar de um tanto “assustador”, é devido à coloração avermelhada da solução e também por ser utilizado como uma brincadeira maldosa.

  • O nome, apesar de um tanto “assustador”, é devido à coloração avermelhada da solução e também por ser utilizado como uma brincadeira maldosa.

Em épocas de Carnaval, o sangue do diabo era utilizado para assustar as pessoas, espirrando-se a solução nas roupas que usavam, deixando uma mancha vermelha que dá a impressão de que nunca mais sairá.

  • Em épocas de Carnaval, o sangue do diabo era utilizado para assustar as pessoas, espirrando-se a solução nas roupas que usavam, deixando uma mancha vermelha que dá a impressão de que nunca mais sairá.

Porém, alguns minutos depois, a mancha vermelha simplesmente desaparece, deixando no lugar de uma expressão irritada no rosto de que tinha sua roupa manchada, a intriga e a curiosidade.

  • Porém, alguns minutos depois, a mancha vermelha simplesmente desaparece, deixando no lugar de uma expressão irritada no rosto de que tinha sua roupa manchada, a intriga e a curiosidade.

  • Apesar de parecer “mágica” para muitos, o sangue do diabo tem uma explicação científica muito simples.

Para fazê-lo, utiliza-se:

  • Para fazê-lo, utiliza-se:

  • → Hidróxido de amônio;

  • → Fenolftaleína;

  • → Álcool etílico;

  • → Água.

Em um recipiente, que em laboratório geralmente é um béquer, mistura-se o álcool e a fenolftaleína, e em outro recipiente, mistura-se o hidróxido de amônio e a água.

  • Em um recipiente, que em laboratório geralmente é um béquer, mistura-se o álcool e a fenolftaleína, e em outro recipiente, mistura-se o hidróxido de amônio e a água.

Em seguida, adiciona-se a solução de hidróxido de amônio à solução de fenolftaleína, até atingir a coloração desejada, de preferência, um vermelho vivo.

  • Em seguida, adiciona-se a solução de hidróxido de amônio à solução de fenolftaleína, até atingir a coloração desejada, de preferência, um vermelho vivo.

E está pronto o sangue do diabo. Basta transferir para um recipiente que permita borrifar a solução .

  • E está pronto o sangue do diabo. Basta transferir para um recipiente que permita borrifar a solução .

Quando se borrifa o sangue do diabo em um tecido claro, pode-se observar uma mancha de um vermelho forte, que dá a impressão de que ficará impregnada no tecido.

  • Quando se borrifa o sangue do diabo em um tecido claro, pode-se observar uma mancha de um vermelho forte, que dá a impressão de que ficará impregnada no tecido.

  • Porém, alguns instantes depois, esta mancha vermelha desaparece, deixando apenas uma leve mancha úmida e incolor.

Isto acontece porque, quando se adiciona hidróxido de amônio, que é um composto relativamente instável, à água, ele se decompõe em amônia e água:

  • Isto acontece porque, quando se adiciona hidróxido de amônio, que é um composto relativamente instável, à água, ele se decompõe em amônia e água:

  • NH4OH + H2O → NH3 + 2H2O

A amônia, apesar de não ser uma base de Arrhenius, ou seja, não liberar íons OH- em solução aquosa, é uma base de Brönsted-Lowry e de Lewis.

  • A amônia, apesar de não ser uma base de Arrhenius, ou seja, não liberar íons OH- em solução aquosa, é uma base de Brönsted-Lowry e de Lewis.

Estrutura da molécula de amônia

  • Estrutura da molécula de amônia

  • http://engineer.net.au/environics/2009/02/02/using-a-pid-to-measure-ammonia-nh3/

Assim, quando a solução contendo amônia é adicionada à solução de fenolftaleína com álcool, a fenolftaleína adquire uma coloração vermelha intensa, pois esta substância é um indicador de bases, tendo coloração vermelha em meio básico e permanecendo incolor em meio ácido ou neutro.

  • Assim, quando a solução contendo amônia é adicionada à solução de fenolftaleína com álcool, a fenolftaleína adquire uma coloração vermelha intensa, pois esta substância é um indicador de bases, tendo coloração vermelha em meio básico e permanecendo incolor em meio ácido ou neutro.

Porém, a amônia é um gás, e portanto, evapora muito facilmente da solução. Quando a solução é borrifada, facilita ainda mais o processo de evaporação, pois as moléculas são dispersas no ar.

  • Porém, a amônia é um gás, e portanto, evapora muito facilmente da solução. Quando a solução é borrifada, facilita ainda mais o processo de evaporação, pois as moléculas são dispersas no ar.

  • O álcool etílico, que também é bastante volátil, ajuda na evaporação da amônia.

Quando a amônia evapora, a solução volta a ser neutra, pois contém apenas água e fenolftaleína.

  • Quando a amônia evapora, a solução volta a ser neutra, pois contém apenas água e fenolftaleína.

  • Não tendo mais nenhuma substância que confira basicidade ao meio, a fenolftaleína volta a ser incolor, e a mancha desaparece.

Referências

  • Referências

  • Sangue do diabo! O que é... Como fazer... Disponível em http://fisicomaluco.com/wordpress/2007/07/11/sangue-do-diabo-o-que-e-como-fazer/, acesso em 26/11/09.

  • Experimento: “Sangue do diabo”. Disponível em http://www.educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/experimento-sangue-diabo.htm, acesso em 26/11/09.

Comentários