Ressonância Magnética 4

Ressonância Magnética 4

(Parte 3 de 6)

-SE TE AXIAL. -SE T1 AXIAL. TSE T2 CORONAL. Injetar Contraste. -SE T1 AXIAL COM SUPRESSÃO DE GORDURA. SE T1 CORONAL COM SUPRESSÃO DE GORDURA. Obs.: Se é tumor, também fazer SE T1 SAGITAL COM SUPRESSÃO DE GORDURA PÓS-CONTRASTE.

129 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

130 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

131 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

A RM é utilizada principalmente no estudo de Micro e Macro Adenomas. Estes são tumores da glândula hipofisária, onde os Microadenomas medem menos de 10 m e os Macroadenomas mais de 10 m. Neste exame são utilizadas seqüências com cortes finos, ponderadas em T1 e T2. No estudo de micro adenomas é feito um estudo dinâmico com administração de contraste.

BOBINA UTILIZADA: HEARD. FOV: 150-200. ESPESSURA: 3 m. GAP: 0,3 m. NSA (NEX): 2-6. MATRIZ: 512- 256/512.

1.Lesões Pequenas: -SE T1 SAGITAL (corte 3 m).

-TSE T2 CORONAL (corte 3 m).

-SE T1 CORONAL (corte 3 m).

-SE T1 CORONAL.

2.Lesões Grandes: -SE T1 SAGITAL.

-SE T1 CORONAL.

-SE T2 CORONAL.

-SE T1 nos 3 planos com supressão de gordura.

132 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

133 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

BOBINA UTILIZADA: Flex Coil/ HEARD. FOV: 120- 150. ESPESSURA: 2- 3 m. GAP: 0,2 -0,3 m. NSA (NEX): 2-6. MATRIZ: 256/512.

-SE T1 SAGITAL (corte 2 m)

-TSE T2 FFE SAGITAL (corte 2 m). -TSE T2 CORONAL (corte 2 m).

-DINÂMICO: Boca fechada, boca semifechada, boca aberta e abertura máxima. Obs.: Se possível, sempre gravar estudo dinâmico em CD ou DVD.

134 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

2. COLUNA VERTEBRAL

Imagens sagitais ponderadas em T2 e T1, acompanhadas de imagens axiais T2 e T1 ou GRE, são utilizadas para avaliar a coluna quanto às alterações degenerativas das vértebras e dos discos intervertebrais. Técnicas com supressão de gordura são usadas para avaliação de alterações primárias e metastáticas. Envolvimento meníngeo por infecção ou tumor é mais bem demonstrado quando se utiliza o agente para magnético.

TÉCNICAS: I- Imagens sagitais e axiais ponderadas em T2: Avaliação dos discos intervertebrais e detecção de anormalidades intramedulares. I- Imagens sagitais ponderadas em T1: Avaliam o sinal da medula óssea. O contraste entre o tecido adiposo e as raízes nervosas do forame neural, é utilizado para avaliação da compressão de nervos e estreitamento dos foramens neurais. I- Imagens Gradiente-Eco (GRE): São utilizadas para avaliar a presença de osteófitos e doenças degenerativas da coluna. As técnicas IN PHASE e OUT PHASE são utilizadas para avaliar a medula óssea.

135 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

136 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

IV- Imagens axiais ponderadas em T1: Destacam o forame neural, as raízes nervosas e os gânglios da raiz dorsal e as articulações interapofisárias.

1.COLUNA CERVICAL: BOBINA UTILIZADA: Bobina de Sinergia (Syn-Spine). FOV: 230-280. ESPESSURA: 3 m. GAP: 0,3 m. NSA(NEX): 2-4. MATRIZ: 256/512.

• Hérnia de disco: -TSE T2 SAGITAL.

-TSE T1 SAGITAL.

-FFE T2 AXIAL.

SEQÜÊNCIA OPCIONAL: -TSE T2 AXIAL.

-TSE T2 SAGITAL. -TSE T1 SAGITAL.

-TSE T2 AXIAL.

-TSE T1 AXIAL.

SEQUÊNCIA OPCIONAL: -FFE T2* SAGITAL.

137 Este material deve ser utilizado apenas como parâmetro de estudo deste Programa. Os créditos deste conteúdo são dados aos seus respectivos autores

• Inflamatório (discite, abcesso): -TSE T2 SAGITAL.

-TSE T1 SAGITAL.

-TSE T2 AXIAL.

-TSE T1 AXIAL.

-TSE T1 NOS 3 PLANOS.

-TSE T2 SAGITAL. -TSE T1 SAGITAL.

-FLAIR ou DP SAGITAL.

-TSE T2 AXIAL. INJETAR CONTRASTE. -TSE T1 SAGITAL.

-TSE T1 AXIAL.

2.COLUNA TORÁCICA: BOBINA UTILIZADA: Bobina de Sinergia ( Syn-Spine). FOV: 300-350. ESPESSURA: 3 m. GAP: 0,3 m. NSA(NEX): 2-4. MATRIZ: 512.

• Hérnia de Disco: -TSE T2 SAGITAL.

-TSE T1 SAGITAL.

-TSE T2 AXIAL.

-TSE T1 AXIAL.

(Parte 3 de 6)

Comentários