O Livro de Levítico

 

 

Análise nº 3

 

Palavras Chave: "Santidade e Expiação"

 

Mensagem: 1. O acesso dos redimidos a Deus, somente pelo sangue  2. A santidade dos redimidos, um imperativo

 

INTRODUÇÃO GERAL

 

NOME: Derivado do nome da tribo de Levi.

 

AUTOR: Moisés, comumente aceito.

 

CONTEÚDO: Um compêndio das leis divinas.

 

PERSONAGEM CENTRAL: O sumo sacerdote.

 

TEMA CENTRAL: Como pode um pecador aproximar-se de um Deus Santo? A palavra santo ocorre mais de oitenta vezes no livro.

 

LIVRO COMPANHEIRO: Hebreus.

 

SINÓPSE:

 

I. A Vida de Acesso a Deus.

 

(1) Por meios de sacrifícios e ofertas

(a) Holocaustos, que significavam expiação e consagração, 1:2-9

(b) Oblações, que significavam ação de graças, 2:1-2.

(c) Ofertas pelo Pecado, que significavam reconciliação, cap. 4.

(d) Ofertas pela transgressão, que significavam limpeza de culpa, 6:2-7.

(e) Ofertas de Paz, 6:11-15.

(2) Através da mediação sacerdotal. O sacerdócio humano: seu chamado, 8:1-15; sua limpeza 8:6; seus ornamentos 8:7-13; sua expiação, 7:14-34; exemplos de sua vida pecaminosa, cap. 10.

 

II. Leis especiais que governam a Israel.

 

(1) Quanto ao alimento, cap. 11.

(2) Quanto à limpeza, higiene, costumes, moral, etc., todas enfatizavam a pureza de vida como condição para obter o favor divino, caps. 12-20.

(3) Pureza dos sacerdotes e das ofertas, caps. 21-22.

 

III. As cincos festas anuais.

 

(1) A festa da Páscoa, começava no dia 14 de abril, 23:5. Em comemoração do êxodo.

(2) A festa do Pentecoste (ou das semanas), o sexto dia junho em comemoração da promulgação da lei, 23:15.

(3) A festa das Trombetas, o primeiro dia de outubro, 23:23-25.

(4) O dia da expiação, o décimo dia de outubro. O sacerdote entrava no Lugar Santíssimo e fazia expiação pelos pecados do povo, caps. 16 e 23:26-32.

(5) A festa dos Tabernáculos, começava no décimo quinta dia de outubro. Comemorava a vida no deserto e agradecia a Deus pela colheita, 23:39-43.

 

IV. Leis e instruções gerais.

 

(1) O ano sabático. Um ano em cada sete a terra era deixada sem cultivo, 25:2-7.

(2) O ano do Jubilei. Um ano em cada cinqüenta era designado para que os escravos fossem libertados, as dívidas perdoadas e uma restituição geral tivesse lugar, 25:8-16.

(3) Condições para as bênçãos e advertências acerta do castigo, cap. 26.

(4) A lei dos Votos, cap. 27.

 

 

 

TÍTULO

 

O nome de "Levítico" foi dado, ao terceiro livro de Moisés, pelos "setenta" quando o traduziram da língua original, o hebráico, para o grego. No hebráico o nome é: "Vá-yich-rah", e significa: "E Ele chamou". A forma do nome atual é humana, atendendo ao fato de que o livro traz ordenanças para os levítas, - embora sejam eles mencionados só uma vez em 25:32,33. A forma original é divina, condiz melhor ao conteúdo que friza o apelo de Deus aos redimidos para se achegarem a Ele em comunhão e adoração e para se santificarem no corpo e na alma.

 

TEMPO

 

Todas as instituições dadas e os eventos recordados neste livro, abrangem o período que vai de 1 de Abril, quando o Tabernáculo foi levantado. (Êxodo 40:2, 17 e Levítico 1:1) até 20 de Maio, quando os israelitas partiram do Monte Sinai. (Números 10:11).

 

"Considerando que a narrativa abrange somente um mês" - escreveu o Dr. Parker - "pode considerar-se este livro como o mais notável do Velho Testamento".

 

PARA QUEM FOI ESCRITO?

 

Levítico foi escrito para o povo redimido afim de instruí-lo como aproximar-se de Deus e como adorá-Lo. Em Gênesis, vemos o homem arruinado; em Êxodo, o homem redimido; e em Levítico, o homem adorando. Todas as figuras falam da adoração enquanto as de Êxodo dizem respeito à redenção. Levítico é, por excelência, o livro da adoração.

 

PECULIARIDADES

 

(1) Notar como se abre magestosamente, este livro! É o primeiro, num grupo de somente três, que possuem a mesma introdução. Os outros dois sâo: Números e Josué.

Tal sentença introdutória: "E chamou o Senhor," revela a importância da comunicação que segue.

 

(2) Notável professor bíblico, chamou a atenção para o fato de que em Levítico não se nomeia o Espírito Santo uma vez sequer, quando o é nos demais livros do Pentatêuco; diz ele: "porque aqui tudo se refere a Cristo, e a obra do Espírito Santo é glorificar o Senhor".

 

(3) Em nenhum outro livro da Bíblia encontramos tantas mensagens diretas de Deus, como neste. "O Senhor falou," - "disse," - "ordenou," se encontram 56 vezes; "Eu sou o Senhor, 21 vezes; "Eu sou o Senhor vosso Deus", 21 vezes; "Eu sou", 3 vezes; e "Eu o Senhor, faço", 2 vezes.

 

A MENSAGEM

 

(1) Uma das palavras chave do livro é "Santo". Aparece 87 vezes. A outra palavra chave é "Expiação", e aparece pelo menos, 45 vezes.

 

(2) O problema é: - Como pode um pecador aproximar-se de um Deus Santo? - Como terá acesso a Deus? - Quem decidirá tal questão? - Somente Deus. Este livro mostra que os seus remidos terão acesso a Ele, com todos os privilégios que decorrem da comunhão e adoração, na base do sacrifício, pelo derramamento de sangue.

 

(3) Outra mensagem do livro, que nos surpreende, é a insistência na santificação do corpo a par da santificação da alma. Levítico, ensina que os remidos devem ser santos, porque seu Redentor é Santo, 19:2.

 

ANÁLISE

 

 A Sua Mensagem básica   A SANTIDADE DE DEUS   Ensinando definitivamente

 

(1) Em face da Santidade de Deus, o  A C E S S O 

dos seus redimidos a Ele, é assegurado unicamente na base do sacrifício, pelo derramamento de sangue.  Verso chave, 17:11

 

Levítico 1-10

 

AS 5 OFERTAS, cada uma representa um aspecto distinto da oferta única de nosso Senhor Jesus Cristo. (1 - 6:7)

A LEI DAS OFERTAS, fornece particularidades da ordem, dispositivos, etc. (6:8-7)

O SACERDÓCIO (8-10)

a chamada. 8:1-5;

a purificação, 6;

o vestuário, 7-13;

a expiação, 14-29;

a unção, 30;

o alimento, 31-36;

o ministério, 9;

a falha, 10.

 

(2) E, ainda, em face da Santidade de Deus, a  S A N T I D A D E

tanto do corpo como da alma do redimido, é um imperativo, indispensável.  Verso chave, 19:2

 

LEVÍTICO 11-27

 

AS LEIA DA PUREZA. O povo santo deve ter: (11-16)

alimento puro, 11;

corpos puros, 12-14:32;

lares puros, 14:33-57;

hábitos puros, 15;

constante contato com o "sangue", 16 - O capítulo 16 é o grande capítulo da Expiação.

 

 

 

RECAPITULAÇÃO DAS DIVERSAS LEIS. O povo santo deve observar: (17-26)

adoração pura, 17:1-9;

um santo respeito pelo "sangue", 10-16;

moral pura, 18;

hábitos e vestuários puros, 19-26.

 

Notar as festas em Levíticos, 23.

 

 

 

AS LEIS TOCANTES AOS VOTOS (27)

Comentários