Introdução á Didática de Educação Física

Introdução á Didática de Educação Física

(Parte 1 de 9)

EDIÇÃO MAIO 1969

PROGRAMA DE PUBLICAÇÕES EDITOR: PROFESSOR LAMARTINE PEREIRA DA COSTA DIVISÃO DE EDUCAÇÃO FISICA — PALÁCIO DA CULTURA — SALA 1 RUA DA IMPRENSA, 16 — RIO DE JANEIRO - GB

A iniciativa da Divisão de Educação Física do M.E.C. em publicar a presente obra tem por objetivo, primordialmente, oferecer subsídio aos alunos das Escolas Superiores de Educação Física e aos nossos especializados, de modo geral, no referente ao setor básico da Didática.

Nesse propósito, as considerações em evidência foram:

— as Escolas Superiores de Educação Física são as únicas que, entre as instituições qua preparam professores, não têm a Didática, cujo objetivo específico é justamente o estudo das técnicas de ensino, como disciplina constante de seus currículos;

— a inclusão da Didática no currículo mínimo dessas Escolas, estudada atualmente pelo Conselho Federal de Educação, exigirá, obviamente, material bibliográfico correspondente, e

— o moderno conceito de Educação Física requer o que se pode chamar de uma "nova técnica de ensino", que traduz, no campo prático, os princípios teóricos já aceitos pela maioria dos nossos professores de Educação Física.

O autor, salientando sempre a posição ocupada pelo educando, como centro de todo o processo educacional, e a do moderno professor de Educação Física, como autêntico educador, procurou, simplesmente, adequar algumas normas e procedimentos, aplicados, até hoje, empiricamente pelos professores de nossa especialidade, aos princípios básicos recomendados pela Didática Geral.

tos teóricos da Educação• '

Assim, foram estudadas prioritáriamente as três fases da atividade discente — o planejamento, a orientação e o controle da aprendizagem em Educação Física — ao mesmo tempo em que se procurou desenvolver algumas considerações sobre aspec-

Cumpre relevar ainda que o trabalho ora apresentado constitui fase importante na evolução técnica do PROGRAMA DE PUBLICAÇÕES da Divisão de Educação Fisica, que busca o aperfeiçoamento dentro dos novos conceitos de comunicação. A experiência assimilada pautará certamente as nossas futuras publicações.

Considerando nossa diretiva, à frente da Divisão, de apoiar decisivamente o aperfeiçoamento técnico da Educação Física e dos Desportos, esperamos, com esse empreendimento, cumprir mais uma etapa de nossos objetivos.

Tenente-Coronel Arthur Orlando da Costa Ferreira Diretor da Divisão de Educação Física do M.E.C.

— NOÇÕES FUNDAMENTAIS 1 — A Pedagogia 2

— A Educação ., 10

— A Didática 23

— O EDUCANDO 27 — Aspectos Evolutivos do Educando 28

— Considerações acerca dos exercícios físicos para crian- ças e adolescentes 39

— O dimorfismo sexual do educando e suas influências nas práticas físicas 40

— Requisitos Básicos do Professor de Educação Física46

— O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 4

— O Professor de Educação Física e o Grupo Profissional Pedagógico 51

— O Professor de Educação Física e o Fenômeno da Liderança 5

— O Professor de Educação Física e a Ética Profissional57

— FINALIDADES DA EDUCAÇÃO E OBJETIVOS DO ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA 60

— Finalidades da Educação 61

— Objetivos do Ensino 61

— Finalidades da Educação Brasileira 62 — Objetivos da Educação Física 63

— OS CONTEÚDOS 69 — Alguns Aspectos a Considerar na Seleção dos Conteúdos 71

— Algumas formas pelas quais os conteúdos se apresentam 7

— MÉTODO E CICLO DOCENTE 107

Primeira Parte

1 — Método 108 2 — Principais Métodos Empregados no Brasil 109

Segunda Parte

Ciclo Docente 142 a) O Planejamento do Ensino da Educação Física 143 b) Orientação da Aprendizagem 194 c) Controle da Aprendizagem 287

CONCLUSÕES 313

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 314 ÍNDICE DA MATÉRIA 319

— Conceito de Pedagogia — Fontes e Evolução da Pedagogia

— Objeto da Pedagogia

— Características do Fenômeno Educativo

— Divisão da Pedagogia — Disciplinas que Compõem a Pedagogia

— Conceito de Educação — Alguns Aspectos da Educação Sistemática no Brasil

— Conceitos de Didática

— Objeto da Didática — Fontes da Didática

— Âmbito da Didática

— Didática Tradicional e Didática Moderna

— Divisão da Didática

— Didática de Educação Física 1

O têrmo Pedagogia existe desde a antigüidade clássica. Encontramo-lo, uma das primeiras vezes, na tragédia "Orestes", de Eurípedes, passando a ser empregado, a partir daí, por numerosos autores clássicos, modernos ou contemporâneos.

A palavra Pedagogia provém de duas palavras gregas: "pais, paidós" — criança e "ago, agein" — conduzir, guiar, dirigir. "Ped" é contração de "paid"; "agog" é a raiz com duplicação ática de "ago" e "ia" é o sufixo grego que dá valor ao substantivo. Portanto, Pedagogia, etimològicamente, significa "guia ou condução da criança".

Por isso, na Grécia antiga, chamava-se pedagogo ao escravo liberto encarregado de conduzir as crianças à palestra. Esta função existe desde os tempos mais remotos da antiga civilização grega. No canto IX da Ilíada é mencionada várias vezes a figura de Fênix, que, segundo os clássicos, foi pedagogo de Aquiles.

O pedagogo conduzindo sua pequena senhora.

Com o passar do tempo, o conceito inicial de Pedagogia começou a modificar-se. No século I, São Clemente de Alexandria, no seu livro "O Pedagogo", já faz menção a quatro significados para Pedagogia.

(Parte 1 de 9)

Comentários