interpretação de exames laboratóriais na SAE de enfermagem

interpretação de exames laboratóriais na SAE de enfermagem

(Parte 1 de 4)

Interpretação de Exames

Laboratoriais na Sistematização da Assistência de Enfermagem Introdução

• Objetivo

•Sistematização da Assistência de Enfermagem ( SAE)

•Exames Laboratoriais e a Enfermagem

•Hemácias : Principal componente do sangue •Hemoglobina: Transp. de Oxigênio(ferro)

•Hematócrito: Volume relativo das hemácias dentro do volume do sangue, que é expresso percentualmente

•A) Contagem das hemácias (Eritrograma) •Valores normais

•Homens –4.5 a 6 milhões/

Mulheres –4.5 a 4.8 milhões/ •Crianças -4.6 a 4.8 milhões/

•B) Hematócrito: Homem -40% a 54% •Mulher -37% a 47%

•C) Hemoglobina: Homem -14% a 17%

•Mulher -12% a 15,5%

•OBS: Quando a Hbestá baixa indica anemia ou hemorragia recente.

•Hemograma: Homem

Serie vermelha

Hemácias por mm³ Hemoglobina Hematócrito

Taxas normais milhões 14 –17%40 –54%

Taxas normais

Fem: 4.5 –4.8 milhões 12 –15.5%37 –47 %

Sangue examinado

•Aumento da contagem das hemácias indica policitemia relativa ou absoluta.

•Diminuição da contagem das hemácias indica anemia, sobrecarga liquida ou hemorragia por mais de 24 hs.

•São produzidas na M.O na proporção de 2 milhões por segundo.

•As células velhas são destruídas no baço.

•Nas maiores altitudes há uma maior produção de hemácias.

•Quando os eritrócitos se rompem liberam hemoglobina, que é convertida em bilirrubina e eliminada pela vesícula biliar ao suco gástrico.

•Obs:Toda alteração nas hemácias será devido a patologias ou incapacidade do baço de retirar da circulação hemácias com mal formação.

•Eritroblastos: São hemácias nucleadas que podem aparecer no sangue em decorrência de grandes regenerações eritrócitária, ou como consequência de infiltração medular e leucose.

•Reticulócitos: Reflete estado regenerativo da medula.

•As verminoses são fator importante na anemia severa.

• Ancilosnomideos

• Esquistossomídeos

•Ideal é a ingestade ferro com Vitamina C.

SINAIS DE ANEMIA:A sintomatologia é proporcional a gravidade.

• Hipovolemia

•Hb>9 g/dl: Irritabilidade, fadiga, palidez e dispnéia a esforços fisicoscontinuados.Pode haver anginas.

•Hbentre 6 e 9 g/dl: Palidez evidente, sopro anemico, taquicardia , dispnéia e fadiga a menores esforços.

•Hb< 3,5 g/dl: Insuficiência cardiacaé eminente, e toda a atividade impossivel.

•IndicesEritrócitários: Ajudam a classificar as anemias.

•VCM: volume corpuscular médio.

82 a 98 mm³. (avalia a media do tamanho)

Microcíticas: é comum em anemias por deficit de ferro.

Macrocíticas: Está associado a presença de grande numerosde reticulócitos, ao tabagismo, defitde Vit-B12 e acido fólico.

•HCM-Hemoglobina corpuscular média:26 a 34 pg

•CHCM-concentração de hemoglobina C. Média: 31 a 37 g/dl

Doenças Sanguineasque envolvem as hemácias:

•Anemias ferropriva: há uma queda na produção de Hb.

•Anemia falciforme: hemácias em forma de foice.

•Anemia perniciosa: Doença auto imune caracterizada pela falta do fator intriseco necessário para absorção da Vit–B12 da dieta.

•Paciente com anemia grave.

(Parte 1 de 4)

Comentários