(Parte 1 de 18)

Tutorial de MySQL

Esta apostila fornece uma introdução ao MySQL por mostrar ao usuário como criar

e gerenciar um banco de dados. MySQL é um programa interativo que permite você conectar

com um servidor de MySQL, perguntar e ver os resultados. Também veremos MySQL utilizado

em modo de lote: você coloca suas perguntas em um arquivo de antemão, e MySQL executa os

conteúdos do arquivo. Ambos os caminhos de usar o MySQL são descritos aqui.

Para ver uma lista de opções fornecidas por MySQL, invoque-o com -help:

shell> mysql --help

Esta apostila assume que o MySQL está instalado em sua máquina, e que um servidor de MySQL

está disponível para que possa conectar.

A apostila descreve o processo inteiro de como criar e usar um banco de dados.

Conectando e desconectando do servidor

Para conectar ao servidor, você usualmente necessitará fornecer um usuário ao MySQL e,

mais provavelmente, uma senha. Se o servidor continua numa máquina que não tem onde se

registrar, também necessitará especificar um hostname. Sabendo os parâmetros próprios,

você poderá se conectar:

shell> mysql -h host -u user -p

Enter password: ********

O ******** representa sua senha; entre com a senha quando MySQL exibir Enter

password: prompt.

Se daquela estação, você deveria ver alguma informação de introdução seguida

por uma mysql> prompt:

shell> mysql -h host -u user -p

Enter password: ********

Welcome to the MySQL monitor. Commands end with ; or \g.

Your MySQL connection id is 459 to server version: 3.22.20a-log

Tipo "help" para ajuda.

mysql>

O prompt diz que você está pronto para entrar com os comandos.

Algumas instalações do MySQL permite aos usuários conectar com o servidor e continuar

como anfitrião local. Se isto é o caso em sua máquina, você deveria ser capaz de

conectar com o servidor ao invocar o MySQL sem quaisquer opções:

shell> mysql

Depois que está conectado, você pode desconectar a qualquer momento, é só digitar QUIT

no mysql> prompt:

mysql> QUIT

Bye

Você também pode desconectar por control-D.

Na maioria dos exemplos nas seguintes seções, assumem que você está conectado ao servidor.

Eles indicam isto por: mysql> prompt.

Entrando e perguntando

Neste ponto, é mais importante descobrir como emitir perguntas do que criar tabelas,

carregar e recuperar dados. Esta seção descreve os princípios básicos de como entrar

com os comandos, usando várias perguntas. Você pode experimentar familiarizando com os

trabalhos do MySQL.

Aqui é um comando simples que pergunta ao servidor o número de sua versão e a data corrente.

mysql> SELECT VERSION(), CURRENT_DATE;

+--------------+--------------+

| version() | CURRENT_DATE |

+--------------+--------------+

| 3.22.20a-log | 1999-03-19 |

+--------------+--------------+

1 row in set (0.01 sec)

mysql>

Esta pergunta ilustra várias coisas sobre MySQL:

* Um comando normalmente consiste de uma declaração do SQL seguida por um ponto-e-vírgula.

(Há algumas exceções onde um ponto-e-vírgula não são necessário.

QUIT, mencionado anteriormente, é um deles.)

* Quando você emite um comando, MySQL envia ao servidor para execução e exibe os resultados,

então exibe mysql>, para indicar que está pronto para outro comando.

* MySQL exibe a saída da pergunta como uma tabela (filas e colunas).

A primeira fila contem rótulos às colunas. As demais filas são os resultados da pergunta.

Normalmente, os rótulos da coluna são os nomes das colunas que traz das tabelas do banco

de dados. Se você está recuperando o valor de uma expressão, em vez de uma coluna de tabela,

MySQL rotula a coluna usando a expressão que foi usada.

* MySQL mostra quantas filas foram exibidas, e quanto tempo a pergunta levou para ser

executada, dando uma idéia rude de performance do servidor. Esses valores são imprecisos

porque eles representam tempo de relógio de parede (não CPU ou tempo de máquina),

e porque eles são afetados por certos tipos de fatores. Palavras chaves podem ser inseridas

em qualquer caixa de entrada . As seguintes perguntas são equivalente:

(Parte 1 de 18)

Comentários