Oraganização da Central de Material Esterilizado

Oraganização da Central de Material Esterilizado

ORGANIZAÇÃO DA CENTRAL DE MATERIAL ESTERILIZADO

  • CAROLINE GALIARDI GUERRA

INTRODUÇÃO

  • Planejamento (espaço disponível)

  • Elaboração (necessidade da instituição)

  • Localização (dentro ou fora da edificação)

  • Projeto físico (ANVISA: RDC n° 50 – 21/02/2002)

  • Organização (fluxo de materiais)

RECEPÇÃO E EXPURGO

  • 0,08 m2 por leito / mín. 8,0 m2

RECEPÇÃO E EXPURGO

  • *Ar condicionado com pressão negativa

ÁREA DE PREPARO

  • 0,25 m2 por leito / mín. 12,0 m2

ÁREA DE PREPARO

ÁREA DE ESTERILIZAÇÃO LABORATÓRIO DE CONTROLE DE QUALIDADE

  • Área Mínima: De acordo com o equipamento utilizado, obedecendo a distância de 60cm entre as autoclaves.

ÁREA DE ESTERILIZAÇÃO

GUARDA E DISTRIBUIÇÃO

GUARDA E DISTRIBUIÇÃO

AMBIENTES DE APOIO

  • Depósito de material de limpeza

CONSIDERAÇÕES GERAIS

  • Gerador de energia

FLUXO DE MATERIAIS

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Comentários