A Tradução do Texto Técnico-Científico

A Tradução do Texto Técnico-Científico

(Parte 1 de 2)

Iria Werlang Garcia PUC — RS

Säo abordados, neste artigo, problemas gerais relativos traducäo tecnica, no campo da lingilislica, e os mesmos referem-se especificamente ao ingles para o portugues. Os exemplos e contextos empregados foram recolhidos de um capitulo — Fonologia — dos originais do livro de Malcolm Coulthard Linguagem e Sexo, Atica, 1990.1

A discussao divide-se em secOes que se referem a consideracOes gerais sobre traducäo, a problemas de traducdo de um texto tecnico-cientifico onde se examinam as implicacOes coin o lexico, com a gramatica e corn o estilo, c a Ultima, que engloba consideracties com uma tomada de posicào.

Consideraceoes Sobre Traducito

Entre várias definiceles examinadas, as que se seguem foram selecionadas por serem tanto precisas quanto concisas c por conterem termos explicativos que facilitam a formacdo de uma imagem completa do que seja traducao. Estas definicOes ajudam a compreender o compromisso major do tradutor de criar na lingua-alvo urn texto que inclua a mansagem expressa na lingua-fonte sem trair os leitores e nem os objetivos do autor original. "Traduzir consiste em produzir na lingua-alvo o equivalente natural mais prOximo da mensagem da lingua-fonte, primeiramente em significado e secundariamente em estilo" (Nida, 1966:19).2 "Qualquer texto singular e, ao mesmo tempo, é a traducao de outro texto. Nenhum texto é inteiramente original porque a prOpria lingua, em sua essencia,

Ilha do Desterro 28, 1992, p 75-85

76 Iria Werlang Garcia já a uma traducao. (...) Qualquer traducao, ate um ccrto ponto, d uma invencäo e, como tal, constitui-se num texto singular" (Paz, apud Bassnett-McGuire, 1980:38).3 Traduzir d "a substituicäo de um texto em uma lingua (lingua-fonts) por texto equivalente ern outra lingua (lingua-alvo)" (Catford, 1980:20).4A primeira definicäo, por E. Nida, d a mais concisa. A segunda, de Octavio Paz, apresenta o conceito da singularidade do texto, independentemente de ser original ou traducao. Por Ultimo, a definicäo de Catford estabelece a relacdo entre a lingua-fonte c a lingua-alvo. Na definicäo de Nida, encontra-se um elemento que pode ser considerado essencial a uma boa traducao e que d representado pela expressdo "equivalente natural mais prOximo", onde a palavra 'natural' desempenha um papel importante. Considerando como texto qualquer extensdo de lingua escrita ou falada e, tendo em mente as definiciies acima, seria possivel descrever qualquer trecho de materia traduzida como o produto final de uma longa cadeia de ocorracias, envolvendo pelo menos dual pessoas, o autor original e o tradutor. 0 ponto inicial desta cadeia seria uma iddia, a elaboracäo mental da mesma, a organizacao dos pensamentos resultantes em torno da iddia central, seguida da expressäo, por

escrito, do produto mental final pelo autor original. Esta etapa podcria ser caracterizada como sendo a `traducAo de urn texto mental para um texto escrito'. Novas `traducties' ocorreriam a medida que o texto fosse sofrendo revisOes e aperfeicoamento ate" atingir sua forma definitiva. A participacdo do tradutor, por outro lado, se caracterizaria pelas seguintes etapas: leitura e assimilacao do texto original, elaboracäo dos pensamentos em sua mente, adaptacao dos mesmos ao codigo escrito na lingua-alvo, ainda como rascunho e, finalmente, re-escrita do texto traduzido — produto final. A traducao tambdm pode ser considerada, num sentido mais amplo, como a troca de urn texto em urn determinado estilo por outro na mesma lingua pordm em estilo diferente. A conversdo de obras literarias para adultos em material instrucional para criancas recai neste conceito.

Conforme Nida (1966:13),5 todos os tipos de traducäo incorrem em: 1) perda de informacdo; 2) acrdscimo de informacäo; c/ou 3) distorgäo de informacao. No entanto, a mensagem de Brenno Silveira (1954: Prefácio), em sua obra A arte de traduzir, sublinha a imperiosa necessidade de o tradutor se manter fiel ao pensamento e ao estilo do autor original. Ndo cabe, portanto, ao tradutor, interpretar, acrescentar, omitir ou mesmo aperfeicoar o texto em sua versäo. Vale a pena comparar estas iddias corn as de Nida. Parece que uma combinacäo menos rigida dos pensamentos de ambos autores serviria

A Traducdo do Texto Mcnico-Cientifico 7 melhor aos objetivos da boa pratica da traducAo, permitindo a interpretacao, o acrescimo, a omissdo e o aperfeicoamento numa dose minima capaz de manter a fidelidade aos pensamentos do autor original sem sacrificio da qualidade da traducAo, especialmente no que respeita ao pdblico ao qual a mesma se destina. S. Bassnett McGuire (1980:30) parece apoiar este ponto de vista ao a firmar que "As vezes o tradutor pode enriquecer ou esclarecer o texto da lingua-fonte como resultado direto do processo de traducdo".6

Desta forma, a fidelidade, de urn lado, e a liberdade, do outro, ressaltam como qualidades essenciais da atividade do tradutor — a fidelidade na transmissdo do significado das ideias, da informacäo e da mensagem do texto da maneira mais prOxima do original; a liberdade para mudar o texto da maneira mais prOxima do original, ou seja, para mudar o lexico, a gramAtica e o estilo como forma de aproximar a traducdo da equivalencia ideal ao texto original.

Muito embora nem sempre seja possivel manter a equivalência de significado e estilo, é importante encontrar a equivaléncia mais prOxima, de modo a transmitir correta e completamente as unidades de informacdo. Näo menos importante a conferir ao novo texto um fluxo natural no que se refere a escolha adequada dos itens lexicais. 0 novo texto, pois, deve ser lido corn naturalidade, como se fosse uma

versäo original, sem tract) detectavel da influencia da lingua-fonte.

Urn bom tradutor deveria ser capaz de produzir traduceies que nä° pudessem ser reconhecidas como tal. Observa-se, contudo, corn certa freqiiencia ate, uma considerAvel distAncia entre este ideal e a realidade. Para melhorar esta situacão, d preciso que se deixe de atribuir a traducäo o estatuto de arte e que se the conceda, universalmente, o de uma disciplina jA pronta, corn foros acadetnicos.

Tradutores que sejam competentes em duas linguas nä() säo fAceis de encontrar. Nos sistemas das Navies Unidas, exige-se dos profissionais que desenvolvam suas atividades traduzindo da lingua estrangeira para sua lingua-mac. Candidatos corn dominio em areas especificas tern melhor chance e, lingiiisticamente, devem saber como se estruturam as mensagens e como se produzem ideias equivalentes. A qualidade bAsica da lingua é seu carater arbitrario. Palavras sao agrupamentos de sons, aos quais se atribuem significados arbitrarios. Na poesia, salientam-se as qualidades basicas arbitrarias da linguagem. Assim, variaceles e combinaciies de sons e acentos, em posicOes especificas, sdo explorados pelos poetas para criar padrOes impregnados de significado c senso est6tico. 0 texto cientlfico ou tecnico, por outro lado, (la énfase a precisäo e clareza do significado, ainda que com prejuizo do estilo. As qualidades mais importantes do

78 Iria Werlang Garcia cOdigo, neste caso, pertencem ao léxico e a gramatica. A fonologia, no entanto, merece atencao tambem, para evitar cacofonias como, por exemplo, longa linha branca — uma cacofonia.

Problemas de Traducfto de um Texto Tecnico-Cientifico

Os problemas relativos a traducao t6cnico-cientifica situam-se em trés categorias gerais: lexical, gramatical e estilistica. Os problemas relacionados com o lexico abrangem a maior parte das dificuldades de urn tradutor. Nesta secao, sac, considerados, dentro dcsta categoria, as questOes que se referem a traducâo adequada de palavras isoladas, falsos cognatos, parlavras compostas e de expressOes.

No que se refere a gramatica, sâo discutidos artigos, preposicOes, tempos verbais, estrutura de sintagmas nominais, estrutura frasal e pontuacdo. As situagOes em que ocorrem omissao, acrescimo e distorcio de infonnacdo estdo incluidas nestas categorias e säo discutidas conjuntamente. 0 item that, em seus papeis merece atencäo especial. O estilo, por sua vez, esta na categoria de problemas que se relacionam coin a atitude do tradutor. Deve ser definido no inicio da

tarefa, requer profundo conhecimento da lingua-fonte e depende, acima de tudo, de sensibilidade para fatores psico e sociolingiiisticos. Estes, por outro lado, estdo em fungdo do nivel de recursos culturais do tradutor.

Problemas relacionados com o lexico

Alguns problemas podem ter origem em palavras isoladas na lingua-fonte, especialtnente quando nao se encontra urn equivalente na lingua-alvo. Nestes casos, o tradutor a obrigado a recorrer ao use de uma locucao major para poder transmitir o significado exato de uma Unica palavra na lingua-fonte. Na area da fonologia, tem interesse particular a traduchio de palavras como pitch, key, tap, glide; low e loud para qualificar 'volume' ; low e high para qualificar `altura'.

0 substantivo pitch e os adjetivos high e low nas expressOes the higher the perceived pitch e produce sounds of a lower pitch poderiam ser traduzidos por `mais alta 6 a altura percebida' e produzem sons de altura mais baixa'. Os adjetivos e `baixa', no entanto, podem ser substituidos vantajosamente por `agudo' e

'grave': `mais agudo e o som percebido' e `produzem sons mais graves'. A palavra `altura', referindo-se a sons, 6 normalmente associada tanto a id6ia de 'freqiiência', como tamb6m a de

A Traductio do Texto Tecnico-Cienttfico 79

`intensidade' ou 'volume' de um som. Quando estes dois adjetivos, low e high, mod ificam o substantivo pitch, a traducao literal torna-se pouco elegante, porèm precisa. Tecnicamente, as expressOes sound of high pitch e sound of low pitch sao melhor traduzidas por `som agudo' e `som grave' do que por `som de alta altura' e `som de baixa altura'. 'Agudo' e `grave', utilizados tambem na terminologia musical, contêm mais informacao numa palavra so e servem para evitar redundancia ou contradicäo aparentes. E aconselhavel, portanto, em escritos para um priblico generic°, acrescentar notas explicativas, ou de rodape, quando se empregam tennos referentes percepcao dos sons, enquanto que palavras como `agudo' e `grave' sao facilmente compreendidas por urn pUblico com formacäo especifica nas ciéncias fisicas, em mdsica ou corn formacao secundaria apenas. 0 significado de palavras isoladas em urn dado contexto deve ser cuidadosamenteavaliado para evitar qualquer confusao. 0 trecho the 'key' of men's vowels comporta as seguintes traducties: 'a

"slave" das vogais dos homens', "escala" das vogais masculinas'

ou `o "torn" das vogais dos homens', das quais a Ultima parece ser a mais adequada. 0 fato de a palavra key ter sido usada entre aspas pelo autor demonstra que the foi conferido um sentido especial ou inusitado. 0 dicionario Novo Michaelis (1976) apresenta, entre os vat-Ms significados que a palavra tem em portugués, os de 'escala' e `tonalidade'. E entre os diferentes sinOnimos encontrados em Webster's New Collegiate Dictionary (1975), os que mais se aproximam do presente contexto sao the tone or pitch of a voice — 'o tom ou altura da voz'.

Outra palavra que pode oferecer alguma dificuldade é statement, como nas frases We are making at best a statement about average pitch e Accent is at face value a statement about social and regional origins. Enquanto no primeiro caso, a palavra foi traduzida por `afirmacao' — faz-se, na melhor das hipOteses, uma afirmacao sobre a altura media'; no segundo caso, o melhor significado é conferido pela palavra `atestado' — 'o sotaque representa de imediato urn atestado de origem social e regional'.

As consideracOes acima, referindo-se a palavras isoladas, como key e statement, servem para ilustrar o fato de que items lexicais isolados carecem de significado ou, dito de outra forma, o significado de uma palavra é dado por seu contexto. Conseqfientemente, as palavras devem ser traduzidas de modos diferentes, dependendo de como se relacionam as outras em uma frase, oracao ou sintagma.

80 Iria Werlang Garcia

Os falsos cognatos podem causar confusao em todas as areas da ciencia e da literatura. E necessario urn perfeito conhecimento da lingua-fonte para que o tradutor possa evitar os erros de algumas traducties feitas por iniciantes que desconhecem as caracterfsticas tanto da lingua-fonte como da lingua-alvo. Em lingiifstica, palavras como phrase, sentence, period sao causa de erros pelo tradutor inexperiente, o qual, iludido pela semelhanca formal, as traduz por frase'. `sentenca', `perfodo' em vez de `sintagma', frase' e `ponto'.

0 livro de Brenno Silveira, mencionado na secao anterior, inclui uma lista muito dtil de falsos cognatos para a traducao ingles/portugues. Os tradutores inexperientes podem, as vezes, traduzir a palavra actually por seu cognato portugues `atualmente' no lugar de `realmente'. Cabe chamar a atencäo para o fato de que o verdadeiro cognato really 6 menos usado do que actually.

Dois exemplos ilustram a dificuldade corn palavras compostas, passageway e overheard. E curioso observar que em portugués cada components do substantivo composto pode , dependendo do contexto, ser traduzido pela mesma palavra, `passagem' ou `caminho'. Para traduzir o significado exato, se tivesse que usar urn palavra Unica, o tradutor deveria escolher uma deltas duas possiblidades. E preciso convir, entretanto, que desta forma nao se atende o criterio de

equivalencia, pois passageway tem urn significado mais preciso do que as palavras passage ou way isoladamente.

Os verbos compostos tambem podem dar origem a alguns problemas, acima de tudo, por ser diffcil encontrar um equivalente na lingua-alvo. Ern portugues, por exemplo, não existe equivalente univocabular para overhear em um de seus significados, como em

When overheard in another room — `quando ouvido de uma sala para outra'. Quanto a problemas lexicais, a preciso dar atencao ainda a expressoes em que se emprega, em ingles, um substantivo na funcao de adjetivo, o que abre, as vezes, a possibilidade para mais de uma traducdo corn significado ligeiramente distinto na lingua-alvo. Este é o caso, por exemplo, do sintagma nominal sex difference que pode tanto ser traduzido por 'cliferenca sexual' — cabelo, barba, como por

`diferenca de sexo' — masculino, feminino. Cabe ao tradutor a decisao sobre qual forma melhor corresponde ao significado pretendido pelo autor, tendo em mente a contextualizacão da expressao. Expresseies fixas que envolvem problemas de colocacäo apresentam outro tipo de dificuldade. Trata-se, stn geral, de expresseles idiomaticas que sintetizam uma expressao circunlocutOria para obter o significado equivalente no texto traduzido. A este grupo pertencem, entre outras,

A Traducdo do Texto Tectilco-Cientifico 81 at hest, surprising as it may seem, in as much as, in so far as e in that.

Problemas relacionados corn a gramatica

Na traducao inglês/portugués, os pronomes podem constituir-se numa fonte de erros. Uma das dificuldades que se apresenta é, muitas vezes, a forma ncutra it, que ern português ou desaparece — o assim chamado dummy it, ou d traduzida por ou os quais tambem sdo os equivalentes de he e she, respectivamente. E born lembrar que em portugues nä° é considerado elegante iniciar uma frase corn um sujeito pronominal, particularmente na primeira pessoa, e que, nestas circunstancias, a terminacao do verbo define o sujeito. 0 use do pronome da terceira pessoa do plural they — 'des' e 'elas', tambem pode, as vezes, causar problemas devido a ambigiiidade que facilmente geram no texto original. E o caso, por exemplo, da oracäo they tended to assume que, a primeira vista, poderia ser traduzida por 'eles (os avaliadores) mostraram-se inclinados a' em lugar de `etas

(as mulheres)' no seguinte contexto: In experiments where judges were asked to guess the professions and social class of recorded

speakers, who in fact differed only in terms of regional accent, women were more prejudiced than men in favour of the standard accent — in other words they tended to assume that speakers with low prestige regional accents had low prestige jobs.

Muito comum a todos os campos, literatura ou ciência, é a imprecisao do preterite perfeito no inglés ao qual correspondem dois significados em portugués: o perfectivo e o imperfectivo. E importante lembrar que em portugués cada uma destas formas tern

imperfeito, como na frase Shakespeare used boysComo isto

significado proprio e que, portant°, cabe ao tradutor decidir, a partir do contexto original, qual forma usar na traducâo (Konder, 1987). Por exemplo, used pode ser traduzido por `usava' — passado, preterite significa que, para essas produce:les teatrais, meninos eram comumente empregados, a traducao devera ser 'Shakespeare usava meninos', assim denotando 'repetidas vezes', e nä° 'Shakespeare usou meninos', que se referiria a uma ocasiio particular apenas.

Os artigos constituem-se num tOpico rate:3sante para estudo em

traducao, pois as vezes a equivaléncia entre as formas na lingua-fonte e lingua-alvo é perfeita, enquanto que em outras o artigo deve ser omitido ou acrescido para se obter a estrutura correta em portugués. A seguinte frase, por exemplo: Probably the most obvious sex difference in speech is the pitch of the voice, traduzida por 'A

82 Iria Werlang Garcia difierenca sexual mais Obvia na fala é provavelmente a altura da voz', ilustra o caso de um artigo que foi mantido, the most obvious sex difference — 'a diferenca sexual mais bem como o caso de um acrescimo, in speech — na fala'. A omissâo do artigo ocorreu na traducäo de urn sintagma nominal explicativo: the length of the vocal tract, the passageway from the vocal cords to the lips and nose — 'o comprimento do trato vocal, trajeto desde as cordas vocais ate os lAbios e o nariz'.

Dificilmente consegue-se correspondéncia formal, isto é, palavra por palavra, para as preposicOes. Esta dificuldade lido se deve somente ao use de preposicties em expressOes idiomiticas, mas lambent a significados variados que estas plavras adquirem e que nem sempre correspondem a sua traducdo literal, como nos exemplos: just as with all other objects — tal como para todos os outros objetos'; when we talk about pitch — quando se fala de altura da voz'. Assim como ocorre corn os artigos, a °KA° entre esta ou aquela preposicao deve atender ao melhor significado, objetivando uma estrutura correta, adequacao estilfstica e fluidez ritmica.

A palavra that é urn caso especial e merece urn comentario a

parte, pois pode funcionar como adjetivo ou pronome demonstrativo, pronome relativo e conjuncao. Como demonstrativo pode assumir trés formas de traducäo e o tradutor devera decidir entre 'aquilo', 'aquele' ou 'aquela' como a opcdo mais apropriada. No caso de expressiies como that is, a traducdo näo oferece escolha, devendo ser isto é'. Como pronome relativo that é muito comum em textos tecnico-cientificos, muito embora a norma britAnica prefira who ou which quando na funcäo de sujeito. A omissäo do pronome relativo, tambem pode dificultar a traducdo aqueles que näo dominam a estrutura sintatica do inglês. De qualquer modo, apenas uma forma é permitida para este caso: 'que'. 0 mesmo se aplica a that como conjuncAo.

(Parte 1 de 2)

Comentários