MCC 1- Materiais de Construção Civil 1

MCC 1- Materiais de Construção Civil 1

(Parte 1 de 12)

Estas Notas de Aula têm por finalidade exclusiva servir de material de apoio da disciplina Materiais de Construção Civil I, no Curso de Engenharia Civil do Instituto de Ciências Exatas do Universitas - Centro Universitário de Itajubá, não tendo valor comercial e não sendo autorizado seu uso com outras finalidades.

Não se destina a substituir a

Bibliografia Básica e Complementar da disciplina, servindo unicamente como roteiro de estudos.

UNIVERSITAS – Centro Universitário de Itajubá – Curso de Engenharia Civil Materiais de Construção Civil I

UNIDADE 1 – INTRODUÇÃO

1.1 INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DOS MATERIAIS

Os materiais usados em construções se destinam a diversos fins, tais como acabamentos, estruturas, de vedação, impermeabilizantes, etc., sendo que cada um deles exige características próprias para o fim a que se destinam.

A disciplina de Materiais de Construção Civil tem por finalidade, essencialmente prática, estudar diferentes materiais utilizados pelo Engenheiro, suas obtenções, suas propriedades e técnicas de emprego, como elementos constituintes das edificações.

Para cumprir tal finalidade deve-se lançar mão da Ciência dos materiais, que é o ramo da ciência que estuda os materiais, suas propriedades, estrutura, performance, formas de caracterização e processamento. Cada processamento modifica a estrutura do material, alterando suas propriedades, que por sua vez delimitam o seu desempenho.

Os materiais sempre tiveram um papel fundamental na vida da humanidade. As civilizações antigas foram designadas de acordo com o domínio dos materiais, idade da pedra, idade do ferro, etc. No início o homem só tinha acesso aos materiais naturais, tais como pedras, madeira, ossos e peles. A noção inicial baseava-se na dureza. Após o domínio do fogo, tomou-se noção dos materiais inflamáveis e não-inflamáveis bem como outras transformações decorrentes da temperatura. Com o passar do tempo foi se descobrindo a possibilidade de criação de novos materiais, como cerâmica e outros metais. Em seguida os tratamentos térmicos e outros processos tiveram grande importância.

O uso racional, adequado, tecnicamente aconselhável e economicamente viável, só é alcançado com o conhecimento tão perfeito quanto possível das propriedades dos materiais, suas vantagens e suas eventuais deficiências, de tal modo que seja permitido um cotejo entre várias soluções possíveis, escolhendo-se a melhor, tanto do ponto de vista técnico como econômico.

As propriedades básicas variarão de material para material. Compete ao engenheiro projetista de uma determinada obra conhecer os materiais disponíveis, ter domínio de suas propriedades básicas, em outras palavras, ter ciência dos materiais, o que permitirá com o seu emprego obter uma obra de aparência agradável quanto à sua forma, cor e acabamento, apresentando solidez que garanta durabilidade e que tenha seu custo bastante econômico.

Assim, pode-se resumir que, na escolha de um material de construção, os requisitos básicos que devem nortear o engenheiro são:

• Atendimento aos objetivos para o qual se destina o material;

• Durabilidade;

• Economia.

UNIVERSITAS – Centro Universitário de Itajubá – Curso de Engenharia Civil Materiais de Construção Civil I

Os materiais de construção podem ser classificados em:

• Estruturais – são aqueles usados em estruturas ou com os quais são executadas estruturas. Assumem, portanto, grande importância em vista do problema de segurança da construção;

• Não estruturais – são materiais de aplicação em serviços sem responsabilidade estrutural, embora em alguns casos possam colocar em perigo a segurança da construção. São os materiais de proteção (tintas, vernizes, etc.) ou os materiais de vedação (tijolos, vidros, etc.).

Quanto à origem os materiais de construção podem ser naturais (pedra, areia, madeira, etc.), artificiais (cimento, vidro, aço, etc.) ou combinados (argamassa de cal, argamassa de cimento, concreto, etc.).

Quanto à composição química os materiais de construção podem ser minerais – cerâmicos ou metálicos (cimento, tijolo, aço, ligas metálicas, etc.) ou orgânicos (madeira, asfalto, plástico, etc.).

1.2 CONTROLE DA QUALIDADE DOS MATERIAIS

A qualidade dos materiais pode ser controlada durante sua produção ou após o produto pronto, como esquematizado a seguir.

• inspeção visual

INDÚSTRIA • lotes

• amostragem

• ensaio de qualificação

• decisão

CANTEIRO • controle matéria prima

• controle materiais

• controle execução

CANTEIRO • Através de ensaios de laboratórios

Em laboratórios os ensaios se dividem em:

• Ensaios gerais: físicos ou mecânicos; FÍSICOS • massa específica

• porosidade

• permeabilidade

• aderência

• dilatação termica

• condutibilidade térmica e acústica

UNIVERSITAS – Centro Universitário de Itajubá – Curso de Engenharia Civil Materiais de Construção Civil I

Estáticos • tração

• compressão

• flexão

• torção

• cisalhamento

• desgaste

Dinâmicos • flexão

• tração

• compressão

Fadiga • flexão

(Parte 1 de 12)

Comentários