Modelo de Relatório Técnico Científico (RTC)

Modelo de Relatório Técnico Científico (RTC)

FUNDAÇÃO GAMMON DE ENSINO

Faculdade de Ciências Gerenciais

TÍTULO DO RELATÓRIO

Subtítulo do Relatório (Se houver)

TÍTULO DO RELATÓRIO

Subtítulo do Relatório (Se houver)

Nome do Autor (aluno)

Relatório apresentado como requisito de avaliação ao Curso de Administração, [...] Semestre [...], Período Noturno, [....] Termo, Disciplina [......], ministrada pelo Professor Antonio Marcos Montai Messias.

RESUMO

Condensação do relatório, que delineia e/ou enfatiza os pontos mais relevantes do trabalho, resultados e conclusões. (máximo 500 palavras)

SUMÁRIO

[O sumárioé a enumeração dos títulos dos capítulos e suas divisões, com indicação da página de seu início, tendo por objetivo facilitar ao leitor a localização de textos no trabalho. Deve ser adequado ao tamanho do trabalho.]

Exemplo:

TÍTULO DO RELATÓRIO 1

TÍTULO DO RELATÓRIO 2

Nome do Autor (aluno) 2

Relatório apresentado como requisito de avaliação ao Curso de Administração, [...] Semestre [...], Período Noturno, [....] Termo, Disciplina [......], ministrada pelo Professor Antonio Marcos Montai Messias. 2

RESUMO 11

SUMÁRIO 12

1. Introdução 1

[Na introdução, o aluno faz as considerações iniciais do trabalho, situando-o espacial e temporalmente, indicando o objeto e o método neste empregado. Recomenda-se uma breve descrição das partes de que compõem o desenvolvimento.] 1

2. DESENVOLVIMENTO [substituir pelo título do capítulo: ex° PLANO] 2

Texto texto texto 2

3. CONSIDERAÇÕES FINAIS OU CONCLUSÃO 3

Nesta seção, devem figurar, clara e ordenadamente, as deduções tiradas dos resultados do trabalho ou levantadas ao longo da discussão do assunto. 3

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 4

ANEXOS (se houver) 5

1. Introdução

[Na introdução, o aluno faz as considerações iniciais do trabalho, situando-o espacial e temporalmente, indicando o objeto e o método neste empregado. Recomenda-se uma breve descrição das partes de que compõem o desenvolvimento.]

Exemplo:

Este relatório visa atender requisito de avaliação da Disciplina _____________, ministrada pelo Professor Antonio Marcos Montai Messias, do Curso de Administração de Empresas, da Faculdade de Ciências Gerenciais (FACIG) da Fundação Gammon de Ensino (FUNGE) instalada no Município da Estância Turística de Paraguaçu Paulista, Estado de São Paulo.

O objetivo é apresentar informações sobre (Tema)....

Para desenvolvimento do trabalho buscou-se informações na Internet, em livros sobre o assunto, etc...

2. DESENVOLVIMENTO [substituir pelo título do capítulo: ex° PLANO]

[O desenvolvimento, divisível em capítulos, é a parte principal do trabalho. É aqui que o aluno elabora sua crítica e discute a bibliografia pesquisada, explicando, detalhadamente as informações sobre o assunto tratado.]

Exemplo de inserção de títulos:

1. TÍTULO 1

Texto texto texto

1.1 Título 2

Texto texto texto

1.1.1 Título 3

Texto texto texto

3. CONSIDERAÇÕES FINAIS OU CONCLUSÃO

Nesta seção, devem figurar, clara e ordenadamente, as deduções tiradas dos resultados do trabalho ou levantadas ao longo da discussão do assunto.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[O aluno deve incluir aqui as referências bibliográficas das fontes consultadas: livros, Internet, revistas, etc. Em caso de repetição de nomes de autores ou de monografias com edições diferentes, o texto repetido deve ser substituído por um travessão de 5 espaços seguido de um ponto: _____. Esta lista deve ser apresentada em ordem alfabética de autores.]

Exemplo:

MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Introdução à administração. São Paulo: Atlas, 1995.

_____. Teoria Geral da Administração: Da Escola Cientifica à Competitividade na Economia Globalizada. São Paulo: Atlas, 2000.

ANEXOS (se houver)

[Designam-se como anexos todos os textos, gráficos e documentos que servem de apoio, ilustração ou suplemento do trabalho, os quais, por serem acessórios, não são inseridos no corpo principal, mas após este].

Dicas (quando terminar o trabalho excluir desta página em diante)

1. Como elaborar as Referências bibliográficas:

Exemplos:

um autor

A entrada é feita pelo último nome. Ex.:

DINAMARCO, Cândido Rangel. Teoria geral do processo. 10. ed. São Paulo: Malheiros, 1993, p. 45-50.

autor desconhecido

A entrada é feita pelo título, com a primeira palavra em maiúsculas. Ex.:

MANIFESTO revolucionário. São Paulo: [s.e.], 1932, p. 3.

dois ou três autores

Separam-se os seus nomes por ponto e vírgula, na ordem de apresentação da ficha catalográfica ou, se inexistir esta, da capa. Ex.:

CINTRA, Antonio Carlos A.; GRINOVER, Ada Pellegrini; DINAMARCO, Cândido Rangel. Teoria geral do processo. 10. ed. São Paulo: Malheiros, 1993, p. 45.

mais de três autores

Mencionam-se os três primeiros seguidos da expressão latina et alli (abrev. et al.)ou e outros.

Ex.:SILVA, A. C. da; SOUZA, A. de.; PORTO, C. et al. Relatório de atividades. Brasília: UniCEUB, 1993, p. 45.

órgãos públicos

Insere-se normalmente o nome do órgão, com todas as letras em maiúsculas. Se a denominação for genérica, podendo ser confundida com outra semelhar, deve ser inserida a localidade, entre parênteses; assim: Instituto de Criminalística (DF).Se o trabalho for de autoria de uma unidade subordinada, cujo nome não for conhecido pelo público leitor, deverá ser antecedida da unidade superior. Ex.:

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Procuradoria da República no Distrito Federal. Relatório de atividades. Brasília, 1999, p. 34.

instituições

Insere-se normalmente o nome da instituição, todas as letras em maiúsculas. Se houver uma unidade subordinada, deverá ser mencionada na seqüência, com formatação normal; podem ser usadas siglas. Ex.:

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA. Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais. Curso de Direito. Manual de elaboração de monografias. Brasília, 2002, p. 34.

sobrenome composto

Apresentam-se ambos, destacando-os. Ex.:

ESPÍRITO SANTO, José da Silva. Denúncia. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997, p. 67.

páginas da internet

Se conhecida, deve ser apresentada a pessoa responsável pela página, seguido do endereço eletrônico da página (sublinhado) e da data do acesso. Ex.:

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Disponível em: <http//:www.stf.gov.br> . Acesso em: 22 abr. 00.

trabalhos publicados na internet

Identifica-se primeiramente a obra, depois o endereço eletrônico do arquivo referente ao texto, seguido da data de acesso.

GAZOTO, Luís Wanderley. A Linguagem e a revolução francesa. Disponível em: <http//:www.prdf.mpf.gov.br/~gazoto/monograf/revfranc> Acesso em: 22 out. 1999.

2. Como fazer citações

Citações são referências feitas no texto a idéias, pensamentos e demais expressões, proferidas em lugar diverso (monografia, tese, acórdão, palestra etc.) por outros estudiosos ou pelo próprio autor, servindo para dar sustentação àquilo que se defende ou para estabelecer a crítica a posições antagônicas.

As citações sempre devem vir acompanhadas das referências bibliográficas, indicando a fonte de onde foram extraídas.

2.1. localização das citações

Quanto à localização no trabalho, as citações podem ser feitas no texto principal (no corpo de um parágrafo normal ou em parágrafo especial) ou em notas de rodapé.

Recomenda-se o emprego das citações no próprio corpo do texto quando a citação for essencial ao estudo e compreensão do assunto tratado e a sua localização neste lugar não desviar a atenção do leitor em relação ao tema principal.

A citação no texto principal, de acordo com a sua extensão, pode ser feita no corpo de um parágrafo normal ou em parágrafo especial.

2.2. literalidade das citações

De acordo com o grau de literalidade, as citações podem ser assim classificadas em:

  • citação direta ou literal, quando se tratar de transcrição literal de um texto, sem modificações no seu texto e pontuação, ou, no máximo, contendo supressões de partes desnecessárias.

  • citação indireta ou ideal, quando a citação não for literal, mas apenas traduzir a idéia do autor citado. Neste caso, se a citação tiver aproximadamente o mesmo tamanho e conteúdo do texto original, receberá o nome de paráfrase; se tratar de mera síntese das idéias, será chamada condensação.

  • citação de citação ou de segunda mão é aquela em que o autor não teve acesso à fonte (trabalho) da qual foi extraída, tomando contato com ela por intermédio de trabalho de terceiro. Por questões de confiabilidade, as citações de segunda mão devem ser evitadas ao máximo, justificando seu emprego somente quando a fonte original for inacessível ou a citação não for essencial.

  • citação traduzida é aquela em que o autor ou terceira pessoa traduz texto originalmente escrito em língua estrangeira. Para facilitar a conferência da tradução, o texto original pode ser transcrito em nota de rodapé.

4.3. elementos não originais em citação

Sempre que desejar alterar a apresentação da citação original, o autor deve mencionar a modificação, esclarecendo-a por expressões entre colchetes.

Vejam-se as hipóteses abaixo:

[...]

Para indicar supressão de texto. Ex.:

"O universal lógico do Direito é apresentado pelos neokantianos, de maneira estática [...], esvaziando daquela função constitutivaque as categorias desempenham em relação a experiência, e que [...] marca o valor do transcendentalismo kantiano."

[?] ou [!]

Para demonstrar dúvida [?] ou perplexidade [!] com a idéia do texto original. Ex.:

Disse Afrânio Silva Jardim: "Divergindo da doutrina majoritária, entendemos que a Lei n.° 9.099/95 não mitigou o princípio da obrigatoriedade do exercício da ação penal pública condenatória" [!].

[sic]

Para destacar erros ou incoerências contidas no original. Ex.:

Lê-se nos autos de inquérito policial: "quando o ladrão pulou a serca [sic], logo os policiais o prenderam".

[sem grifo no original]

Para indicar destaque de texto inexistente no original. Ex.:

Prossegue Afrânio Silva Jardim: "Na verdade, o legislador não deu ao Ministério Público a possibilidade de requerer o arquivamento do termo circunstanciado e das peças de informação que o instruírem quando presentes todas as condições para o exercício da ação penal" [sem grifo no original].

Paraguaçu Paulista-SP

[Mês]/[Ano]

Comentários