O uso do sensoriamento remoto na gestão ambiental

O uso do sensoriamento remoto na gestão ambiental

O USO DO SENSORIAMENTO REMOTO NA GESTÃO AMBIENTAL.

A pesquisa refere-se a elaboração do inventário das fontes de poluição dos recursos hídricos, na microbacia hidrográfica do Rio Cocal, município de Cocal do sul, localizado ao sul do Estado de Santa Catarina, utilizou-se cartas topográficas na escala 1:50.000 de Criciúma e Jaguaruna elaborados pelo IBGE.

INTRODUÇÃO

A análise das fontes potenciais de poluição dos recursos hídricos foi elaborada através de fotografias aéreas numa área que apresenta os mais sérios problemas ambientais do país, a região Carbonífera se Santa Catarina. Os objetivos são elaborar um diagnóstico ambiental e mapear as fontes de poluição, visado à elaboração de uma política para o manejo dos recursos hídricos, como também, caracterizar e avaliar o manejo atual dos recursos hídricos da microbacia hidrográfica. Avaliar o efeito da ocupação antrópica sobre os recursos hídricos e mostrar a importância da localização física espacial de cada elemento poluidor do recurso hídrico.A microbacia hidrográfica do Rio Cocal foi escolhida como área de estudo por vários fatores, como por ser o manancial responsável pelo abastecimento de água para a cidade de Cocal do Sul. Por existir o Projeto PRO-VIDA, que tem apoio do Governo Federal.

Área de estudo fica no município de Cocal do Sul ao Sul do Estado de Santa Catarina, aproximadamente 200 km de Florianópolis, Via BR 101 e SC 446. Este município integra a Associação dos Municípios da Região Carbonífera de Santa Catarina. Sob o ponto de vista geológico, Cocal do Sul está incluído na bacia carbonífera que é composta por litologia pertencente a formação Rio Bonito e Palermo, do Grupo Tubarão, do Período Permiano. O clima é o mesotérmico úmido, com precipitações anuais em torno de 1200 a 1300 mm. A temperatura média anual é de 19,2o C e umidade média do ar é acima de 80%. A vegetação é constituída pela Floresta Tropical atlântica que atualmente predomina uma vegetação composta de capoeiras descampados e reflorestamentos de eucaliptos. O relevo predominante é a Planície, com solos do tipo Arenoso e Argiloso e as rochas mais abundantes são as Magmáticas. A maior indústria de Cocal do sul é a indústria de Azulejos ELIANE, há também serrarias, olarias, confecções, pré-moldados e fabricação de móveis. Na área rural destacam-se culturas de milho, arroz, feijão, trigo, mandioca, laranja, uva, etc.

MATERIAIS E METODOLOGIA:

As análises foram desenvolvidas com os seguintes materiais:

  1. Cartas do IBGE.

  2. Croqui do município de cocal do Sul, elaborado pela SEPLAN.

  3. Fotografias aéreas.

Equipamentos Utilizados:

  1. Estereoscópio de espelho.

  2. Lentes de aumento.

  3. Grafite colorido.

  4. Máquina fotográfica, 35 mm.

  5. Planímetro.

  6. Curvímetro.

  7. Microcomputador.

A metodologia proposta compreende as seguintes fases:

a) Levantamento bibliográfico e aquisição de materiais.

b) Reconhecimento da área.

c) Elaboração da base cartográfica.

d) Análise e interpretação visual das fotografias aéreas.

e) Elaboração dos mapas temáticos.

f) Interpretação e análise dos mapas temáticos.

g) Reambulação.

h) Entrevistas.

ANÁLISES DOS DADOS

Os recursos hídricos fazem parte das variáveis de caracterização da qualidade de vida de um grupo social e na microbacia do Rio Cocal a qualidade está comprometida pela grande quantidade de fontes poluidoras existente. Há necessidade de planejar os reursos hídricos com a participação do poder público municipal é de extrema importância para a implantação de um programa de planejamento e administração dos recursos hídricos. Num município como Cocal do sul que não tem um plano diretor, um dos aspectos mais importantes a ser considerado no uso, manejo e conservação do solo e da água, é o tipo de atividade que é desenvolvida na microbacia hidrográfica. De acordo com a fotointerpretação e os trabalhos de campo pode-se identificar como principais usos as seguintes atividades: o cultivo de laranjas, extração de areia, criação de porcos confinados e a mineração subterrânea nas áreas mais elevadas, além do cultivo de arroz e extração de argila.

A Legislação ambiental refere-se as áreas de preservação próximo as margens dos rios e nascentes o que não ocorre. Os principais conflitos quanto ao uso de recursos hídricos refere-se ao abastecimento urbano e o cultivo de arroz irrigado, no período da liberação da água utilizada para a irrigação o abastecimento urbano é interrompido, devido a grande quantidade de sedimentos transportados pelas águas que obstruem os filtros da estação de tratamento de água.

CONCLUSÕES

A microbacia do Rio Cocal assume grande importância para o município de Cocal do Sul uma vez que contém o manancial hídrico responsável pelo abastecimento de água na área rural e no perímetro urbano. Para recuperar e preservar os recursos hídricos deveria ser aplicado as seguintes medidas: a) execução das leis ambientais; b) obrigar que sejam instalados processos de tratamento de dejetos e águas servidas; c) exigir a recuperação de áreas exploradas pela mineração de carvão e argila. Porém não existe preocupação para a solução dos problemas ambientais da microbacia, sendo que existem várias fontes potenciais de poluição dentro de áreas que deveriam ser preservadas.

ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE COLORADO DO OESTE

CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL NA AGROPECUÁRIA

METODOLOGIA CIENTÍFICA

O USO DO SENSORIAMENTO REMOTO NA GESTÃO AMBIENTAL

LUCIANO MENDE DE FARIAS

Resenha apresentada ao Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Escola Agrotécnica Federal de Colorado do Oeste – RO, como justificativa de aprendizagem da disciplina de Metodologia Científica, sob orientação do Professor Valdir de Moura.

Colorado do Oeste - 2007

Comentários