Asma e rinite na atenção básica

Asma e rinite na atenção básica

(Parte 1 de 9)

Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica

Linhas de Conduta em Atenção Básica Série A. Normas e Manuais Técnicos

Brasília – DF 2004 eAsma Rinite

© 2004 Ministério da Saúde. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e não seja para venda ou qualquer fim comercial. A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra é da área técnica.

Série A. Normas e Manuais Técnicos

Tiragem: 1.ª edição – 2004 – 2.500 exemplares

Elaboração, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Gestão da Atenção Básica Esplanada dos Ministérios, bloco G, Edifício Sede, 6. andar, sala 649 CEP: 70058-900, Brasília – DF Tels.: (61) 315 2898/ 2582 Fax: (61) 325 2094 E-mail: psf@saude.gov.br

Elaboração: Celina Márcia Passos de Cerqueira e Silva – Coordenação da publicação Maria do Perpétuo Socorro Albuquerque Matos

Equipe técnica do Departamento de Atenção Básica: Aline Azevedo da Silva Andréa Leitão Ribeiro Antônio Dercy Silveira Filho Berardo Augusto Nunan Carmem Lúcia De Simoni Daisy Maria Coelho de Mendonça

Deurides Navega Cruz Edenice Reis da Silveira José Bruno de Alencar Pinto Maria do Carmo Gomes Kell Rosângela Cecim Albim Tatiana Lofti de Sampaio Vaneide Marcon Cachoeira

Áreas que colaboraram na elaboração da publicação: Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Área Técnica da Saúde da Criança e Aleitamento Materno

Departamento de Atenção Especializada Coordenação-Geral de Média Complexidade

Colaboração: Álvaro Cruz Carlos Alberto Pereira Dirceu Solé Elza do Carmo Cabral Hisbello Campos Jussara Fiterman Maria de Fátima Fernandes Maria Lúcia de Bacellos Pereira Marise Amaral

Marli da Rocha Otero

Impresso no Brasil / Printed in Brazil

Ficha Catalográfica

Asma e rinite: linhas de conduta em atenção básica / [Celina Márcia Passos de Cerqueira e Silva (Coord.) et al.]. – Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

40 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) ISBN 85-334-0833-1

1. Asma. 2. Rinite. 3. Doenças respiratórias. 4. Atenção básica. I. Brasil. Ministério da

Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. I. [Silva, Celina Márcia Passos de Cerqueira e. (Coord.) et al.]. I. Título. IV. Série. NLM WF 174

Catalogação na fonte – Editora MS – OS 2004/1008

Títulos para indexação: Em inglês: Asthma and Rhinitis. Conduct Lines in Basic Health Care Em espanhol: Asma y Rinitis. Líneas de Conducta en Atención Básica

EDITORA MS Documentação e Informação SIA, trecho 4, lotes 540/610 CEP: 71200-040, Brasília – DF Tels.: (61) 233 1774 / 233 2020 Fax: (61) 233 9558 E-mail: editora.ms@saude.gov.br Home page: http://www.saude.gov.br/editora

Equipe editorial:

Normalização: Leninha Silvério

Revisão: Denise Xavier Carnib Bezerra

Lilian Alves Assunção

Mara Rejane Vieira Soares Pamplona Capa e projeto gráfico: Marcus Monici

Lista de Quadros5
Apresentação6
Introdução8
Asma9
1 Defi nição9
2 Diagnóstico Clínico9
3 Diagnóstico Funcional10
3.1 Espirometria10
3.2 Pico de Fluxo Expiratório (PFE)1
3.3 Testes Adicionais1
4 Classifi cação da Gravidade1
5 Tratamento12
5.1 Objetivos do Tratamento da Asma12
5.2 Princípios do Tratamento de Manutenção13
5.3 Abordagem Educacional13
5.3.1 Fatores Desencadeantes e Ações para Reduzir a Exposição

Sumário na Asma . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14

5.5 Apoio Especializado17
6 Tratamento da Crise18
6.1 Identificação do Asmático de Risco18
6.2 Exames Complementares20
Rinite21
1 Definição21
2 Diagnóstico21
3 Classificação21
4 Manejo2
4.1 Tratamento Farmacológico2
Atribuições dos Profissionais da Equipe de Saúde25
1 Atribuições Comuns a Todos os Profissionais da Equipe25
2 Atribuições do Médico26
3 Atribuições do Enfermeiro26
4 Atribuições do Auxiliar de Enfermagem26
5 Atribuições do Agente Comunitário de Saúde26
6 Outros Profissionais26
Referências Bibliográficas28
Anexos32
Anexo I32
Anexo I3
Anexo I35

5.4 Conduta Terapêutica de Acordo com a Gravidade . . . . . . 15 6.3 Tratamento da Crise de Asma na Unidade Básica de Saúde 20 Anexo IV . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37

Quadro 1 Classifi cação de Gravidade da Asma12

Lista de Quadros

Acordo com a Gravidade17

Quadro 2 Tratamento Farmacológico da Pessoa com Asma de

e Crianças19
Quadro 4 Indicação de Exames20

Quadro 3 Classifi cação da Intensidade da Crise de Asma em Adultos Quadro 5 Tratamento Farmacológico da Rinite . . . . . . . . . . . . . . . . 24

Apresentação

A asma é um problema de saúde pública que afeta parcela signifi - cativa da população, principalmente crianças. No Brasil, a prevalência de asma varia de 10 a 20%, dependendo da região e da faixa etária consideradas1, sendo responsável por cerca 350 mil internações e 2 mil óbitos anualmente, segundo dados do DATASUS referentes ao ano de 2002. A rinite alérgica é a forma mais comum de doença atópica, com prevalência estimada entre 10% e 25% da população geral, freqüentemente coexistindo com a asma2.

Esta publicação é parte da Política Nacional de Atenção Integral às

Pessoas com Doenças Respiratórias, em construção, sendo o módulo I voltado para asma e rinite. Foi elaborada em parceria com sociedades científi cas brasileiras: Pneumologia e Tisiologia, Pediatria, Alergia e Imunopatologia, universidades, profi ssionais de saúde e Sociedade Brasileira de Asmáticos, tomando como referências o I Consenso Brasileiro no Manejo da Asma/2002 e o Guia para Manejo da Rinite Alérgica e seu Impacto na Asma/2002 – Iniciativa ARIA.

Considerando a capilaridade e a importância da atenção básica para a organização do sistema de saúde, as ações propostas nesta publicação deverão centrar-se nas unidades básicas de saúde, onde as medicações para asma e rinite estarão disponíveis. Assim, o Ministério da Saúde fi nanciará

Asma e Rinite Linhas de Conduta em Atenção Básica o elenco de medicamentos necessários ao tratamento da asma e parte dos fármacos necessários para a rinite, em todo o País.

A Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Respiratórias – módulo Asma e Rinite, além desta publicação, contempla as discussões sobre o fortalecimento da atenção integral e resolutiva, a garantia da continuidade do cuidado e a educação permanente dos profissionais envolvidos.

Humberto Costa Ministro da Saúde

Introdução

Este documento foi elaborado com a fi nalidade de orientar a atenção às pessoas com asma e/ou rinite, subsidiando, tecnicamente, os profi ssionais da rede de Atenção Básica em Saúde (ABS), disponibilizando-lhes conhecimentos atualizados, de maneira sintética e acessível, que possibilitem tomar condutas com adequada relação custo/benefício.

A ABS é parte integrante do Sistema Único de Saúde (SUS) e caracteriza-se por desenvolver um conjunto de ações que abrangem a promoção, a prevenção, o diagnóstico, o tratamento e a reabilitação. É desenvolvida por meio do exercício de práticas gerenciais e sanitárias, democráticas e participativas, sob a forma de trabalho multiprofi ssional e interdisciplinar, dirigidas a populações de territórios bem-delimitados (território geográfi - co), considerando a dinamicidade existente neste território-processo, pelas quais assumem a responsabilidade sanitária. Deve resolver os problemas de saúde de maior freqüência e relevância dessas populações, a partir da utilização de tecnologias de elevada complexidade (conhecimento) e baixa densidade (equipamentos).

Pela sua organização, a ABS se constitui como primeiro contato dos usuários com o sistema de saúde. Orienta-se pelos princípios da universalidade, acessibilidade (ao sistema), continuidade, integralidade, responsabilização, humanização, vínculo, eqüidade e participação social.

No caso da asma, freqüentemente, nos serviços de saúde é feita uma abordagem restrita ao tratamento sintomático do seu quadro agudo, apresentando, como resultado, internações desnecessárias e morbidade elevada; visitas freqüentes a serviços de urgência; e recorrentes faltas ao trabalho e à escola, com alto custo econômico e social.

Face a esse quadro, o Ministério da Saúde considera que a implementação de ações mais efetivas para a atenção às pessoas com asma e rinite na ABS é o pilar para a redução do número de óbitos e internações desnecessárias no País e para a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas.

Asma

1 DEFINIÇÃO

A asma é uma doença infl amatória crônica, caracterizada por aumento da reatividade das vias aéreas inferiores (hiper-responsividade brônquica) a uma variedade de estímulos e por limitação variável ao fl uxo aéreo, reversível espontaneamente ou com tratamento. É uma condição multifatorial determinada pela interação de fatores genéticos e ambientais3-5.

(Parte 1 de 9)

Comentários