Avaliação e Tratamento dos principais desvios posturais

Avaliação e Tratamento dos principais desvios posturais

(Parte 1 de 2)

Avaliação e Tratamento dos Principais Desvios Posturais

Fisiologia do Exercício Universidade Veiga de Almeida

Profª Martha O.Vieira

Moniz Freire m.v.freire@terra.com.br

PELVE •Mãos apoiadas sobre as cristas ilíacas

9VERIFICAR SE AS MÃOS ESTÃO NO MESMO PLANO HORIZONTAL

Em caso de desnível: colocar calço sobre o MI mais curto

CAUSAS: •Trauma com perda óssea

•Pequena diferença de crescimento

• alterações posturais unilaterais CONSEQUÊNCIAS: •Escoliose e gibosidade que somem ao colocar calço

É normal desvio de até 1 cm em: • Mulheres – anteroversão

•Homens –posteroversão CONSEQUÊNCIA: •Hiperlordoseou retificação da coluna lombar

Obs:Realizar também com o pactesentadopois, se a gibosidade: •desaparecer ou atenuar= problema torcionaldos MI

•se mantiver= desequilíbrio cervical ou escapular desequilíbrio dos MI muito fixado

CUIDADO: Não confundir gibosidade com massa musc+desenvolvida

Nível em que se encontra a região distal do 5° dedo Contato do antebraço com região lateral do quadril

AFASTAR AS SEGUINTES HIPÓTESES: • Desequilíbrio pélvico

•Flexode cotovelo unilateral

•Região ext. da clavícula + alta

•Rotação ou lateroflexãode tronco

Mão caindo no 1/3 médio da coxa

CAUSA: •anteroversãode ombro provavelmente por retração dos m.peitorais

•escoliose torácica não compensada pela lombar

PERFIL DA CINTURA Ambos os ângulos da cintura simétricos

Assimetria

Verificar se está inclinado para a Dou E

Tronco desviado para lado + aberto =rotação vertebral = > tensão do psoas homolaterale piriforme contra-lateral

OBS: Caso haja gibosidade é pq há uma escoliose dorsal e a lombar está tentando compensar –neste caso o braço se afasta do corpo.

Causa:

M. Elevador da escápula contra-lateral está muito tenso, abrindo o ângulo da cintura do seu lado

Avaliar com o polegar oucom o lápis

1 clavícula horizontal=escoliose →verificar presença de gibosidade

2 clavículas horizontais=retração de escalenos

OBS:Se estiverem mais alta porém ainda oblíqua = retração de trapézio sup.

Posicionamento das ClavículasCOMPRIMENTO DAS SABONETEIRAS

PROFUNDIDADE DAS SABONETEIRAS Afundar os dedos até a base da unha

Face cubitalda mão entre os m deltóide ant e peitoral > (sulco) 45°

Verticalizaçãode 1 das mãos =retração de peitoral > Horizontalizaçãode 1 das mãos = retração de peitoral <

POSICIONAMENTO DAS ESCÁPULAS Polpa do polegar sob o ânginferior de cada escápula

Ainda na horizontal, porém mais cefálica =retração de trapézio sup+ elevador da escápula Báscula interna =retração de elevador da escápula Báscula externa=retração de trapézio superior

+ cefálica com báscula ext =fazer abd> 90° -se der para ver ânginf. em vista ant = retração de redondo >

•LIMITAÇÃO DE MOVIMENTO: -BILATERAL = Provável artrose importante. Dor ao movto.

-UNILATERAL = Contratura de escaleno Dor ao movto.

Se NÃOhouver contratura = lesão óssea

•Joelhos em leve hiperextensão Os côndilos se tocam e os maléolos não=joelho valgo

Os côndilos nãose tocam e os maléolos sim=joelho varo

PÉS •Ambas as bordas são retilíneas

•Háluxno prolongamento do bordo interno

•5° dedo no prolongamento do bordo externo

•Ângulo tibiotársico> 90° =retração de solear, puxando tíbia para trás

(Parte 1 de 2)

Comentários