Uma Verdade Inconveniente RESUMO

Uma Verdade Inconveniente RESUMO

Uma Verdade Inconveniente

Paulo Couto – Rgm: 081.726

Neste documentário o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore apresenta uma análise da questão do aquecimento global, e mostra os mitos e equívocos existentes em torno do tema e também possíveis saídas para que o planeta não passe por uma catástrofe climática nas próximas décadas.

Ao longo dos anos, foi feita uma medição do dióxido de carbono na atmosfera e foi possível observar, através de um gráfico, que os valores de dióxido de carbono aumentavam cada vez mais com o passar do tempo e, curiosamente apresentavam oscilações no Hemisfério Norte no Verão: mais vegetação, logo mais plantas que absorvem o dióxido de carbono e no Inverno: há mais dióxido de carbono visto que as plantas caem, libertando-o.

Está claro e cientificamente provado que a emissão de gases na atmosfera é causada pelo ser humano e isto vem aumentando gradativamente com o passar do tempo, Com frequência, os meios de comunicação social anunciam que, numa determinada parte do Mundo ocorreu um sismo, uma cheia ou uma seca, catástrofes causadas pela ação humana, e a resposta da natureza às ações humanas são evidentes.

O filme também nos mostra o quanto a atmosfera terrestre é fina, e o quanto ela é essencial para o nosso planeta, a questão é que com a elevada emissão de dióxido de carbono a sua espessura tem vindo a aumentar, assim, Havendo uma maior espessura da camada da atmosfera, esses raios ficam retidos na mesma, fazendo mais calor. Por estas razões, há um aquecimento global que tem várias consequências: Degelo das calotas polares, subida do nível médio das águas do mar e à alteração da temperatura da água em todo o planeta.

É certo que quando a temperatura da água aumenta, aumenta também a velocidade do vento e há mais evaporação. Maior temperatura, resultado, origem de fortes tempestades, furacões, tornados que aterrorizam a população mundial, como por exemplo, o Katrina em Nova Orleans, e ainda o ciclo das correntes marítimas é afetado, podendo ser alterado por vezes.

É, e pensar que tudo isso se iniciou junto com a revolução industrial! Muita gente acredita que a Terra é tão grande que não possa ser afetada pelo aquecimento global assim tão rapidamente, mas, nesse momento, isso não é verdade. Nos últimos anos tem-se verificado uma diminuição progressiva da camada de Ozônio, acentuando-se a destruição do buraco de Ozônio. Se a essa camada continuar a diminuir à superfície terrestre, poderá chegar a níveis elevados e perigosos de radiação ultravioleta, provocando efeitos negativos nas culturas agrícolas e queimaduras graves no seres vivos.

A solução para este problema está nas atitudes que tomamos, seja ela grande ou pequena, temos que pensar nas consequências dos nossos atos, é claro que cada país tem a sua política e cada política tem a sua maneira de pensar e tentar resolver os problemas ambientais. Mas só isso muitas vezes não é suficientes para não afetar a Natureza e impedir as agressões ambientais e, como tal é necessário a colaboração e ajuda de cada cidadão.

Criar mais espaços verdes, plantar mais árvores de folha permanente, fazer mais campanhas de sensibilização, usar aparelhos que consomem menos energia e RECICLAR, todas essas são medidas que servem para mudar esta verdade inconveniente. Como o próprio filme diz, “Todos e cada um de nós podem mudar essa situação, na maneira que vivemos nosso dia-a-dia e nos tornarmos PARTE DA SOLUÇÃO”.

Comentários