Tabela da Lei de Ohm

Esta tabela mostra os formulas para calcular corrente, resistência, tensão e potência (watts) usando a Lei de Ohm.

Para usar a tabela, selecione a unidade a ser calculada, escolha então uma das três fórmulas que corresponda aos dois valores conhecidos.

são conhecidas, a fórmula será : I = E / R

Exemplo 1: Para conhecer a corrente ( I ) quando a tensão ( E ) e a resistência ( R )

Exemplo 2: Para conhecer a Potência (wattagem) ( P ) quando a corrente ( I ) e a resistência ( R ) são conhecidas, a fórmula será : P = I² x R

A Lei de Ohm define as relações entre potência ( P ), tensão ( E ), corrente ( I ), e resistência ( R ).

Um ohm é o valor da resistência com que um volt manterá uma corrente de um ampère.

( I ) A corrente é o que flui em um fio ou em um condutor como a água que flui em um rio. A corrente flui dos pontos de alta tensão aos pontos de baixa tensão na superfície de um condutor. A corrente é medida em ampères (A).

( E ) A tensão é a diferença em um potencial elétrico entre dois pontos em um circuito. É o impulso ou a pressão atrás da corrente que corre através de um circuito, e é medida em volts ( V ).

( R ) A resistência determina quanta corrente correrá através de um componente. Os resistores são usados para controlar a tensão e níveis de corrente. Uma resistência muito elevada permite que pouca corrente flua. Uma resistência muito baixa permite que uma grande quantidade de corrente flua. A resistência é medida em ohms ( ).

( P ) A potência (ou wattagem) é a grandeza que define a quantidade de energia consumida por uma unidade de tempo, e é medida em watts ( W ).

Lei de Ohm, assim designada em homenagem ao seu formulador Georg Simon Ohm, indica que a diferença de potencial (V) entre dois pontos de um condutor é proporcional à corrente eléctrica (I) que o percorre:

onde:

V é a diferença de potencial elétrico (ou tensão, ou "voltagem") medida em Volts R é a resistência elétrica do circuito medida em Ohms I é a intensidade da corrente elétrica medida em Ampères

Porém, nem sempre essa lei é válida, dependendo do material usado para fazer o resistor (ou 'resistência'). Quando essa lei é verdadeira num determinado material, o resistor em questão denomina-se resistor ôhmico ou linear. Na prática não existe um resistor ôhmico ou linear 'exacto', mas muitos materiais (como a pasta de carbono) permitem fabricar dispositivos aproximadamente lineares.

Um exemplo de resistor (ou resistência) não linear, que não obedece à Lei de Ohm é o díodo.

Conhecendo-se duas das grandezas envolvidas na Lei de Ohm, é fácil calcular a terceira:

A potência P, em Watts, dissipada num resistor, na presunção de que os sentidos da corrente e da tensão são aqueles assinalados na figura, é dada por

Logo, a tensão ou a corrente podem ser calculadas a partir de uma potência conhecida:

Outras relações, envolvendo resistência e potência, são obtidas por substituição algébrica:

A voltagem eletrica, V, dividido pela corrente eletrica, I , é resistência do resistor, R, que denominada de Lei de Ohm: V = IR

Comentários