(Parte 2 de 3)

Avalia as informações da OS e assina o registro

2. MANUTENÇÃO PREVENTIVA

2.1. A programação da manutenção preventiva é revisada anualmente (no mês de dezembro) e está registrada eletronicamente no SIGMA (Software de gestão da manutenção), podendo ser visualizada no Calendário de programação, é executada conforme Procedimentos padrões “anexo. Esta programação é criada e administrada pelos programadores de manutenção de cada unidade. (Inclusão e exclusão de equipamentos e instalações são feitas em consenso pelos grupos de manutenção da unidade e engenharia de manutenção corporativa). 2.2. Semanalmente o programador de manutenção deve emitir (imprimir) as respectivas OSs sistemáticas, “anexo, e encaminhá-las aos supervisores de manutenção das áreas envolvidas. 2.2.1. Os supervisores de manutenção devem providenciar a execução das manutenções preventivas programadas na sua respectiva semana distribuindo as OS’s aos mantenedores competentes com a especialidade requerida. 2.3. O mantenedor deve executar a preventiva. 2.4. Após a conclusão dos serviços o mantenedor deve preencher os apontamentos da OS, assinar, solicitar as assinaturas da produção e encaminhar para o programador de manutenção. As OS’s devem retornar ao programador, preenchidas, mesmo quando não foi possível a intervenção integral ou parcial da manutenção preventiva. 2.5. Caso a manutenção não tenha sido concluída total ou parcialmente, o programador da manutenção deve consultar o supervisor de manutenção para definição da necessidade de reprogramar a OS. 2.5.1. Caso opte pela reprogramação, o supervisor de manutenção passa então a ser o emitente de uma S de pendência (corretiva programada), seguindo o fluxo da manutenção corretiva (ítem 01 deste manual). 2.6. O programador deve registrar os apontamentos das OS’s concluídas e aceitas como concluídas no SIGMA. Após os registros eletrônicos a OS em meio físico pode ser destruída.

Processos

Gerente Manut. Sup. Manut. Programador Mantenedor Eng. PCM Qdo

Encaminhar as

Oss ao programador

Emitir OSs planejadas (da próxima semana) conforme mapa de planejamento.

Distribuir as OSs aos mantenedores.

Executar a manutenção planejada (revisão, lubrificação ou inspeção).

Preencher as OSs

Programar ação gerencial para garantir o cumprimento das ações preventivas programadas.

A OS foi concluída integralmente?

A OS foi concluída integralmente?

Não Sim

Registrar as informações da OS no SIGMA Abrir S da pendência

Sim

Não

Auditoria periódica na metodologia

Fim

Segue o fluxo de corretiva.

3. MANUTENÇÃO AUTÔNOMA

3.1. A manutenção autônoma é de periodicidades diversas e não é controlada eletronicamente no SIGMA. É executada pelo operador do equipamento, devidamente treinado (conf. Planilha de registro de treinamento) e atendendo o PMA “Procedimento de Manutenção Autônoma”, e as PRMA “Planilhas de Registro de Manutenção Autônoma”. 3.2. O programador deve, mensalmente emitir as respectivas PRMA’s planilhas de registro às áreas envolvidas e anexá-las as pastas dos padrões PMA de cada equipamento. 3.3. O operador deve executar a manutenção autônoma conforme padrão específico (PMA). 3.4. Caso detecte anomalias durante o procedimento da autônoma: 3.4.1. Se estiver treinado, o operador deve corrigir a anomalia bloqueando a falha potencial. 3.4.2. Se não estiver treinado, o operador passa então a ser o emitente de uma

S de corretiva, seguindo o fluxo da manutenção corretiva (ítem 01 deste manual). 3.5. Após a execução da manutenção autônoma o operador deve preencher corretamente a PRMA. 3.5.1. Caso tenha efetuado uma correção de anomalia, deve constar no campo “observações operador (a)”, as anotações das ações tomadas e suas respectivas datas. 3.6. O mantenedor deve vistar diariamente a PRMA, auditando a manutenção autônoma e recolhendo as S’s geradas, seguindo o fluxo da manutenção corretiva (ítem 01 deste manual). 3.7. O programador deve, mensalmente recolher as respectivas PRMA’s das áreas envolvidas e providenciar as assinaturas do chefe do departamento de produção e do supervisor de manutenção do equipamento. 3.8. O programador deve registrar os apontamentos da PRMA no SIGMA abrindo uma única OS com fechamento no último dia do mês. Após os registros eletrônicos a planilha em meio físico deve ser arquivado por pelo menos 01 mês para a comprovação da auditoria.

Processos

Ger/Sup Manut. Operador Programador Mantenedor Eng. PCM Qdo

Emitir as “PRMA” do mês e inseri-lás nas pastas dos equipamentos

Executar a manutenção autônoma conforme procedimento padrão “PMA”

Existe anomalia?

Não

Sim

Registrar as informações da PRMA no SIGMA

Executar a correção conf. treinado

Sim

Não

Auditoria periódica na metodologia

Fim

Está treinado para corrigir?

Preencher a “PRMA”

Segue o fluxo de corretiva.

Recolher as S’s das pastas diariamente se houver

Auditar e vistar a planilha de registros diariamente

Recolher mensalmente as

PRMA’s

Aprovar as planilhas no fechamento do mês

Para a utilização do aplicativo de solicitações de serviço o sistema foi parametrizado para que ao acessar o aplicativo o usuário indique o setor para o qual a solicitação será realizada, essa medida foi tomada para que não ocorressem equívocos na abertura da solicitação.

• Abaixo encontra-se um pequeno manual estabelecido para orientação na abertura de solicitações de serviço:

Para efetuar a abertura de solicitações de serviço (S) acesse o portal Marfrig e clique no ícone S. Ícone indicado na imagem.

Logo após será apresentada a tela do aplicativo de solicitação de serviço onde será necessário informar o nome do negócio (o mesmo pode ser visualizado clicando na lupa ao lado do campo), informado o nome digite sua senha e clique em “OK”.

Nesta tela será necessário indicar primeiramente o setor para o qual será aberta a solicitação de serviço como pode ser visto no print abaixo (itens 1 e 2). Logo após clique no botão “ABRIR S” (item 3).

(Parte 2 de 3)

Comentários