Resumo sobre Sais

Resumo sobre Sais

Os sais

Muitos dos compostos que usamos diariamente são sais. Todos conhecem os termos sais de banho, sal de cozinha, sais de fruto, etc,

O mais conhecido de todos os sais é o chamado “sal de cozinha” cuja fórmula química é NaCl.

Este composto é designado por sal simples, por ser formado apenas por um ião positivo, (Na+) e por um ião negativo, o anião cloreto (Cl-). O NaCl designa-se por cloreto de sódio.

Ao escrever-se a fórmula química escreve-se primeiro o ião positivo e depois o ião negativo. A leitura oral e a escrita por extenso, faz-se de forma inversa, escrevendo primeiro o ião negativo, seguido da preposição de.

Os sais simples são constituídos apenas por um tipo de ião positivo e por um tipo de ião negativo. Estes compostos podem ser obtidos fazendo reagir um ácido com uma base. Por exemplo:

HCl (aq) + NaHO (aq) → NaCl (aq) + H2O (aq)

Alguns sais durante o seu processo de formação, incorporam moléculas de água na sua estrutura cristalina. Estes sais designam-se por sais hidratados e às moléculas de água chama-se água de cristalização.

Na escrita da fórmula química as moléculas de hidratação indicam-se com um ponto, seguido pelo número de moléculas de água.

NiCl2.6H2OCloreto de níquel(I) hexahidratado

MgSO4.7H2O Sulfato de magnésio heptahidratado

No cálculo da massa molar do sal tem que se considerar a água de cristalização.

A massa molar do NiCl2.6H2O é: 58,7 + 2 x 35,5 + 6 x ( 2 x 1,0 + 16,0) = 237,7 g/mol

Existem sais com um número indeterminado de moléculas de hidratação, escrevendo-se então, como no exemplo seguinte:

NiSO4.xH2O Quando um sal não tem água de cristalização designa-se por anidro.

Alguns sais são constituídos por mais do que um tipo de anião e um catião ou mais do que um tipo de catião e um anião. Designam-se por sais duplos.

As regras de escrita e nomenclatura são:

• Os catiões são mencionados depois dos aniões e precedidos pela preposição de.

• Os catiões e os aniões são separados pela conjunção e.

• Os catiões e os aniões devem ser mencionados por ordem alfabética( que pode ser diferente nas fórmulas e nos nomes)

KMgF3
(iões K+, Mg2+, F-)fluoreto de magnésio e potássio

Um sal duplo pode ser obtido por cristalização conjunta de dois sais simples (com um ião comum), por reacção de um ácido poliprótico (ácido com mais de um ião H+ , por exemplo H2SO4) com duas bases diferentes, ou por reacção de uma base polihidroxila, (com mais de um ião HO-, por exemplo Al (HO)3) com dois ácidos diferentes.

Existem ainda os sais complexos.

Um sal complexo é constituídos pelos chamados iões complexos, formados por um catião metálico, ou um átomo, central, rodeado por um certo número de iões negativos ou moléculas e que se designam por ligandos. Um exemplo de ião complexo.

neste caso temos o ião hexaminocobalto (I) com o qual se pode escrever a fórmula do seguinte sal:

[Co(NH3)6]Cl3 , cloreto de hexaminocobalto (I)

Eis algumas das regras para a atribuir nomes aos sais complexos:

• Indica-se primeiro o nome do anião e depois o do catião.

• No ião complexo nomeiam-se primeiro os ligandos por ordem alfabética, seguidos do nome do metal(seja um átomo ou um catião)

• Sempre que estejam presentes vários ligandos usam-se os prefixos bi, tri, tetra, penta, hexa,… para os nomear . O prefixo não é considerado na ordem alfabética.

• A carga do metal central é escrita em numeração romana, dentro de parênteses, logo ao seguir ao nome.

• Se o complexo é um anião, o nome termina em ato.

Comentários