Fundações superficiais

Fundações superficiais

(Parte 1 de 2)

Tecnologia da Construção I

5-Fundações ou Infraestrutura

São elementos estruturais destinados a suportar toda a carga do edifício mais a sobrecarga proveniente do uso. As fundações transmitem toda a carga para o solo, dando assim estabilidade àobra.

Para escolher o tipo de fundação a ser utilizada e dimensioná-la é imprescindível, não sóas cargas atuantes no solo, como também as características do solo que vão suportar tais cargas

•SPT –Standart Penetration Test • Fundações Superficiais

• Fundações Profundas

5.1-SPT –Standart Penetration Test

Para escolher o tipo de fundação adequada para receber um determinado carregamento de uma estrutura, e dimensioná-la, éde fundamental importância o conhecimento das características físicas e resistências do solo através da sondagem do terreno.

O SPT éreconhecidamente o mais popular, rotineira e econômica ferramenta de investigação, permitindo uma indicação da densidade do solos granulares e da resistência de solos coesivos. Constitui uma medida de resistência conjugada com sondagem de simples reconhecimento.

No Brasil a prática éregida pela NBR 6484/1980, enquanto a interpretação ébaseada na NBR 7250/1982.

5 –Fundações

5.1-SPT –Standart Penetration Test

Quanto maior a área do terreno maior seráa quantidade de furos a serem executadas, como pode ser visto na tabela abaixo.

5 –Fundações

5 –Fundações

O peso pesa 65kg, écolocado a 75cm de altura do barrilete.

Primeiramente o furo éfeito atéa profundidade de 1m, então o amostrador écravado em três atapasde 15 cm com a contagem dos golpes para cada etapa. Após a cravação o amostradoréretirado com a amostra do solo.

5 –Fundações 0 m

Escavação com trado

-1,45 m Cravação do amostrador

Operação de avanço com lavagem Cravação do amostrador

5. 2- Fundações Superficiais

Neste grupo de fundações temos os seguintes tipos:

•Sapata Isolada •Sapata Corrida

•Viga de fundação

• Radier

5 –Fundações

5. 2. 1- Sapata Isolada

Podem ser simples ou armadas, recebendo carga de pilares e/ou vigas baldrame.

5 –Fundações

5 –Fundações 5. 2. 1- Sapata Isolada

5 –Fundações 5. 2. 1- Sapata Isolada

5 –Fundações 5. 2. 1- Sapata Isolada

5 –Fundações

5. 2. 1- Sapata Isolada

Na locação da obra serádefinido o eixo das paredes, e com a utilização do projeto das fundações, o ponto onde serálocalizada a sapata.

A sapata isolada recebe a carga dos pilares e das vigas baldrame exatamente no seu centro de gravidade e transmite para o solo.

5 –Fundações 5 –Fundações

5 –Fundações

5. 2. 2- Sapata Corrida

Sapata corrida éuma viga normalmente em formato trapezoidal que transmite a carga das paredes diretamente ao solo. Éutilizado em obras pequenas, sem a utilização de pilares na estrutura.

5 –Fundações

5. 2. 2- Sapata Corrida

Sapata corrida éuma viga em formato trapezoidal que transmite a carga das paredes diretamente ao solo. Éutilizado em obras pequenas, sem a utilização de pilares na estrutura.

5 –Fundações

5. 2. 2- Sapata Corrida

Sapata corrida pode ser executado em pedras, concreto armado ou blocos de tijolos. Este tipo de fundação érecomendado para locais onde o solo resistente estáa menos de 1 metro de profundidade.

5 –Fundações

Vigas em formato retangular que unem os pilares e fundações. São executadas alinhadas com os pilares e no mesmo eixo das paredes.

A função da viga baldrame étransmitir as cargas das paredes para a fundação e unir os elementos da fundação.

(Parte 1 de 2)

Comentários