Trabalhos Acadêmicos SENAC/SC

Trabalhos Acadêmicos SENAC/SC

(Parte 1 de 4)

BLUMENAU Av. Brasil, 610 - Ponta Aguda Fone: (47) 3035 9 - Fax (47) 3035 98 marketing.blu@sc.senac.br

CHAPECÓ Rua Castro Alves, 298E - São Cristóvão Fone/Fax: (49) 3361 5000 | chapeco@sc.senac.br

CAÇADOR Rua Sete de Setembro, 169 - Centro Fone/Fax: (49) 3563 0 | cacador@sc.senac.br

FLORIANÓPOLIS Rua Silva Jardim, 360 - Prainha Fone/Fax: (48) 3229 3200 | florianopolis@sc.senac.br

JARAGUÁ DO SUL Rua dos Imigrantes, 410 - Vila Rau Fone/Fax: (47) 3275 8400 | jaraguadosul@sc.senac.br

Rua Sete de Setembro, 1415 - Centro 49 3621 05 | saomigueldooeste@sc.senac.br

TUBARÃO Av. Marcolino Martins Cabral, 2100 - Vila Moema Fone: (48) 3632 2428 - Fax: (48) 3626 5831 tubarao@sc.senac.br

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL 48 3251 0500 - marketing@sc.senac.br | BALNEÁRIO CAMBORIÚ 47 36-4782 - balneariocamboriu@sc.senac.br | BRUSQUE 47 3351 2626 - brusque@sc.senac.br | CANOINHAS 47 3622 4853 - canoinhas@sc.senac.br | CONCÓRDIA 49 3442-2993 - concordia@sc.senac.br | CRICIÚMA 48 3437 9801 - criciuma@sc.senac.br ITAJAÍ 47 3348 0410 - itajai@sc.senac.br | JOAÇABA 49 3906 5600 - joacaba@sc.senac.br | JOINVILLE 47 3431 6 - joinville@sc.senac.br | LAGES 49 3223 3855 - lages@sc.senac.br | PORTO UNIÃO 42 3526-1516 - portouniao@sc.senac.br RIO DO SUL 47 3521 26 - riodosul@sc.senac.br | SÃO BENTO DO SUL 47 3634 0602 - saobentodosul@sc.senac.br SENAC BISTRO JOHANNASTIFT - BLUMENAU 47 3222-0005 - bistro@sc.senac.br | SENAC EaD - SÃO JOSÉ 48 3357 4197 - educacaoadistancia@sc.senac.br | SENAC SAÚDE E BELEZA - FLORIANÓPOLIS 48 3212-6808 - falecomestetica@sc.senac.br |

SENAC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO - FLORIANÓPOLIS 48 3212 8100 - senacti@sc.senac.br | XANXERÊ 49 3433 30 - xanxere@sc.senac.br

Guia para Elaboração de

Trabalhos Acadêmicos dos Cursos Superiores de Tecnologia

PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL Bruno Breithaupt

DIRETOR REGIONAL Rudney Raulino

DIRETOR DA DIVISÃO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Ivan Luiz Ecco

COORDENAÇÃO SETOR DE EDUCAÇÃO SUPERIOR Nadi Helena Presser

Copyright2010 Senac Santa Catarina

Cláudia Furtado dos Santos Elisabete Werlang

Cleide Roselei Blatt

Márcio Antônio da Silva Carina Marcolla Vasques

Nadi Helena Presser Soeli de Fátima Wolf dos Santos Martineli

Florianópolis 2010

SENAC. DR. SC. Guia para elaboração de trabalhos acadêmicos Cleide Roselei Blatt; Márcio Antônio da Silva; Nadi Helena Presser; Carina Marcolla Vasques. Florianópolis, 2008. 44p.

Rudney Raulino Diretor Regional do Senac em Santa Catarina

Este guia foi organizado com o objetivo de orientar os alunos dos cursos superiores do Senac/SC, na elaboração dos seus trabalhos acadêmicos.

Na apresentação de um trabalho científico alguns aspectos devem ser considerados dentro do seu grau de importância, obrigatórios e/ou opcionais, dependendo do contexto.

O documento reúne as orientações da Associação Brasileira de

Normas Técnicas - ABNT com o intuito de normatizar e de auxiliar nas dúvidas que surgem no processo de elaboração dos trabalhos desenvolvidos nos cursos de graduação e pós-graduação. Apresenta de forma sintética, os elementos que constituem a estrutura de um trabalho cientifico, como normas para apresentação gráfica, citações, apresentação de tabelas, quadros e figuras, além de apresentar também orientação de produção acadêmica.

LISTA DE FIGURAS, QUADROS E TABELAS 1 NORMAS DA ABNT 2 FORMATAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO 2.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS 2.1.1 Capa 2.1.2 Lombada 2.1.3 Folha de rosto 2.1.4 Folha de aprovação 2.1.5 Dedicatória(s) 2.1.6 Agradecimento(s) 2.1.7 Epígrafe 2.1.8 Resumo em língua vernácula e língua estrangeira 2.1.9 Lista de ilustrações e tabelas 2.1.10 Lista de abreviaturas e siglas 2.1.1 Lista de símbolos 2.1.12 Sumário 2.2 ELEMENTOS TEXTUAIS 2.2.1 Introdução 2.2.2 Desenvolvimento 2.2.3 Conclusão 2.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 2.3.1 Glossário 2.3.2 Apêndices e anexos 2.3.3 Índice 2.3.4 Referências 3 NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA 3.1 FORMATO 3.2 FONTE 3.3 MARGEM 3.4 ESPACEJAMENTO 3.5 PAGINAÇÃO 3.6 NUMERAÇÃO PROGRESSIVA 4 CITAÇÕES 4.1 CITAÇÕES DIRETAS, LITERAIS OU TEXTUAIS

4.2 CITAÇÕES INDIRETAS OU LIVRES 4.3 CITAÇÕES DE CITAÇÕES 4.4 CITAÇÕES EM MEIO ELETRÔNICO 4.5 SINAIS E CONVENÇÕES 5 APRESENTAÇÃO DE TABELAS, QUADROS E FIGURAS 5.1 TABELAS OU QUADROS 5.2 FIGURAS 6 ORIENTAÇÃO PARA PRODUÇÃO ACADÊMICA 6.1 A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES 6.1.1 Definição de pesquisa 6.1.2 Classificações das pesquisas 6.2 RESUMO 6.2.1 Conceito 6.2.2 Técnica de elaboração 6.3 RESENHA 6.3.1 Conceito 6.3.2 Técnica de elaboração 6.4 ARTIGO 6.4.1 Conceito 6.4.2 Técnica de elaboração 6.5 PAPER 6.5.1 Conceito 6.5.2 Técnica de elaboração REFERÊNCIAS (DE ACORDO COM A NBR 6023)

Figura 1 - Modelo de capa Figura 2 - Modelo de folha de rosto Figura 3 - Modelo de folha de aprovação Figura 4 - Modelo de resumo Figura 5 - Lista de figuras Figura 6 - Sumário Figura 7 - Glossário Figura 8 - Anexos e Apêndices Figura 9 - Margens de impressão Figura 10 - Paginação

Quadro 1 - Disposição dos elementos Quadro 2 - Definição de Pesquisa Quadro 3 - Classificação das pesquisa - natureza Quadro 4 - Classificação das pesquisa - abordagem do problema Quadro 5 - Classificação das pesquisas - quanto aos objetivos Quadro 6 - Classificação das pesquisas - procedimentos técnicos Quadro 7 - Estrutura do artigo científico Quadro 8 - Estrutura do paper

1 NORMAS DA ABNT

A Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT - é o órgão responsável pela normatização técnica no

País, criada para fornecer base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. A ABNT é uma entidade privada, sem fins lucrativos; reconhecida como Foro Nacional de Normalização.

O objetivo principal dessas normas é estabelecer os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros) visando sua apresentação à instituição (banca, comissão examinadora de professores, especialistas designados e/ou outros). Para normas sobre documentação, recomenda-se a consulta dos documentos a seguir:

NBR 6022 - Apresentação de artigos de periódicos. 2003. NBR 6023 - Referências bibliográficas. 2002. NBR 6024 - Numeração progressiva das seções de um documento. 2003. NBR 6027 - Sumários. 2003. NBR 6028 - Resumos. 2003. NBR 6034 - Apresentação de índice de publicações. 2004. NBR 10520 - Apresentação de citações em documentos. 2002. NBR 10719 - Apresentação de relatórios técnico-científicos. 1989. NBR 12225 - Apresentação de lombada. 2004. NBR 14724 - Apresentação Gráfica Trabalhos Acadêmicos. 2005. NBR 15.287 - Projeto de Pesquisa - Apresentação. 2005.

Textuais Pós-textuais

Quadro 1 - Disposição dos elementos Fonte: adaptado da ABNT, 2005.

2.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Os elementos pré-textuais antecedem o texto com informações que ajudam na identificação e utilização do trabalho.

2.1.1 Capa

Elemento obrigatório para proteção externa do trabalho e sobre o qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação. Deve conter: nome da instituição (opcional); nome do autor; título; subtítulo estrutura elementos

Pré-textuais> Capa (obrigatório) > Lombada (opcional)

> Folha de rosto (obrigatório)

> Folha de aprovação (obrigatório)

> Dedicatória (s) (opcional)

> Agradecimento (s) (opcional)

> Epígrafe (opcional)

> Resumo na língua vernácula (obrigatório)

> Resumo em língua estrangeira (obrigatório)

> Lista de ilustrações (opcional)

> Lista de tabelas (opcional)

> Lista de abreviaturas e siglas (opcional)

> Lista de símbolos (opcional)

> Sumário (obrigatório)

> Introdução (obrigatório) > Desenvolvimento (obrigatório)

> Conclusão (obrigatório)

> Referências (obrigatório) > Glossário (opcional)

> Apêndice (s) (opcional)

> Anexo (s) (opcional)

> Índice (opcional)

2 FORMATAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO

Os trabalhos acadêmicos, dissertações e teses dividem-se em elementos pré-textuais, textuais e póstextuais.

Figura 1 - Modelo de capa Fonte: adaptado da ABNT 14724, 2005.

2.1.2 Lombada

Elemento opcional, parte da capa do trabalho que reúne as margens internas das folhas, sejam elas costuradas, grampeadas, coladas ou mantidas juntas de outra maneira. As informações devem ser impressas conforme a NBR 12.225.

2.1.3 Folha de rosto

Elemento obrigatório que contém as informações essenciais à identificação do trabalho. Deve conter: nome do autor; título; subtítulo (se houver); número do volume (quando necessário); natureza (trabalho de conclusão de curso, dissertação, tese e outros) e objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido e área de concentração, nome do orientador (se houver); local (cidade), ano de depósito (da entrega).

As informações sobre natureza e objetivo do trabalho devem ser apresentadas alinhadas e justificadas a partir do centro da folha. Os demais elementos devem ser centralizados na folha. (FIGURA 2).

(se houver); local (cidade); e ano da entrega do trabalho. A fonte utilizada na capa deve ser de tamanho 14 ou 16. (FIGURA 1).

Figura 2 - Modelo de folha de rosto Fonte: adaptado da ABNT 14724, 2005.

Elemento obrigatório, contendo as informações essenciais da identificação do trabalho. Colocada logo após a folha de rosto, constituído pelo nome do autor do trabalho, título do trabalho e subtítulo (se houver), natureza, objetivo, nome da instituição a que é submetido, área de concentração, data de aprovação, nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e instituições a que pertencem. A data de aprovação e assinatura dos membros componentes da banca examinadora é colocada após a aprovação do trabalho. (FIGURA 3).

2.1.4 Folha de aprovação

Esta folha, embora considerada a primeira folha do trabalho, não recebe numeração.

Figura 3 - Modelo de folha de aprovação Fonte: adaptado da ABNT 14724, 2005.

grau de especialista, no curso dena Faculdade ...

Trabalho/Projeto aprovado como requisito parcial para obtenção do

Banca Examinadora:

Orientador:

Nome completo e titulação IES de origem Membro:

Nome completo e titulação IES de origem

Membro

Nome completo e titulação IES de origem

Local de Publicação e Ano

2.1.5 Dedicatória(s) Elemento opcional, onde o autor presta homenagem ou dedica seu trabalho.

2.1.6 Agradecimento(s) Elemento opcional, dirigido àqueles que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho.

2.1.7 Epígrafe

Elemento opcional, onde o autor apresenta uma citação, seguida da indicação de autoria e relacionada com a matéria tratada no corpo do trabalho. Podem também constar epígrafes nas folhas de abertura das seções primárias.

2.1.8 Resumo em língua vernácula e língua estrangeira

O resumo é um elemento obrigatório que consiste na apresentação concisa do trabalho. Deve descrever de forma clara e sintética a natureza do trabalho, o objetivo, o método, os resultados e as conclusões, visando fornecer elementos para o leitor decidir sobre a consulta do trabalho no todo. (ABNT 6028, 2003). Após o resumo devem ser colocadas as palavras-chave, e que estas sejam representativas em relação ao trabalho. (FIGURA 4).

O resumo em língua estrangeira é obrigatório para teses, dissertações e monografias, para trabalhos acadêmicos é opcional.

2.1.9 Lista de ilustrações e tabelas

Elemento opcional deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item, designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da folha. Quando necessário, recomenda-se a elaboração de listas próprias para cada tipo de ilustração (quadros, lâminas, plantas, fotografias, gráficos, organogramas, fluxogramas, esquemas, desenhos e outros).

Este artigo tem como objetivo apresentar um estudo sobre a rotulagem ambiental e sua norma regulamentadora, série ISO 14000. A pesquisa teve abordagem qualitativa, exploratória e descritiva, desenvolvida através de uma revisão bibliográfica com os dados analisados e interpretados. Como resultado, o artigo informa da importância das empresas em conhecerem sobre rotulagem ambiental e seu sistema de normalização, a ISO 14000. Através da certificação elas poderão estar se beneficiando com a inovação e com a adoção de melhores tecnologias e processos, de uma maneira transparente e independente, e também apresentar um diferencial competitivo junto ao mercado, além de atingirem um novo estilo de consumidor, o ecologicamente consciente. Desta forma, adotando a rotulagem ambiental através de critérios internacionalmente estabelecidos, as empresas estarão fortalecendo sua responsabilidade com o meio ambiente.

Palavras-chave: responsabilidade ambiental, rotulagem, ISSO 14000.

Figura 4 - Modelo de resumo Fonte: adaptado da ABNT 6028, 2003.

2.1.10 Lista de abreviaturas e siglas

Elemento opcional, que consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas que são utilizados no texto, seguidos das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo.

(Parte 1 de 4)

Comentários