PNI- Calendário de vacinação

PNI- Calendário de vacinação

(Parte 1 de 4)

Três décadas de imunização

PNI (Programa Nacional de Imunização);

Últimos 30 anos

Eliminação e/ou controle de doenças preveníveis por meio de vacinas.

Três décadas de imunização

PNI brasileiro • Referência mundial; campanhas de vacinação no Timor Leste; de imunizações na Palestina,na Cisjordânia e na Faixa de Gaza;

Estabelece cooperação técnica com Estados

Unidos, México,Guiana Francesa, Argentina,

Paraguai, Uruguai, Venezuela, Bolívia, Colômbia,Peru, Israel, Angola, Filipinas;

Faz doações para Uruguai, Paraguai,República Dominicana, Bolívia e Argentina.

Três décadas de imunização

Qual a razão desse destaque internacional?

1942: erradicação da febre amarela urbana;

1973: erradicação da a varíola; 1989: erradicação da poliomielite;

Três décadas de imunização3

Hoje:

os quase 180 milhões de cidadãos brasileiros convivem num panorama de saúde pública de reduzida ocorrência de óbitos por doenças imunopreveníveis.

o PNI mantém uma política de parcerias e de incentivo à modernização tecnológica do parque produtor nacional, visando oferecer produtos que acompanhem o que há de mais novo, seguro e eficaz no mercado internacional.

Três décadas de imunização

A partir de 1988, o Brasil rumou firme para a erradicação da paralisia flácida aguda, para erradicação.

O desempenho do PNI em controle ao sarampo é reverenciado por especialistas de todo o mundo.

Em 1992, foi iniciado um Plano de Controle e Eliminação do Sarampo.

Três décadas de imunização

Os números mostram que o plano funcionou:

45.778 casos registrados em 1990

23.990 casos registrados em 1991

3.234 casos registrados em 1992

Hoje pode-se afirmar que o sarampo é uma doença em processo de erradicação no Brasil.

Estratégias vem sendo implementadas em vigilância e imunizações, visando a manutenção da situação epidemiológica nacional.

Três décadas de imunização

O fato dos vacinadores do Brasil chegarem ate os locais impossíveis de ir impressionam os especialistas em saúde pública.

É da rotina do Programa a Imunização áreas que não constam dos mapas e cartas de navegação aéreas e fluviais.

É responsabilidade do PNI assegurar que nenhuma pessoa dessas áreas morram por falta de vacinas.

Três décadas de imunização

Em muitos casos, a vacinação não se dá com a regularidade desejada.

Caso Amazônia

Algumas populações são visitadas apenas duas vezes por ano – e não quatro como seria ideal.

Em toda a região, sempre há municípios que não alcançam as metas da cobertura vacinal.

1981- tomadas as primeiras providências para estabelecer um Sistema Nacional de Controle de Qualidade dos

Imunobiológicos, o PNI e o CNCZAP;

Programa de Auto-Suficiência Nacional em Imunobiologicos (PASNI)

Uma avaliação, em 1982/83, levou à interdição de algumas linhas de produção de Imunobiológicos

1985 diante de uma situação alarmante, foi criado os PASNI

Em 1986, o Pasni foi incluído no Programa de

Prioridades Sociais e passou a constar do 1º Plano Nacional de Desenvolvimento da Nova República.

Em 1991, o Pasni foi incorporadoa à FUNASA

A concepção do PASNI fundamentou-se em estudos que analisaram em profundidade a realidade interna de todos os laboratórios produtores nacionais de imunobiológicos, a partir dos aspectos do controle de qualidade, evidenciando a carência e o potencial desses laboratórios -

Laboratórios que parcialmente produzem vacinas e soros no Brasil: - Bio-Manguinhos/Fiocruz – RJ; - Instituto de Tecnologia do Paraná – Tecpar – PR;

- Instituto Vital Brazil – IVB – RJ; -

- Instituto Butantan – SP; -

(Parte 1 de 4)

Comentários