Orientação Referencia

Orientação Referencia

(Parte 1 de 4)

8 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE REFERÊNCIAS73
8.1 Ordenamento das referências73
8.2 Transcrição dos elementos74
8.2.1 Documentos monográficos referenciados na sua totalidade76
8.2.2 Documentos monográficos em meios eletrônicos referenciados na sua totalidade79
8.2.3 Parte de documentos monográficos80
8.2.4 Parte documentos monográficos em meios eletrônicos80
8.2.5 Referências de publicações periódicas81
8.2.6 Referências de artigo ou matéria de Jornal82
8.2.7 Referências de eventos83
8.2.8 Referências de trabalho apresentado em evento83
8.2.9 Referências de documentos jurídicos84
8.2.10 Referências de documentos iconográficos86
8.2.1 Referências de documentos cartográficos86
8.2.12 Referências de documento tridimensional87
8.2.13 Referências de imagem em movimento (filmes, DVD)87

73 8 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE REFERÊNCIAS

Este capítulo tem como objetivo orientar a elaboração das referências bibliográficas utilizadas na construção dos trabalhos acadêmicos. De um modo geral, as referências caracterizam-se por um conjunto padronizado de informações, retiradas de um documento, que permite sua identificação individual. A NBR 6023 (2002, p. 2) define como documentos “[...] qualquer suporte que contenha informação registrada, formando uma unidade, que possa servir para consulta, estudo ou prova. Inclui impressos, manuscritos, registros audiovisuais, sonoros, magnéticos e eletrônicos [...]” Assim, todos os documentos que serviram de suporte para a elaboração dos trabalhos, devem ser referenciados em notas de rodapé ou no seu final.

8.1 Ordenamento das referências

A ordenação das referências bibliográficas deve ser organizada e apresentada de acordo com o sistema utilizado nas citações do texto. Quer dizer, se o sistema utilizado nas citações for o alfabético, deve-se ordená-las também em ordem alfabética e se o sistema utilizado foi o numérico no texto, deve-se ordená-las na lista em ordem crescente de acordo como apareceram no mesmo.

Exemplo 1: uso do sistema alfabético

- no texto; Na pesquisa com abordagem qualitativa, ao iniciar a análise dos dados o pesquisador “[...] se depara com uma quantidade imensa de notas de pesquisa ou de depoimentos, que se materializam na forma de textos, os quais terá de organizar para depois interpretar.” (ROESCH, 2007, p. 169).

As pesquisas exploratórias são utilizadas quando o pesquisador visa aumentar seu conhecimento sobre uma temática específica (Gil, 2007).

- na lista de referências os autores devem ser organizados em ordem alfabética;

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

Exemplo 2: uso do sistema numérico - no texto;

Na pesquisa com abordagem qualitativa, ao iniciar a análise dos dados o pesquisador “[...] se depara com uma quantidade imensa de notas de pesquisa ou de depoimentos, que se materializam na forma de textos, os quais terá de organizar para depois interpretar.”¹

As pesquisas exploratórias são utilizadas quando o pesquisador visa aumentar seu conhecimento sobre uma temática específica².

- na lista de referências os autores devem aparecer em ordem crescente;

1 ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

2 GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

8.2 Transcrição dos elementos

Os elementos essenciais das referências bibliográficas constituem-se na seguinte ordem e formato:

AUTOR(ES). Título. Edição. Local: Editora, data.

Outros aspectos importantes que devem ser observados na elaboração das referências: a) elas devem ser apresentados em seqüência padronizada; b) devem ser digitadas em espaçamento simples, alinhadas somente na margem à esquerda do texto e separadas uma da outra com uma linha em branco simples; c) a entrada do(s) autor(es) deve(m) ser pelo último sobrenome, em maiúsculo, seguido do(s) prenome(s) e outros sobrenomes, em minúsculo, que podem ser abreviados ou não. Quando existir dois ou três autores, os mesmos devem ser separados por ponto e vírgula. E quando o documento tem mais três autores deve-se se observar as orientações colocadas nas alíneas ‘c’ e ‘d’ do subcapítulo seguinte; d) os títulos devem ser destacados com o recurso tipográfico negrito, exceto as obras sem indicação de autoria, em que o primeiro elemento é o próprio título, onde a primeira palavra deve ser digitada em maiúsculo. Os subtítulos dos documentos são descritos de forma normal e separados do título por dois pontos. Quando o título é descrito em mais de uma língua, descreve-se o primeiro. É opcional se acrescentar a outra língua separada por um sinal de igualdade (=). E quando no documento não existir título, descreve-se uma palavra ou frase que identifique o seu conteúdo, entre colchetes [Relatórios diários]; e) coloca-se a edição dos documentos a partir da segunda (2. ed.). Devese acrescentar as emendas e acréscimos à edição de forma abreviada, como por exemplo: 5. ed. ver. e aum.; f) o local deve ser descrito como aparece nos documentos. Quando existir homônimos de cidades, deve ser acrescentada a sigla do estado. E no caso de não aparecer a cidade (local) no documento, quando é possível identificar, descreve-se o nome entre colchetes [Caxias do Sul]. E quando não aparece e não for possível identificar utiliza-se a abreviação, entre colchetes [S.l.] que significa sine loco (sem local); g) o nome da editora deve ser descrito como aparece nos documentos.

Quando tem duas editoras, elas são descritas junto com o local. Quando não aparece o nome da editora, utiliza-se a abreviatura [s.n.], entre colchetes que significa sine nomine; h) quando o documento não tem local e editora, descreve-se desse modo

[S.l.: s.n.]; i) a data deve ser descrita em algarismos arábicos. Quando não aparece no documento, ela pode ser registrada de forma aproximada entre colchetes [198-]. Quando não é possível identificá-la, pode-se usar a abreviação também entre colchetes [S.d].

Na perspectiva de orientar como fazer a descrição das referências bibliográficas nos diferentes tipos de trabalhos acadêmicos, apresentam-se na seqüência os modelos.

8.2.1 Documentos monográficos referenciados na sua totalidade

Os documentos monográficos envolvem livros, trabalhos acadêmicos (teses, dissertações, TCCs ou monografias, relatório de estágio), manuais, guias, catálogos, enciclopédias, revistas, jornais, etc. Seguem os exemplos: a) livros com um autor [AUTOR. Título. Edição. Local: Editora, data.]

ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

b) livros com dois ou três autores [AUTOR; AUTOR; AUTOR. Título. Edição. Local: Editora, data.];

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

c) livros com mais de três autores [AUTOR. et al. Título. Edição. Local: Editora, data.];

STRECK, Danilo Romeu. et al. Paulo Freire: ética, utopia e educação. Petrópolis: Vozes, 2001.

d) livros com vários autores e com indicação explícita de responsabilidade, deve-se colocar o nome do autor responsável e a abreviação do tipo de participação: organizador AUTOR(Org.), editor AUTOR(Ed.), coordenador AUTOR(Coord.) e compilador

AUTOR(Comp.). A descrição segue a seguinte ordem: [AUTOR(Org.), Título. Edição. Local: Editora, data.];

BRANDÃO, Carlos Rodrigues; STRECK, Danilo Romeu (Org.). Pesquisa participante: a partilha do saber. Aparecida, SP: Idéias & Letras, 2006.

e) livros ou documentos com autor entidade (órgãos governamentais, empresas, associações, congressos, seminários) deve-se colocar o nome por extenso;

14724: Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação. Rio de Janeiro, 2005.

f) tese de doutorado; [AUTOR. Título. Local: Abreviatura da

Instituição, data. Tese (Doutorado em );Nome da Faculdade ou Centro, Nome da Instituição por extenso, ano.]

MENEZES, Daniela Callegaro de. Os valores pessoais dos consumidores internacionais de vinho orgânico: um estudo comparativo entre grupos. Porto Alegre: UFRGS, 2006. Tese (Doutorado em Agronegócios), Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2006.

g) dissertação de mestrado; [AUTOR. Título. Local: Abreviatura da

Instituição, data. Dissertação (Mestrado em ); Nome da Faculdade ou Centro, Nome da Instituição por extenso, ano.]

BERLATTO, Odir. A ‘formalidade’ da informalidade: estudo da construção identitária nas experiências de trabalho dos guardadores de automóveis em Esteio-RS. Porto Alegre: PUCRS, 2004. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais), Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2004.

h) monografia ou TCC de graduação; [AUTOR. Título. Local:

extenso, ano.]

Abreviatura da Instituição, data. Monografia ou TCC (Graduação em ); Nome da Escola Superior ou Centro, Nome da Instituição por

BETTEGA, Maiga Ross. Planejamento estratégico e de recursos humanos na metalúrgica frança: um enfoque na perspectiva do aprendizado e conhecimento. Caxias do Sul: FSG, 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) Escola Superior de Negócios, Faculdade da Serra Gaúcha, 2008.

i) relatório de estágio,de departamentos ou de instituições;[AUTOR OU

NOME DO DEPARTAMENTO OU DA INSTITUIÇÃO. Título do relatório. Local da publicação, ano.]

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA. Relatório Azul 2006. Porto Alegre: Corag, 2006.

j) manuais; [AUTOR OU INSTITUIÇÃO AUTORA. Título. Edição quando houver. Local: Editora quando houver, data.]

PERFILISA INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS DE ENGENHARIA LTDA. Manual de Integração. Caxias do Sul, [S.d.].

k) guia; [AUTOR OU INSTITUIÇÃO AUTORA. Título. Edição quando houver. Local: Editora quando houver, data.]

(Parte 1 de 4)

Comentários