Lógica Cabeada X LADDER

Lógica Cabeada X LADDER

Lógica Cabeada x Programação LADDER (Partida Estrela-Triângulo)

5° ANO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E ELETRÔNICA

RESENDE 03 de maio de 2010

“LÓGICA CABEADA x PROGRAMAÇÃO LADDER (PARTIDA ESTRELATRIÂNGULO)”

Professor: André Tomaz

RESENDE 03 de maio de 2010

Relatório do Experimento de Lógica Cabeada x Programação LADDER (Partida Estrela- Triângulo) - Laboratório apresentado à AEDB como exigência da Disciplina de Automação Industrial do 5º ano do Curso de Engenharia Elétrica/Eletrônica da Associação Educacional Dom Bosco – Faculdade de Engenharia de Resende.

1. INTRODUÇÃO

Atualmente, o controle de processo industrial por lógica cabeada está em desuso por ter várias desvantagens em relação ao controle automatizado com o uso do Controlador Lógico Programável (CLP). Em relação à lógica cabeada, este apresenta várias vantagens:

• Facilidade de programação;

• Mais confiável;

• Facilidade para mudar variáveis do processo;

• Facilidade para ampliação (adição de módulos de entradas e saídas);

• Obtenção de dados de diagnóstico do processo;

• Comunicação em rede etc.

2. EXPERIMENTO COM CONTROLE DE LÓGICA CABEADA O circuito de partida em Y- é mostrado na Figura 01 abaixo.

Figura 01 – Circuito Partida Y- .

O acionamento deste circuito em lógica cabeada é mostrado na Figura 02, sendo o botão L responsável por iniciar a lógica e o botão D para desligar a mesma. As bobinas K1, K2 e K3 são responsáveis por acionar os respectivos contatores do circuito de acionamento (Figura 01). A bobina T1 é utilizada para acionar o contator K3 10 segundos após o acionamento de K2. Os demais são contatos auxiliares para intertravamento e selo.

Figura 02 – Circuito em lógica cabeada.

3. EXPERIMENTO COM PROGRAMAÇÃO EM LADDER O circuito em LADDER para partida Y- é visto na Figura 03 abaixo.

Figura 03 – Diagrama LADDER para partida Y- .

Como em lógica cabeada, usou-se alguns contatos auxiliares para intertravamento e selo (O:2/1 e O:2/2, por exemplo). Porém, pode-se ver que o programa é em diagrama LADDER é mais simples que o circuito em lógica cabeada, além de apresentar algumas das vantagens citadas na Introdução.

É importante observar que com utilização de Diagrama Funcional Seqüencial

(GRAFCET) as funções de intertravamento e selo não seriam necessárias, como visto no diagrama mostrado na Figura 04. Além dessa vantagem, por apresentar uma lógica seqüencial, o GRAFCET apresenta uma lógica intuitiva e, assim, uma lógica de programação mais simples de ser realizada, como visto na Figura 05.

Figura 04 – Diagrama LADDER para partida Y- utilizando GRAFCET. Figura 05 – Diagrama em GRAFCET.

4. CONCLUSÃO

Como citado na Introdução, a programação em LADDER apresenta várias vantagens em relação à lógica cabeada, como pode ser confirmado nos experimentos anteriores.

Um fato importante a ser citado é que inicialmente houve uma pequena dificuldade ao se utilizar o software responsável pela programação (RS Logix Pro) que, após algumas tentativas, foi sanada.

Comentários