Como conserta eletrodomesticos

Como conserta eletrodomesticos

(Parte 1 de 7)

PROLÓGICA INFORMÁTICA http://valenet.com.br/~cdturbo/

Como consertar eletrodomésticos

Fundamentos básicos do conserto de eletrodomésticos.

A eletricidade fornece a energia que alimenta eletrodomésticos e outros dispositivos elétricos. A corrente chega ao dispositivo por meio do fio "positivo" (geralmente preto) e retorna pelo fio neutro (geralmente branco). A força que move a corrente é chamada voltagem. Na maioria dos sistemas domésticos, o fio "positivo" tem cerca de 120 volts e o branco, zero. A diferença de voltagem entre os dois fios move a corrente elétrica e alimenta o eletrodoméstico.

Há três tipos de eletrodomésticos ou eletroportáteis: os que aquecem algo, como torradeiras e cafeteiras; os que movem algo, como os processadores de alimentos e aspiradores de pó; e os que fazem as duas coisas, como os secadores de cabelo. Neste artigo, ensinaremos como consertar todos esses eletrodomésticos e mais. Primeiro, contudo, daremos uma noção geral sobre o conserto de eletrodomésticos.

Eletrodomésticos térmicos

Eletrodomésticos térmicos convertem energia elétrica em calor, que é usado para torrar pão, aquecer café, secar cabelos ou desempenhar outras tarefas úteis. Esse calor é gerado pela corrente que passa por um fio especial chamado resistência. Porque a resistência dificulta a passagem da eletricidade, parte de sua energia se transforma em calor. A eletricidade usa tanto de sua energia para superar a resistência de um elemento da torradeira, por exemplo, que fica vermelho vivo e torra o pão.

Entre os eletrodomésticos térmicos apresentados neste artigo estão torradeiras, minifornos, cafeteiras elétricas e cafeteiras elétricas de aço. Entre os eletrodomésticos térmicos que funcionam segundo os mesmos princípios estão ferro de passar, fritadeira elétrica, panela elétrica, chapa elétrica, máquina de waffle, forno de convecção, panela elétrica slow cooker, desidratador de alimentos, panela elétrica de arroz, panela elétrica para cozimento a vapor, grill elétrico, cafeteira elétrica expresso, máquina de chá gelado e pipoqueira elétrica. Depois que aprendemos a solucionar os problemas dos eletrodomésticos térmicos mais conhecidos, fica fácil consertá-los.

Eletrodomésticos com motor

Eletrodomésticos com motor convertem energia elétrica em movimento. Essa energia corta e mistura alimentos, abre latas, tritura lixo, aspira poeira e movimenta o ar. Um motor converte energia elétrica em energia magnética que movimenta um eixo. A extremidade desse eixo pode ter uma lâmina ou outro apêndice que faz o trabalho real. Entre os eletrodomésticos com motor abordados neste artigo estão liquidificadores e batedeiras, abridores elétricos de lata, trituradores de lixo e aspiradores de pó tipo vassoura e de arrastar. Entre outros eletrodomésticos com motor de operação similar estão espremedor de frutas, moedor de café, máquina de sorvete, faca elétrica, amolador de faca, apontador elétrico de lápis, relógio elétrico, ventiladores, umidificadores e barbeadores elétricos.

Circuitos para eletrodomésticos térmicos e com motor

Eletrodomésticos conjugados

Alguns eletrodomésticos portáteis aquecem e movimentam. O mais conhecido é a máquina de fazer pão. Ela mistura a massa e depois assa o pão. Máquinas de fazer pão também incluem eletrônica diagnóstica, que auxilia o proprietário a solucionar problemas e fazer consertos, por isso não fazem parte deste artigo. Entre outros eletrodomésticos conjugados estão secadores de cabelo e pipoqueiras elétricas.

A solução de problemas de eletrodomésticos

Quase todos os eletrodomésticos são alimentados por eletricidade de 120 volts. Isso significa que muitos dos problemas que podem ocorrer com torradeiras também podem ocorrer com trituradores de lixo e secadores de cabelo. Esses problemas são causados por disjuntores ou fusíveis, interruptores e tomadas ou fios soltos ou aterrados. Neste artigo, você aprenderá a solucionar facilmente muitos problemas comuns em eletrodomésticos, a começar com o conserto de cabos.

Cabos de eletrodomésticos

O cabo do eletrodoméstico leva a eletricidade ao aparelho. De modo geral, ele é composto por dois ou três fios e um plug. Prenda a extremidade do cabo do eletrodoméstico com fechos ou conectores metálicos.

Fios

Os fios usados em cabos de eletrodomésticos têm vários diâmetros, ou bitolas. Quanto mais grosso o fio, menor o número da bitola. Ou seja, um fio de bitola 12 é mais fino do que um de bitola 10. A maioria dos eletrodomésticos usa fios de cobre isolados com plástico térmico. Um eletrodoméstico que requer menos amperagem para funcionar terá um cabo com dois fios de bitola 18 ou 16. Eletrodomésticos térmicos de maior amperagem usam um cabo com dois ou três fios de bitola 14 ou até mesmo 12. Cabos de dois fios têm um fio positivo e um fio neutro. Um cabo com três fios tem um fio positivo, um neutro e o fio terra.

Uma conexão típica do cabo ao eletrodoméstico

Plugs

O plug na extremidade do cabo de um eletrodoméstico recebe eletricidade da tomada na parede. Um plug com dois pinos costuma ser usado para eletrodomésticos não aterrados com menos de 15A. Alguns plugs de dois pinos são polarizados para garantir que os fios positivo e neutro fiquem conectados corretamente. O pino menor é o fio positivo e o maior, o neutro. Plugs com três pinos usados em eletrodomésticos têm um pino redondo para aterrar e garantir que os pinos positivo e neutro fiquem encaixados corretamente na tomada. A maioria dos eletrodomésticos tem menos de 15A. Uma tomada com encaixe neutro na forma de T tem por objetivo servir eletrodomésticos de 20A, embora ela possa receber cabos de 15A.

Conectores

Na outra extremidade do cabo, dentro do eletrodoméstico, os fios são conectados a uma chave, ou controlador. Os fios podem ser ligados com solda, parafusos giratórios ou conectores. Esses conectores ligam física e eletricamente a fonte de energia ao eletrodoméstico. A conexão pode ser feita com fixadores, prendedores ou presilhas ou com conectores em O ou U. Fios internos dos eletrodomésticos costumam ser menores do que aqueles usados para cabos, o que significa que os números das bitolas são maiores.

O conserto de fios e cabos de eletrodomésticos

Para testar um fio ou cabo de eletrodoméstico, certifique-se primeiro de que ele está desconectado de qualquer fonte elétrica ou capacitor. Depois, use um multímetro para ver se ele está conduzindo eletricidade adequadamente. Com o multímetro inserido, mexa o cabo para ver se não há um rompimento nos fios capaz de causar curtos intermitentes. Além disso, verifique a qualidade e a maleabilidade do isolamento do fio ou do cabo. Se houver algum rompimento ou fenda que possa acabar expondo os fios, substitua o cabo ou fio por outro de bitola e capacidade equivalente.

Controles de eletrodomésticos

A energia elétrica que entra em um eletrodoméstico precisa ser controlada: ligada, desligada ou submetida a variações segundo a temperatura, o tempo ou a função. É isso que os controles dos eletrodomésticos fazem. Entre eles temos interruptores, termostatos, reostatos e cronômetros. Em muitos problemas com eletrodomésticos, a falha é no controlador. Por isso, antes de começarmos a desmontar a torradeira ou o aspirador de pó, vejamos como funcionam os controles dos eletrodomésticos, e o que fazer quando eles não funcionam.

Chaves

A maioria das chaves de eletrodomésticos é ativada manualmente para controlar o fluxo de corrente no aparelho. Move-se ou empurra-se uma chave unipolar para ligar ou desligar a eletricidade. Chaves de passo variável permitem o fluxo de determinadas quantidades de corrente, como uma chave de velocidade controlável para liquidificadores, por exemplo.

Entre os controles de eletrodomésticos temos termostatos, reostatos, cronômetros e diversos tipos de chaves

Termostatos

Um termostato abre e fecha um circuito para fornecer corrente de acordo com a temperatura. O mais simples, um termostato bimetálico, usa duas peças de metal ligadas, com diversas variações térmicas. Em temperatura ambiente, por exemplo, ambos os metais têm comprimento e forma idênticos, permitindo a existência de pontos de contato no circuito. O calor flexiona um dos metais e faz com que os contatos se separem, abrindo o circuito e impedindo a passagem de corrente. Termostatos podem ser usados para ligar ou desligar um elemento calefator ou um motor. Na verdade, os termostatos são usados como protetores de sobrecarga que abrem um circuito e desligam um motor se ele for submetido ao superaquecimento ou à sobrecarga.

Reostatos O reostato é um controlador variável. Ou seja, ele controla variavelmente a quantidade de corrente que passa para um componente do eletrodoméstico. O liquidificador com controle de velocidade que pode ser acionado para aumentar ou diminuir a rotação do motor usa um reostato para desempenhar essa função. Já que os reostatos podem se danificar com a umidade, eles estragam com facilidade. Nesse caso, precisam ser substituídos por outro, de mesmo tipo e função. Eles também são denominados potenciômetros.

Cronômetros O cronômetro controla o fluxo de corrente baseado em um dispositivo digital ou mecânico semelhante a um relógio. O cronômetro na cafeteira elétrica garante café fresco de manhã. Na maioria dos casos, os cronômetros ligam e desligam eletrodomésticos. Quando um eletrodoméstico cronometrado não liga, um dos primeiros componentes que precisamos verificar é o cronômetro. Alguns podem ser consertados, ao passo que outros precisam ser substituídos.

Conserto de controles de eletrodomésticos

É simples testar os controles de eletrodomésticos com um multímetro. Ao colocar o prendedor na entrada e o multímetro na saída, ativando-se o controlador, pode-se determinar se o funcionamento do controle está adequado. Para controladores variáveis, talvez seja mais fácil usar um multímetro que mostra alteração na resistência. É preciso substituir, e não consertar, a maioria dos controles defeituosos de eletrodomésticos. Depois de retirar o controlador do eletrodoméstico, leve o número de série e o modelo da peça e do aparelho a um revendedor autorizado e veja se encontra a peça adequada. Uma chave com amperagem maior ou um

Resolução de problemas em eletrodomésticos Antes de jogar fora a torradeira, o secador de cabelo ou outro eletrodoméstico, veja se o problema não é fácil de resolver.

reostato com resistência maior podem danificar o elemento calefator ou o motor do eletrodoméstico. Além disso, pode ser perigoso para quem usa o aparelho. Onde encontrar peças de reposição para eletrodomésticos? Primeiro, verifique o manual do aparelho e identifique o modelo e os números das peças. Se você vive em ou nas proximidades de uma região metropolitana, provavelmente haverá vários revendedores autorizados de peças para eletrodomésticos. Claro, ligue primeiro para saber se a loja tem ou se pode conseguir as peças que você precisa. Depois, leve a peça defeituosa para fazer uma comparação com a nova e tirar todas as dúvidas antes de comprá-la. Em último caso, escreva ao fabricante. Na maioria das vezes, os fabricantes encaminham o consumidor a um revendedor autorizado. Visto que a maioria dos eletrodomésticos são compostos por peças semelhantes, é fácil solucionar qualquer problema depois que se aprende o básico. Contudo, há dicas específicas para cada eletrodoméstico que podem ser úteis. Vamos começar falando sobre como consertar torradeiras.

Como consertar uma torradeira

descartável

As torradeiras são classificadas como eletrodomésticos térmicos. Sua função é gerar calor suficiente próximo a uma fatia de pão para aquecê-la e tostá-la. Não há dúvida de que o café da manhã não seria o mesmo sem a torradeira. Em muitos lares, as torradeiras têm mais problemas de funcionamento do que qualquer outro eletrodoméstico. Há duas razões para isso. Primeiro, sua fabricação é de baixo custo para que elas sejam um eletrodoméstico

Segundo, os problemas de funcionamento não costumam ser culpa da torradeira, mas de partículas de alimentos que interferem em sua operação. O excesso de migalhas de pão produzidas pelo movimento do corpo da torradeira cai na base e acumula, obstruindo o movimento, causando curto circuito nos elementos térmicos, obstruindo a alavanca de soltar e interferindo na operação da solenóide.

É por isso que a maioria das torradeiras tem uma bandeja grande para aparar migalhas e uma abertura na parte inferior da base. Ao deslizar ou destravar esse porta-migalhas, é possível liberar as partículas de alimentos presas na parte inferior da torradeira.

Para torradeiras usadas diariamente, esse procedimento deve ser feito uma vez por semana. Basta desligar a torradeira da tomada, segurá-la sobre um recipiente e destravar a porta. Depois que as partículas maiores de alimentos

Resolução de problemas em torradeiras As torradeiras podem parar de funcionar por diversos motivos, por exemplo, alavanca de soltar obstruída ou base defeituosa.

caírem, mexa a torradeira para soltar outras partículas que possam estar presas nas bordas. Periodicamente, limpe a torradeira usando uma lata de ar comprimido, mas sem danificar chaves nem os elementos calefatores sensíveis.

Como funcionam as torradeiras

A maioria das torradeiras funciona da mesma maneira. Coloca-se uma fatia de pão, um waffle congelado, uma tortinha ou algum item alimentar semelhante pela abertura na parte superior da torradeira para que fique dentro da base. Abaixa-se o corpo da torradeira em direção à base, usando-se a alavanca na lateral. Ao chegar à parte inferior, o corpo se encaixa na posição certa e uma chave interna é ativada para dar início ao processo de aquecimento. Um termostato determina durante quanto tempo a corrente elétrica será enviada do cabo elétrico aos elementos calefatores. A pessoa que estiver operando a torradeira liga o termostato usando um botão ou alavanca de controle calibrado entre claro e escuro. Quando se atinge a temperatura desejada e o processo de aquecimento chega ao final, o solenóide desliga a corrente, depois desbloqueia a trava e permite que o corpo da torradeira volte à posição original. Neste momento, o operador do aparelho pode pegar o alimento tostado com facilidade e removê-lo da torradeira.

Este corte transversal de uma torradeira mostra os diversos elementos responsáveis por seu funcionamento consertando uma torradeira

Entre os consertos comuns em torradeiras estão a manutenção do conjunto de trava, manutenção da base, recalibração do termostato e manutenção da selenóide.

(Parte 1 de 7)

Comentários