Teorista e Teorias de Enfermagem

Teorista e Teorias de Enfermagem

Teorista e Teorias de Enfermagem

Florence Nightingale 1820-1910

– Em 1859 apresentou a Teoria Ambientalista demonstrou que em ambiente limpo diminuía a infecção, conceito que hoje se compreende como Infecção Hospitalar.

Hildegard Peplau 1909-1999

– Sua proposta foi apresentada em 1952, com a Teoria Interpessoal, apresenta o processo de Interação Enfermeiro/Cliente, o modo como acontecem que elementos estão contidos nesta relação e como agir diante das situações adversas.

Faye Abdellah 1952...

– Em 1960, Abdellah propôs a Teoria Centrada nos Problemas, usava o método de resolução de problemas para lidar com (21) Problemas de Enfermagem relacionados com necessidades dos pacientes, para sustentação, restauração, prevenção, auto-ajuda, déficit ou excesso de necessidades.

Ernestine Wiedenbach 1900-1996

– Em 1958, sua proposta foi com a prática (Arte), sendo o foco a necessidade do paciente e a enfermagem um Processo Nutridor. Apresenta (4) quatro Elementos de Assistência: Filosofia, Propósito, Prática e Arte.

Virgínia Henderson 1897-1996

Teoria dos Componentes do Cuidado. A sua proposta foi apresentada em 1955 e defendeu a função da enfermagem que é assistir o individuo doente ou sadio no desempenho de atividades que contribuem para a saúde ou para uma morte tranqüila, ajudando-o para a independência.

Ida Jean Orlando

– 1926... A Teoria do Processo de Enfermagem foi proposta em 1961 na qual o foco foi o cuidado das necessidades dos pacientes que então em distresse propôs a Relação Dinâmica Enfermeiro – Paciente, considera a Percepção, Pensamento e Sentimento por meio de ações deliberadas. Utilizou pela primeira vez o termo Processo de Enfermagem.

Dorothea Orem 1914...

– A Teoria do Auto-Cuidado foi publicada em 1970 sendo que a enfermagem se apresenta como um sistema de ajuda para o Auto Cuidado, quando o paciente não possui condição de realizá-lo, Déficit de Auto-Cuidado é quanto o paciente não possui condições para executar o seu cuidado, Auto-Cuidado é o cuidado executado por pacientes com necessidades especiais e a capacidade do paciente em realizar o seu cuidado relacionando-a a Educação em Saúde, com o propósito de tornar o paciente independente.

Dorothy Johnson 1919-1999

– Em 1959, foi proposta a Teoria do Sistema Comportamental apresenta a enfermagem como Força Reguladora Externa agindo para preservar a organização e integração do comportamento do paciente a um ótimo nível. Quando o Comportamento é uma ameaça à Saúde Social ou Física, ou há doença, o homem é visto como Sistema Comportamental, com (8) oito Subsistemas cada qual tendo estrutura, função, imperativos funcionais, e cada um requerer proteção estimulação e apoio.

Imogenes King 1923...

– Em 1964, também foi apresentada a Teoria do Alcance de Objetivos, King apresenta a enfermagem como um Processo de Interação Enfermeira/Cliente que colabora para o alcance dos Objetivos no Ambiente Natural. Baseou-se na Teoria dos Sistemas, apoiando a idéia de que há um Sistema Social, Interpessoal e Pessoal.

Betty Neuman 1924...

– Em 1974 foi publicada a Teoria dos Sistemas de Neuman acreditava que a enfermagem era uma profissão que ajuda indivíduos a buscarem a melhor resposta aos Estressores que podem ser Internos e Externos. Desenvolveu o Modelo de Sistemas Holísticos, com visão geral dos Aspectos Fisiológicos, Psicológicos, Sócio-Culturais e Desenvolvimentistas dos Seres Humanos, para proporcionar estrutura para integração destes enfoques. O Sistema Aberto em Enfermagem era considerado como Força Unificadora, que reconhece a complexidade do todo, enquanto valoriza a importância das partes.

Sister Callista Roy 1939...

– Em, 1970, Roy apresenta a Teoria da Adaptação, a qual encontra fundamento nos Referenciais de Estresse de Salye e de Adaptação de Lazarus autores que tiveram uma contribuição significativa no delineamento dos conceitos fundamentais de sua teoria. Desenvolveu estudo sobre Processos de Adaptação considera a estimulação focal, contextual e residual, seus efeitos sobre o mecanismo cognitivo e regulador que afeta os (4) quatro Modos Adaptativos da pessoa: Fisiológicos, Auto-Contexto, Função do Papel e Interdependência. Em 1976, Roy definiu Enfermagem como Ciência Humanística e, em 1984, introduziu o ser Biopsicossocial como cliente.

Martha E. Rogers 1914-1994

– A Teoria dos Seres Humanos Unitários, proposta em 1970, abordou o Processo Vital dos seres humanos e o homem unitário, considerando os campos Ambientais Energéticos, a Complementaridade, a Ressonância e a Helicidade.

Myra Levine 1920...

– Foi em 1967 que Levine desenvolveu a Teoria da Conservação de Energia e da Enfermagem Holística, ela propôs a enfermagem clínica, entende o ser humano como uma Unidade Corpo-Mente, um “todo” dinâmico, em constante interação com o ambiente dinâmico. A Intervenção de Enfermagem possuía a finalidade a Conservação da Energia, da Integridade Estrutural, Pessoal e Social.

Madeleine Leininger 1925...

– A proposta da Teoria do Cuidado Transculturalfoi apresentada em 1978, tendo como norte o Cuidado, sendo a essência da prática e do conhecimento. Descreveu a Teoria Transcultural e defendeu que a enfermagem deve considerar as Crenças e os Valores Culturais das pessoas, dando a elas identificação singular, individual e pessoal.

Josephine Patterson 1924... e Loretta Zderad 1925...

- Em 1960 sua proposta foi a Teoria Humanista na qual a situação dos indivíduos é experenciada existencialmente, pelos enfermeiros; a pessoa é uma Unidade Holística Intelectual; desenvolveu o termo “Nursologia”, sendo enfermagem um Ato Inter-Humano e um Ato do Ser Humano.

Comentários