Fundamentos da Administarção da Informação

Fundamentos da Administarção da Informação

(Parte 1 de 3)

Trabalho apresentado à disciplina Fundamentos da Administração da Informação da Universidade Norte do Paraná - UNOPAR

Profª. Denise Dias de Santana

1 INTRODUÇÃO3
2 CONCEITOS BÁSICOSErro! Indicador não definido.
2.1 Administração4
2.2 Informação4
2.2.1 Dados5
2.2.2 Informação5
2.2.3 Conhecimento5
2.3 Comunicação6
3 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO7
3.1 Conceito7
3.2 Processo de transformação de dados em informação7
3.2.1 Entrada8
3.2.2 Processamento8
3.2.3 Saída8
3.2.4 Feedback9
3.3 Tipos de Sistemas de Informação10
4 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO (TI)1
4.1 Conceito1
4.2 Componentes da tecnologia da informação1
5 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA INFORMAÇÃO12
quando:12
6 HABILIDADES E CAMPO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL13
6.1 Habilidades13
6.1.1 Habilidades Conceituais13
6.1.2 Habilidades Técnicas13
6.1.3 Habilidades Comportamentais13

SUMÁRIO 5.1 Alinhamento estratégico de negócios e tecnologia da informação é alcançado 6.2 Campo de atuação profissional ........................................................................... 14

7 CENÁRIO ATUAL1Erro! Indicador não definido.
negócios1Erro! Indicador não definido.
8 CONCLUSÃO17

6.2.1 Funções relacionadas à área de informática e TI .................................. 14 7.1 As novas tecnologias e a mudança na forma das organizações realizarem REFERÊNCIAS ......................................................................................................... 18

3 1 INTRODUÇÃO

No atual cenário de mudanças constantes e velozes em todos os campos de atuação, onde o principal, e mais valioso, bem econômico é a informação, surge a necessidade de profissionais bem preparados para lidar com essa situação. Com o boom da evolução tecnológica, a entrada definitiva da humanidade na “Era da Informação”, a globalização da economia e a concorrência acirrada das empresas, a tecnologia tornou-se o grande diferencial competitivo para sobreviver a este ambiente dinâmico.

É nesse âmbito que a disciplina Fundamentos da Administração da

Informação se objetiva, trabalhando os conceitos básicos de sistemas, conceitos e aplicações de tecnologia da informação, planejamento estratégico da informação e as atribuições dos profissionais das áreas geradoras e gestoras de sistemas.

4 2 CONCEITOS BÁSICOS

A tecnologia da informação tem-se acentuado como ferramenta estratégica e as empresas e seus administradores precisam cada vez mais conhecer, implementar e gerenciar toda uma infra-estrutura de TI, que possa dar apoio aos processos de comunicação, controle e tomada de decisões. O Analista e Desenvolvedor de Sistemas precisa possuir sua formação dentro da concepção sistêmica (especialista-generalista), auxiliando os administradores a definir o alicerce para tomada de decisão e definição de políticas, usando a TI como uma alavanca de inovação e gerenciamento para as empresas.

2.1 ADMINISTRAÇÃO

buscando obter um resultado específico, aliando eficiência e eficácia

Segundo Kwasnicka (2006, p.19), a tarefa de administrar é um processo integrativo da atividade organizacional que permeia nossa vida diária. Poderia ser definido também como um conjunto de princípios, normas e funções que têm por fim ordenar a estrutura e funcionamento de uma organização (empresa, órgão público, etc.). A administração, independente de sua ordem de grandeza, é um processo de tomada de decisões, abordando diferentes recursos e objetivos,

2.2 INFORMAÇÃO

A informação tornou-se o bem econômico de maior valor nos dias de hoje.

A informação nos dias de hoje tem um valor altamente significativo e pode representar grande poder para quem a possui, seja pessoa, seja instituição, pois está presente em todas as atividades que envolvem pessoas, processos, sistemas, recursos financeiros, tecnologia, etc. (REZENDE, 2003, p. 97).

Mas definir informação é difícil sem se fazer distinção entre os termos „dado‟, „informação‟ e „conhecimento‟.

Dados são fatos em sua forma primária que podem ser definidos como um conjunto que expressa um fato isolado gerado por uma atividade que pode ser controlada.

O conjunto de elementos que expressa um fato isolado gerado por uma atividade que pode ser controlada, ou seja, tudo o que é gerado no dia a dia de uma empresa é um dado. (BATISTA, 2006, p. 20).

A sequência 2+2=4 é um conjunto de dados, e pode ser dissecada da seguinte forma: os números “2” e “4” são, individualmente, um dado, assim como os sinais “+” e “=” também são dados.

2.2.2 Informação

Conjunto de dados com significado, que reduz a incerteza ou aumenta o conhecimento a respeito de algo e por isso, proporciona orientação às ações pelo fato de reduzir a margem de incerteza a respeito de nossas decisões.

Informação é o resultado do tratamento dos dados existentes acerca de alguém ou de alguma coisa. A informação aumenta a consistência e o conteúdo dos dados relacionados. (BATISTA, 2006, p. 2).

Na seqüencia exemplificada acima podemos identificar ao menos três informações diferentes: a primeira delas é que o sinal “+” pode ser usado para unificar outros dados; a segunda informação é que o sinal “=” pode ser usado para representar a igualdade entre duas ações, dois objetos, etc.; e a terceira informação é que se juntarmos dois objetos, ou dados, estaremos dando origem a um terceiro.

2.2.3 Conhecimento

Os dados processados se transformam em informações que, compartilhadas, aumentam o conhecimento.

Conjunto de ferramentas conceituais e categorias usadas pelos seres humanos para criar, colecionar, armazenar e compartilhar uma informação. (LAUDON E LAUDON, 1999, p. 10).

É através da informação que as pessoas podem adquirir conhecimento, mas a informação só se transforma em conhecimento quando é compreendida.

2.3 COMUNICAÇÃO

A comunicação é o ato ou efeito de emitir, transmitir e receber mensagens por meio de métodos e/ou processos convencionados, quer através da linguagem falada ou escrita, quer de outros sinais, signos ou símbolos, quer de aparelhamento técnico especializado, sonoro e/ou visual. (FERREIRA, 1986, p. 356).

Pode-se entender comunicação como o compartilhamento de informação entre duas ou mais pessoas, levando-se em conta que para que haja comunicação, faz-se necessário que o destinatário da informação a receba e a compreenda.

Existem vários métodos, meios e processos adequados para se emitir, transmitir e receber a informação que, utilizados de maneira eficaz, servirão como difusores de conhecimento, e esse conhecimento servirá para criar ideias, tomar decisões e resolver problemas.

7 3 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

3.1 CONCEITO

Todo e qualquer sistema que possui dados ou informações de entrada e que tenha por finalidade gerar informações de saída, para suprir determinadas necessidades pode ser classificado com sistema de informação.

Conjunto de componentes inter-relacionados que trabalham juntos para coletar, recuperar, processar, armazenar e distribuir informação com a finalidade de facilitar o planejamento, o controle, a coordenação, a análise e o processo decisório em empresas e outras organizações. (LAUDON E LAUDON, 1999, p. 04).

O‟Brien (2004, p.06 ainda diz que sistema de informação “é um conjunto organizado de pessoas, hardware, software, redes de comunicação e recursos de dados que coleta, transforma e dissemina informações em uma organização.” Veja uma síntese dessa definição:

Figura 1 – Recursos do Sistema de Informação Fonte: O‟Brien (2004, p. 06)

3.2 PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DE DADOS EM INFORMAÇÃO

Um sistema contém informações sobre uma organização e o ambiente que a cerca. Três atividades básicas produzem as informações de que as organizações necessitam (entrada, processamento e saída). Feedback é a saída que volta a determinadas pessoas e atividades da organização para análise e refinamento da entrada. A Figura 2, abaixo, demonstra graficamente o processo que todo o sistema de informação realiza em sua execução.

Figura 2 – Funções de um Sistema de Informação Fonte: Laudon e Laudon (2001, p. 04)

Pode ser definida como sendo a ação de capturar, ou coletar, dados dentro da organização ou do ambiente externo.

Tomando nosso Sistema Respiratório como exemplo, a Entrada seria o ato de inspirar, de introduzir ar (oxigênio) nos pulmões.

Pode ser definido como sendo a ação de converter dados brutos em uma forma mais significativa.

Seguindo a linha de raciocínio do exemplo acima, o Processamento seria o ato realizado nos pulmões, de se trocar o gás carbônico por oxigênio.

A saída é o ato de transferir as informações processadas para as pessoas que as utilizarão ou para as atividades em que serão empregadas.

Continuando com o exemplo, a Saída seria o ato de expirar, de expulsar o gás carbônico dos pulmões.

É a saída que volta a determinados membros da organização para ajudá-los a avaliar ou corrigir o estágio de entrada.

Finalizando o exemplo, o Feedback seria o ato de manter-se respirando, buscando ar puro continuar vivo.

10 3.3 TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO

Sistema de Informação Operacional (SIO) → Sistemas empresariais básicos que tratam das tarefas rotineiras. Executam aplicações comuns. Ex.: Sistema de folha de Pagamento, Cheques.

(Parte 1 de 3)

Comentários