Método de owas

Método de owas

MÉTODO DE OWAS

Introdução

  • O desenvolvimento de um bom trabalho depende diretamente de um conjunto harmonioso composto pelo trabalhador, equipamentos e locais adequados para realização de tarefas. Estes fatores integrados, irão determinar um melhor desempenho das atividades, bem como, uma melhor utilização dos recursos disponíveis. Possivelmente em função da natureza da tarefa, das diferentes formas de executá-la e de interagir com a organização do trabalho, alguns indivíduos apresentam problemas de saúde que podem se manifestar de diferentes formas, como as doenças do sistema músculo esquelético entre elas as posturais. Existem vários métodos diretos para a avaliação postural, entre eles o OWAS. Pois a “dor nas costas” é uma das maiores causas de afastamento do trabalho e de sofrimento humano.

OWAS

  • Ovako Working Posture Analysing System. Foi criado pela OVAKO OY em conjunto com o Instituto Filândes de Saúde Ocupacional, na Finlândia, com o objetivo de analisar posturas de trabalho na indústria do aço. Método prático para identificar e avaliar postura de trabalho desfavorável. Posteriormente as posturas são analisadas e mapeadas a partir da observação dos registros fotográficos e filmagens do indivíduo em uma situação de trabalho.

Qual a melhor maneira de avaliar a postura?

  • Durante a observação são consideradas as posturas relacionadas às costas, braços, pernas, ao uso de força e a fase da atividade que está sendo observada, sendo atribuídos valores e um código de seis dígitos.

Classificação de postura

    • analisar as atividades;
    • observar a freqüência e o tempo despendido em cada postura;
    • analisar as atividades através de vídeo acompanhado de observações diretas;
    • atividades cíclicas: todo o ciclo
    • atividades não cíclicas: mínimo 30 seg.
    • estimar a proporção do tempo das posturas assumidas.

    • Durante a observação são consideradas as seguintes posturas:
    • 1º Dígito - Costas
    • -ereta
    • -Inclinada para frente ou para trás
    • -Torcida ou inclinada para os lados
    • -Inclinada e torcida ou inclinada para frente e para os lados

    • 2º Dígito – Braços
    • 1 - Ambos os braços abaixo do nível dos ombros
    • 2 - Um braço no nível dos ombros ou abaixo
    • 3 - Ambos os braços no nível dos ombros ou abaixo

    • 3º Dígito - Pernas
    • 1 - Sentado
    • 2 - De pé com ambas pernas esticadas
    • 3 - De pé com o peso em uma das pernas esticadas
    • 4 - De pé ou agachado com ambos os joelhos dobrados
    • 5 - De pé ou agachado com um dos joelhos dobrados
    • 6 - Ajoelhado em um ou ambos os joelhos
    • 7 - Andando ou se movendo

    • 4º Dígito - Levantamento de carga ou uso de força
    • 1 - Peso ou força necessária é 10 Kg ou menos
    • 2 - Peso ou força necessária excede 10 Kg, mas menor que 20 Kg
    • 3 - Peso ou força necessário excede 20 Kg.

    • 5º e 6º Dígito - Fase do trabalho
    • Dois dígitos são reservados para fase da
    • atividade variando de 00 a 99, selecionados a partir da subdivisão de tarefas.

  • Recomendações

    • O método classifica as posturas em quatro categorias:
    • 1: postura normal que dispensa cuidados (exceto em casos excepcionais);
    • 2: postura deverá ser verificada durante a próxima revisão de rotina de trabalho;
    • 3: postura que deve merecer atenção a curto prazo;
    • 4: postura que deve merecer atenção imediata.

Conclusão

    • Embora o método tenha limitações, tem demonstrado benefícios no monitoramento de tarefas que impõe constrangimentos possibilitando identificar as atividades mais prejudiciais e ao mesmo tempo indicar as regiões anatômicas mais atingidas. Desta forma, o método possibilita a elaboração de recomendações ergonômicas que eliminem ou minimizem tais atividades penosas.

Comentários