sondagem vesical feminina

sondagem vesical feminina

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Emissão: 18/06/2008

Gestão 2005 - 2008 Aprovado: Colegiado Gestor

SONDAGEM VESICAL DE DEMORA FEMININA Página 1 de 2

Elaborado por: Enfermeira MyriamRojas

O procedimento de sondagem vesical de demora deve ser prescrito pelo médico e é realizado pela equipe de enfermagem ou médica. Deverá ser realizada segundo a técnica abaixo descrita:

• Reunir o material: 1 Kit de cateterismo vesical esterilizado (cuba rim, cúpula redonda, pinça Pean, campo fenestrado, gaze); 1 sonda de Foley duas vias, de tamanho compatível, par de luvas estéreis, 1 seringa de 20 ml (ou compatível com o tamanho do cuff), 1 agulha 40x12, 1 ampola 10 ml de água destilada (mais ampolas verificando a capacidade do cuff), 1 coletor de diurese sistema fechado,1 máscara cirúrgica e dois pacotes de compressas de gaze.

• Almotolia com PVPI tópico ( solução aquosa);

• Identificar-se ao paciente; • Colocar o paciente em local confortável promover privacidade;

• Explicar o procedimento ao paciente e familiar ou acompanhante;

• Higienizar as mãos;

• Encaminhar o paciente para que realize higiene íntima, ou realizar no paciente se o mesmo não estiver capacitado;

• Isolar o leito com biombos, ou em consultório solicitar que não seja aberta a porta;

• Posicionar o paciente co as pernas flexionadas e afastadas uma da outra, protegendo-a com lençol;

• Colocar 30 ml de PVPI tópico sobre as gazes;

• Abrir o invólucro da sonda vesical, seringa, e agulha, colocando o material sobre a cuba rim, com técnica asséptica;

• Calçar as luvas com técnica asséptica;

• Testar o cuff;

• Afastar os pequenos lábios com os dedos indicador e polegar da mão esquerda permanecendo nesta posição até o final da técnica;

• Realizar anti-sepsia em meato urinário de forma circular, utilizando a pica com as gazes embebidas em PVPI tópico de uma só vez, desprezando-as em seguida, realizar este procedimento 3 vezes;

• Retirar o excesso de PVPI utilizando a pinça com gaze seca;

• Colocar o campo fenestrado e aproximar a cuba rim;

• Introduzir a sonda no meato delicadamente já lubrificada;

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Emissão: 18/06/2008

Gestão 2005 - 2008 Aprovado: Colegiado Gestor

SONDAGEM VESICAL DE DEMORA FEMININA Página 2 de 2

Elaborado por: Enfermeira MyriamRojas

• Tracionar delicadamente a sonda até encontrar resistência;

• Higienizar as mãos

• Identificar a bolsa com o tamanho da sonda, data,hora e nome do profissional que realizou o procedimento;

• Fixar a sonda na coxa da paciente, de forma a que não fique tracionada, ou desconfortável;

• Realizar anotação do procedimento;

• Desprezar a diurese do coletor quando a capacidade do coletor exceder ¾ da capacidade do mesmo;

• Evitar abrir a bolsa coletora com freqüência;

• Desprezar a cada final de plantão quando paciente estiver em observação;

• Utilizar EIS para desprezar a urina;

• Se houver desconexão do sistema, todo o sistema deverá ser desprezado.

Comentários