pos operatorios

pos operatorios

O cuidado de enfermagem no pós-operatório

  • Pós-operatório imediato: até 24h posteriores a cirurgia

  • Pós-operatório mediato:após 24h e até 7 dias depois

  • Pós-operatório tardio: após 7 dias do recebimento da alta

Problemas comuns relacionados a anestesia

  • Dor

  • Laringite

  • Naúseas

  • Vômitos

  • Retenção urinária

  • Flebite

CRPA

  • Permanência de 1 a 6 horas do paciente

  • Alívio da dor, recuperação dos reflexos

  • Recuperação da consciência

  • Normalização dos SSVV

Composição do CRPA

  • Equipamentos básicos:

  • Camas, suportes de soro, foco de luz, oxímetro de pulso, máscaras...

Cuidados no pós-operatório imediato

  • Restabelecer funções vitais

  • Alivio da dor e desconforto

  • Leitura do prontuário(tipo de anestesia, cirurgia,anestésico, intecorrências)

  • Posicionamento na cama

  • Hipotermia

Hipotermia no pós-operatório

  • Ação depressora do sistema nervoso

  • Aquecê-lo com cobertor

  • Fechar janelas

  • Não utilizar bolsas quentes para evitar queimaduras

Controle dos SSVV

  • 15 em 15 min

  • 30 em 30 min

  • 1 em 1 h...

Pós-operatório

  • Cuidados com o curativo

  • -Se está apertado demais,edema no local,se está frouxo demais,se está sujo

  • Cuidados com a ansiedade

  • _Diminuição dos anseios,tranquilizando-os...

Registros no CRPA

  • Tipo de anestesia

  • Cirurgia realizada

  • Horário de chegada

  • Condições gerais do paciente

  • Presença de drenos

  • Soluções venosas, sondas, cateteres

  • Assistência prestada

Anormalidades e complicações no pós-operatório

  • Alterações dos SSVV

  • Alterações neurológicas: dor

  • Alterações pulmonares

  • Soluço

  • Complicações urinárias

  • Complicações gastrintestinais:naúseas, vômitos, constipação intestinal

  • Sede

  • Hemorragia

  • Infecção da ferida cirúrgica

  • Deiscência: abertura total ou parcial da incisão provocada or infecção

Alterações dos SSVV

  • Alterações térmicas levam a alterações cardiovasculares e respiratórias

  • Alteração da respiração por efeito do anestésico ou obstrução das vias aéreas por vômitos ou secreções

  • Instabilidade orgânica_hipotermia, hipertermia

  • Diminuição da PA e pulso: perda de sangue durante a cirurgia

Alterações neurológicas

  • Dor

  • -Afetada por ação do anestésico, do ato cirúrgico ou do posicionamento inadequado

  • _A dor é comum principalmente no alvo da cirurgia

  • _Não devemos menosprezar a dor

  • _Prescrição para analgesia: escrito se necessário

Estratégias para alívio da dor

  • Troca de curativos ou afrouxar

  • Avaliar a retenção de urina e fezes

  • Mudança de decúbito

  • Aplicar compressas quentes ou frias

  • Escurecer o ambiente

  • Diminuir os barulhos

  • Algo que o distraia

Soluço

  • Gerado por distensão abdominal e hipotermia

  • Condutas:

  • _Lavagem gástrica(distensão abdominal)

  • _Deambulação

  • _Aquecimento do paciente

  • _Mudança de decúbito

  • _Inspirar e expirar em um saco de papel(CO2 diminui irritação nervosa)

  • _Plasil quando prescrito

Complicações pulmonares

  • Acúmulo de secreções(vômitos, alimentos)

  • Principalmente obesos, fumantes, idosos

  • Sinais e sintomas:

  • _Cianose,dispnéia,batimentos da asa do nariz,agitação, dor torácica

  • Orientação: Expectorar com a tosse(dedos ou travesseiro sobre a incisão)

Complicações urinárias

  • Causada por falhas na sondagem vesical

  • Sintomatologia: hipertermia,disúria,alterações nas características da urina

Complicações gastrintestinais

  • Náuseas e vômitos

  • _efeitos colaterais dos anestésicos,diminuição do peristaltismo ocasionam distensão abdominal, acúmulo de líquido e restos alimentares

  • Cuidados:

  • _Lateralização da cabeça

  • _Em caso de sonda nasogástrica: abrir e aspirar

  • _Reposição de líquidos

  • _Dieta gradativa

Constipação intestinal

  • Ocorre pela diminuição do peristaltismo provocado pelo anestésico,imobilidade no leito, exposição e manipulação do intestino

  • Cuidados de enfermagem:

  • _movimentação no leito

  • _deambulação precoce

  • _ingestão de líquidos

  • _alimentos ricos em celulose

Sede

  • Provocada por perdas sanguíneas,de líquidos pela cavidade exposta, sudorese e hipertermia

  • Observar sinais de desidratação(alteração do turgor da pele, PA, diminuição da diurese)

  • Manter a hidratação dos lábios e boca

Complicações vasculares

  • Trombose, embolia

  • Cuidados:

  • _Deambulação

  • _Movimentação dos membros

  • _Mudança de decúbito

Hemorragia

  • Interna: sangramento não visível

  • Externa: sangramento visível

  • Acontece nas 24h

  • Sintomatologia:

  • _desconforto

  • _palidez intensa

  • _mucosa descorada

  • _taquicardia

  • _dispnéia

  • _dor

Infecção da ferida cirúrgica

  • Prevenção da infecção:

  • _preparo pré-operatóro adequado

  • _utilização de técnicas assépticas

  • _técnica de curativo

  • _alerta para sinais de infecção

Deiscência

  • É o rompimento da sutura

  • Orientações:

  • _Lavagem com solução fsiológica

  • _Revisar os pontos

  • _Troca de curativos

  • _Alimentação hiperprotéica, vitamina c: cicatrização

  • _Predisposição em obesos, diabéticos, desnutridos

Choque

  • Suprimento inadequado de sangue para os tecidos

  • Sintomas:

  • _pulso taquicárdico e filiforme

  • _hipotensão arterial

  • _dispnéia, palidez

  • _sudorese,hipotermia, cianose, agitação

Cuidados para evitar o choque

  • Avaliar nível de consciência

  • Avaliar SSVV

  • Focos hemorrágicos

  • FIM

Comentários