Farmacotécnica - Soluções Medicamentosas

Farmacotécnica - Soluções Medicamentosas

Farmacotécnica Professora: Fernanda Aluna: Renata Gudergues Turma: Fm 151 Prática realizada no dia: 15/04/2010 Entrega do relatório: 29/04/2010

Introdução:

Em tese, soluções medicamentosas são soluções compostas por misturas de uma ou mais substâncias usadas para administração interna como tratamento tópico. Entendemos como medicamento sendo:

Medicamento: 1. Substância ou preparado terapêutico; remédio.

Tendo como principal função possuir propriedades curativas ou preventivas das doenças e dos sintomas, com vista a estabelecer um diagnóstico médico ou a restaurar, corrigir ou modificar as suas funções orgânicas, podendo ser curativo, profiláctico ou de diagnóstico.

O medicamento apresenta-se em formas farmacêuticas (xaropes, soluções, suspensões, comprimidos, cápsulas...) de forma a obter uma maior conservação do princípio ativo, mantendo sua máxima potência durante o maior período de tempo, além de permitir fácil administração. Quando o princípio ativo perde sua estabilidade, e em alguns casos podendo se tornar uma substância tóxica, dizemos que o medicamento perdeu o prazo de validade, estipulado a partir da fabricação do mesmo.

Os medicamentos, ou soluções medicamentosas, efetuadas durante a prática foram:

Água Boricada ou Ácido Bórico 3%:

Sua principal função é anti-séptica, atuando como antibacteriano (contra bactérias) e antifúngico (contra fungos). Usado em queimadura e pequenos cortes.

e oftalmites

A água boricada é um medicamento oftalmológico, sendo constituída de uma solução de ácido bórico, não estéril, apesar de ser requerido que as preparações farmacêuticas de uso olftálmico sejam estéreis, uma vez que os riscos de contaminação são relevantes. Por esse e por outros motivos, em alguns países, seu uso é proibido. Desse modo, o correto a ser usado como solução oftalmológica é diluída em uma solução 1,5% de água esterilizada. Seu uso é externo e em dermatites comuns

Álcool Canforado 10%:

É uma solução alcoólica de cânfora, que é uma substância branca, cristalina, com forte odor característico e obtida a partir da seiva da árvore Canforeiro. Ultimamente, tem-se utilizado muito a cânfora na indústria de cosméticos.

Sendo de uso externo, é utilizado com sedativo cutâneo, nas contusões, luxações e dores reumáticas, proporcionando uma sensação de refrescância na pele.

Seu uso, assim como dos demais medicamentos, deve ser de ciência de um médico, uma vez que a cânfora em gestantes pode atravessar a barreira placentária, provocando efeitos embriotóxicos e abortivos.

Água D’Alibour:

Assim como a Água Boricada e o Álcool Canforado, a Água D’Alibour é apresentada em sua forma farmacêutica como solução medicamentosa. Em sua composição há álcool canforado, o qual causa uma sensação de refrescância.

Seu uso é externo e pode ser usado em banho ou compressas, pura ou diluída, de acordo com a prescrição médica, mas é receitado com finalidade antisséptica no tratamento de impetigo, piodermites e ferimentos.

É contra indicado em caso de hipersensibilidade a algum dos componentes. Fora as soluções medicamentosas, preparamos álcool 70% a partir do álcool neutro 96°GL mínimo. Através de um método chamado Alcoometria, que seria a análise ou determinação do grau alcoólico das misturas de água e álcool etílico.

O álcool 77°GL tem função desinfetante de superfícies fixas e antissepsia da pele.

Objetivos:

Preparar soluções medicamentosas aplicando conhecimentos e teorias abordadas em sala de aula, prevendo uma maior interação do aluno com as práticas farmacêuticas visando um futuro técnico químico farmacêutico capacitado.

Material Utilizado:

Cálice 250 mL Bastão de Vidro Béqueres Termômetro Proveta 100 mL Proveta 1000 mL Gral e Pistilo Pipeta 1 mL Funil Garra Suporte Balança Analítica de precisão 0,0 g Álcool absoluto Alcômetro calibrado a 20°C Placa de Aquecimento Espátula Papel para filtragem Cânfora

Sulfato de Cobre (Cu2SO4) Sulfato de Zinco (ZnSO4)

Ácido Bórico (H3BO3) Tintura de Açafrão

Procedimento Operacional:

a) Enchemos a proveta de 500 mL com 500 mL de álcool neutro e esperamos até que houvesse a acomodação das moléculas ou eliminação das bolhas, para que estas não comprometessem os resultados. b) Medimos a temperatura do álcool. c) Com um pouco de álcool, rinsamos o alcômetro centesimal, aparelho usado para medir o grau alcoólico ou a força real das misturas de água e álcool, condicionando a vidraria. d) Introduzimos o alcoômetro na proveta contendo o álcool neutro lentamente para que não houvesse a formação de novas bolhas. e) Nos certificamos que não encostamos na parece da proveta e de que o alcoômetro estava boiando. f) Anotamos a concentração do álcool em volume que o alcoômetro registrava e efetuamos determinadas contas, após consultarmos a tabela da força real dos líquidos espirituosos, afim de obter o volume do álcool neutro que deveríamos medir para preparar uma solução que apresentasse grau alcoólico 77°GL. g) Adicionamos à uma proveta de 500 mL o valor encontrado de álcool. h) Em uma outra proveta adicionamos a quantidade suficiente de água destilada para 500 mL de solução. i) Por fim, despejamos a quantidade de água destilada na proveta contendo álcool neutro.

2. Álcool Canforado 10% a) Em um béquer, após tarar a balança analítica, pesamos 30 gramas de cânfora, um sólido branco com odor característico. b) Na bancada, adicionamos cerca de 80 mL do álcool etílico 96%, para que houvesse a dissolução da cânfora. c) Avolumamos o valor real de 300 mL no cálice, através de uma pipeta. d) No cálice limpo, adicionamos o álcool etílico e filtramos a solução de álcool que continha cânfora. e) Após avolumamos a 300 mL com álcool 96%.

3. Água D’Alibour a) No gral, após tarar a balança analítica, pesamos um grama de Sulfato de

Cobre. b) Em um béquer, após tarar a balança analítica, pesamos 3,5 gramas de

Sulfato de Zinco. c) Na bancada, misturamos, no gral, os dois sólidos através do processo denominado diluição geométrica. d) Aos poucos, solubilizamos os dois sólidos em 80 mL de água destilada.

e) Após, adicionamos 1 mL de álcool canforado e 1 mL de tintura de açafrão. f) Numa pipeta, avolumamos com água destilada em quantidade suficiente para 100 mL de solução. g) Por fim, filtramos a solução.

4. Água Boricada 3% a) Aquecemos 50 mL de água destilada em um béquer, na placa de aquecimento até atingir 50°C. b) Enquanto a água aquecia, pesamos, no gral, 3 gramas de Ácido Bórico. c) Levamos o gral contendo o Ácido Bórico para a bancada onde trituramos o mesmo para desfazer os grumos. d) Adicionamos a água à 50°C no gral para solubilizar o ácido. e) Por fim, transferimos para o cálice e avolumamos com quantidade suficiente para 100 mL de solução.

Resultados Obtidos:

Ao medirmos a temperatura do álcool neutro, obtivemos 23 °C. Observando na tabela a temperatura de 23°C percebemos que a leitura apresentava 96,5°GL, logo, o grau real seria 94,3°GL.

Desse modo, foi possível através de cálculos achar a quantidade certa de álcool que seria utilizado. Observe:

Onde:

X = Quantidade de álcool neutro que deve ser medido; V = Volume de álcool desinfetante que se deseja preparar; b = Grau alcoólico que se deseja obter (77°GL); a = Grau alcoólico real do álcool neutro.

Inserindo os valores na fórmula, temos:

Conclui-se que será necessário o uso de 409 mL de álcool neutro para a solução, portanto, 91 mL de água é quanto utilizamos na prática.

O fato de termos misturado o álcool e a água após a volumar separadamente é pelo fato de existir um fenômeno denominado contração e dilatação de líquidos. Uma vez que a reação entre as substâncias podem aferir na dilatação ou na contração de uma delas, sendo assim, haveria um erro ao avolumar.

Por fim, observamos que o volume final da mistura foi, mais ou menos, 495 mL. O álcool etílico deve ser guardado em temperatura ambiente e ao abrigo da luz, sendo assim, sua validade é de 7 dias. Para um prazo de validade maior, deve-se seguir o protocolo de Estudo de Estabilidade de acordo com a legislação vigente.

2. Álcool Canforado 10%

A solubilização da cânfora deu-se de maneira bem rápida e apresentava um odor bem característico e forte.

Esse odor permaneceu, ainda que mais fraco, na solução volátil e incolor produzida.

3. Água D’Alibour

A Água D’Alibour, por conter álcool canforado em sua constituição, apresentou uma fragrância levemente canforada e uma coloração azul pálida, após a filtração.

4. Água Boricada 3% A água boricada obtida foi uma solução incolor e inodora.

Discussão:

O álcool 70% é um produto de baixo custo e de fácil preparação, sendo eficaz por sua função microbicida eliminando germes e destruindo microorganismos rapidamente. Além, possui fácil aplicabilidade e toxicidade reduzida. É utilizado na medicina e nas demais profissões de assistência à saúde é no preparo da pele, na higienização das mãos antecedendo alguns procedimentos como cirurgias, aplicações de injeções, punções venosas e arteriais, cateterismos vesicais e demais procedimentos invasivos. Tal álcool possui um prazo de validade de 7 dias (álcool a 77°GL), a partir da data de fabricação. Deve ser armazenado em recipiente adequado, de vidro âmbar ou plástico, perfeitamente fechado, à temperatura ambiente. Deve ser mantido distante de fontes de calor e do alcance de crianças

O álcool canforado estimula a circulação sanguínea na área da aplicação, reduzindo assim coceiras e dores. Mas é um produto inflamável, sendo constituído de álcool, assim, deve ser mantido fora do alcance de crianças, sendo contra indicado sua utilização em crianças menores de dois anos e com precaução em crianças maiores. Deve ser aplicado na pele seca e limpa. Não deve ser aplicado em mucosas, pele ou nariz das mesmas, uma vez que pode causar colapso respiratório ou sua absorção pelas mucosas pode ocasionar envenenamento. O armazenamento deve ser em recipientes adequados, de vidro âmbar, bem fechados, protegidos e à temperatura inferior a 25 °C. Desse modo, seu prazo de validade é de três meses.

A Água D’Alibour, adstringente e antisséptico local, podendo ser diluída ou não, dependendo da necessidade do paciente. Deve ser mantido fora do alcance de crianças, e em recipientes adequados, de vidro âmbar, bem fechados ao abrigo de luz e à temperatura inferior a 30 °C. Em caso de ingestão acidental, pode causar alterações neurológicas e gastrointestinais graves. Sendo conservado em ótimas condições de conservação, seu prazo de validade é de três semanas. É contra indicado em caso de hipersensibilidade a algum dos componentes.

A água boricada é uma solução oftalmológica ativa contra fungos e bactérias, utilizado também em doenças da pele. Deve ser utilizado duas vezes ao dia. É contra indicado em casos de alergia ao ácibo bórico e o uso em crianças menores de três anos não é recomendado. Assim como a aplicação em grandes áreas da pele, mucosas, feridas ou queimaduras. Não utilizar por longo período de tempo. Também não é recomendado o uso de outros medicamentos em uma mesma área, a menos que seja receitado por seu médico. O local da aplicação deve ser limpo e seco anteriormente. Em caso de ingestão acidental pode ocorrer vômitos, diarréia, dor abdominal e erupções na pele e mucosas, seguindo de descamação. Em casos raros pode provocar convulsões graves e febre alta, podendo causar danos nos rins, mas raramente. Em caso de envenenamento ou overdose, o doente deve procurar imediatamente assistência médica. Desse modo, seu uso é estritamente para adultos e exclusivamente externo. O armazenamento deve ser em recipiente adequado, de vidro âmbar ou plástico opaco, bem fechado, ao abrigo da luz e abaixo de 25°C. Em condições ótimas de conservação, seu prazo de validade é de três meses.

Conclusão:

Alcançamos os objetivos na prática de soluções medicamentosas, nos aprofundando no assunto, principalmente as soluções efetuadas em laboratório, com a assimilação concreta de conceitos como tipo de balança, alcoometria e as respectivas funções e utilizações das soluções preparadas.

Bibliografia:

Importância do Álcool no Controle de Infecções em Serviços de Saúde - Anvisa Farmacopéia Brasileira – Digitalizada. Farmacopéia Espanhola http://www.portalhomecare.com.br/pop_up_glossario.php?cod =1 http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81lcool_70 http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/3002 5163.html http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81gua_boricada, http://www.lcqpq.com/documentos/%C3%81lcool%20Desinfeta nte%20-%202008.pdf

Comentários