NBR 6502 - Rochas e Solos

NBR 6502 - Rochas e Solos

(Parte 1 de 14)

Copyright © 1995, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (021) 210-3122 Telex: (021) 34333 ABNT - BR Endereço Telegráfico: NORMATÉCNICA

ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas

Palavras-chave: Rocha. Solo. Fundação

NBR 6502SET 1995 Rochas e solos

18 páginas

Origem: Projeto NBR 6502/1993 CB-02 - Comitê Brasileiro de Construção Civil CE-02:004.05 - Comissão de Estudo de Rochas e Solos NBR 6502 - Rocks and soils - Terminology Descriptors: Rock. Soil Válida a partir de 30.10.1995

Terminologia h)principais tipos; i) propriedades. 2.1.1 Rocha

Material sólido, consolidado e constituído por um ou mais minerais, com características físicas e mecânicas específicas para cada tipo.

2.1.2 Origem 2.1.2.1 Ígnea ou magmática

Nome dado a qualquer tipo de rocha que provém de solidificação de materiais em fusão denominados magmas.

Nota: São classificadas quanto à profundidade de origem em: a) plutônica:

-rocha ígnea formada em grandes profundidades, possuindo textura grossa a média. Por exemplo: diorito, gabro, sienito;

b) extrusiva ou vulcânica:

- rocha ígnea formada pelo extravasamento do magma na superfície terrestre. Por exemplo: basalto, riólito, tufo;

1 Objetivo

Esta Norma define os termos relativos aos materiais da crosta terrestre, rochas e solos, para fins de engenharia geotécnica de fundações e obras de terra.

2 Definições

Para os efeitos desta Norma são adotadas as definições constantes em 2.1 para os termos técnicos relativos a rocha e as definições constantes em 2.2 para os termos técnicos relativos a solo.

2.1 Termos relativos a rochas

Para rochas, adota-se a seguinte itemização como forma de agrupamento dos termos a seguir:

NBR 6502/19952 c) hipoabissal:

sio, pegmatito.

- rocha ígnea originada em profundidades interme- diárias entre as plutônicas e as vulcânicas, tendo ocorrência em forma tabular (dique), camada (sill ou soleira) ou filonar. Por exemplo: apito, diabá- 2.1.2.2 Metamórfica

Rocha proveniente de transformações sofridas por qualquer tipo de rocha preexistente que foi submetida à ação de processos termodinâmicos de origem endógena, os quais produziram novas texturas e novos minerais que geralmente se apresentam orientados . Por exemplo: gnaisse, xisto, filito.

2.1.2.3 Sedimentar Rocha originada pela consolidação de:

a) detritos de outras rochas que foram transportados, depositados e acumulados. São denominadas detríticas ou clásticas; b) produtos de atividade orgânica, atividade bioquímica ou precipitação química por evaporação.

Nota:Em todos os casos tem-se geralmente a formação de estratos ou camadas. As detríticas são classificadas de acordo com a granulometria (por exemplo: arenito, siltito, argilito, folhelho, etc.) e as outras, de acordo com sua composição química (por exemplo: carvão mineral, gipsita, evaporito e calcário, etc.).

2.1.3 Principais formas de ocorrência 2.1.3.1 Estratificada

Rocha em que seus componentes dispõem-se em estratos ou camadas, devido à diferença de textura, cor, resistência, composição, etc., sendo uma característica das rochas sedimentares.

2.1.3.1.1 Camada ou estrato

Ocorrência contínua (ou quase) de rocha sedimentar, com certa constância em suas propriedades, fornecida pelas condições de deposição, limitada nas partes superior e inferior por rochas diferentes. O termo aplica-se também a solos. Se a espessura for inferior a 1 cm, recebe o nome de lâmina.

2.1.3.1.2 Lente

Ocorrência de corpo de rocha ou solo sem continuidade lateral, possuindo variação de espessura e situada no seio de outra(s) camada(s).

2.1.3.2 Derrame

Fluxo de magma extrusivo proveniente do escoamento pela superfície do terreno, originado pela saída do magma através de vulcões e de geofraturas, formando camadas sucessivas de lava solidificada.

2.1.3.3 Intrusiva

Nome dado a rochas de origem ígnea, cujo corpo está encaixado em outras rochas. As plutônicas e hipoabissais são as rochas intrusivas.

2.1.3.3.1 Dique

Corpo tabular de uma rocha ígnea hipoabissal que se aloja discordantemente em relação à orientação das estruturas principais da rocha encaixante.

2.1.3.3.2 Sill (Soleira)

Corpo de uma rocha ígnea hipoabissal que se aloja paralelamente às estruturas principais da rocha encaixante, possuindo geralmente o aspecto de camada.

2.1.3.4 Maciço rochoso

Porção definida de uma ou mais formações geológicas, caracterizada por suas rochas e descontinuidades.

2.1.4 Coloração 2.1.4.1 Cor

A coloração é dada pela cor predominante dos minerais da rocha. Por exemplo: arenito: branco; granito: róseo; folhelho: marrom; gnaisse: cinza.

2.1.4.2 Índice de cor

Relação, em termos quantitativos, entre os minerais claros (sálicos ou félsicos) e os escuros ferromagnesianos (máficos) que compõem a rocha.

2.1.4.2.1 Leucocrática ou clara

Quando predomina a presença de minerais claros. Por exemplo: granito.

2.1.4.2.2 Mesocrática ou cinzenta

(Parte 1 de 14)

Comentários