Fibra de Canhamo (maconha)

Fibra de Canhamo (maconha)

CÂNHAMO

  • «Pode enganar-se algumas pessoas durante algum tempo, mas não podem enganar-se todas as pessoas, o tempo todo!»     Bob Marley

Cânhamo

  • Cânhamo ou cânhamo industrial é o nome que recebe uma das variedades da planta Cannabis, é o nome da fibra que se obtem delas, que tem, entre outros, uso têxtil.

  • Além de roupas, é utilizado na fabricação de papel e como forragem animal.

Nome Científico –Cannabis sativa Nome Popular - Maconha

  • Família – Cannabinacease

  • Produtos – Óleos essenciais e

  • cânhamo ( fibra têxtil)

Origem –região norte do Himalaia Clima –quente e úmido

  • Características da planta:

  • - herbácea

  • - monóica

  • - feixes longos (4,5 m)

Folha: - são opostas - apresentam de 5 a 9 folíolos dentados - cor amarelo- esverdeado - brilhante e pegajosa, coberta de pêlos e nervuras Flores: - pequenas e sem perfume - cor verdosa - situadas na metade superior da planta

Fruto: - pequeno e ovalado - cor amarelo-esverdeado- claro Plantio: - realizado na primavera - duração de um ano Colheita: - de 100 a 150 dias após a semeadura

Fibra do Cânhamo - obtida dos talos da planta Espécies: - cânhamo da Índia - cânhamo da China (talos 4 m) - cânhamo do Piamonte - cânhamo Brasileiro (indústria têxtil) - canabiena (tóxico)

Extração da Fibra: Processo Billings - Curte-se a fibra em banho com água à 32º C, expondo em seguida ao ar e luz. - Coloca-se em estufa de ar quente.

História: Em 2800 a.C. a Cannabis sativa já era cultivada pelos chineses para extração da fibra. As caravelas usadas na descoberta da América tinham suas velas feitas a partir do cânhamo. Estima-se que, 90% do papel usado no mundo provinha da cannabis, bem como, os primeiros jeans.

Aplicação: Da cannabis pode-se extrair 25 mil produtos de uso essencial para a sociedade moderna: roupas, calçados, cosméticos, óleo, chocolate, sabão em pó, papel, combustível, isolantes, tintas, material de construção e medicamento, entre outros.

Atualmente a cannabis é plantada na Hungria, França, Canadá, Inglaterra, Portugal, China e Espanha (sem THC), para uso industrial.

Cultivo

  • Muito cultivado em várias partes do mundo, inclusive na Europa, onde a União Européia em 1998 o legalizou e autorizou inclusive o subsídio ao linho de cânhamo.

  • Há limitações quanto ao seu plantio, sendo permitido só para terrenos de até um hectare, segundo normas da comissão agrícola européia.

  • Em Portugal existe uma única empresa especializada, a "Cânhamo de Portugal, Ltda.", estatal que dá apoio ao agricultor no que ele necessitar em todo o processo, desde a compra de sementes até à venda da produção.

Cultivo

  • O cultivo de cânhamo em terras portuguesas iniciou-se por volta do século XIV, pois era matéria prima para a preparação de cabos e velas para as embarcações portuguesas. Nas colônias foram criadas feitorias para produção de linho cânhamo, como a Real Feitoria do Linho Cânhamo no Brasil.

Cultivo

  • Atualmente os maiores produtores são;

  • China, considerada o maior exportador mundial de têxteis e papel de cânhamo;

  • França, Romênia, Canadá, Reino Unido, estão entre os principais produtores também.

Cultivo

  • Com o aumento da demanda, algumas ilhas caribenhas e a Austrália têm demonstrado interesse no negócio, principalmente por conta de suas condições climáticas e geográficas.

  • Sabemos que essas condições favoráveis existem em várias regiões do Brasil, como o "polígono da maconha", no sertão de Pernambuco. Se substituíssemos essas plantações de maconha ilegal por maconha com baixo THC, poderíamos iniciar um ciclo produtivo de moda natural no Brasil e partir na frente dessa corrida.

Semente de cânhamo

Utilização

  • O que tem chamado atenção de um número cada vez maior de pessoas interessadas em negócios têxteis tem sido o potencial da maconha como fibra têxtil. A planta ¨cannabis¨ é uma das mais antigas fibras têxteis. O seu cultivo é de fácil implementação, o seu beneficiamento não requisita sofisticação, e o efeito final do tecido se assemelha ao linho, um dos mais nobres e confortáveis tecidos.

Utilização

  • A planta é integralmente utilizada para os mais diversos fins, mas destaca-se especialmente a sua fibra, também chamada de filaça, muito usada também na indústria de papel, pois um hectare de cânhamo produz o mesmo que quatro hectares de eucaliptos, num período de vinte anos.

Utilização

  • A indústria têxtil também é um bom mercado para o cânhamo, por este ser cinco vezes mais resistente que o algodão, e com seus longos feixes de até 4,5 m é usado para fabricar cordas e amarras de navios pois são bastante resistentes. Da semente extrai-se um óleo muito usado na indústrias de cosméticos como base para cremes, xampus, óleos hidratantes, etc, na indústria mecânica para vernizes, lubrificantes, combustíveis, tintas e outros, bem como para a alimentação humana em óleo, tempero, margarina, flocos de cereais, snacks e outros .

Um pouco da história da Cannabis

  • Originária da região do norte do Afeganistão,a planta Cannabis Sativa, a maconha, é utilizada há aproximadamente 6.000 anos. O primeiro escritor a mencionar o uso do cânhamo em cordas e tecidos é Heródoto, um historiador grego que é considerado o pai da história. A fibra do cânhamo, presente no caule da maconha, foi muito utilizada nas cordas e velas dos navios gregos e romanos, e era usada também para fabricar tecidos, papel, palitos e óleo. A maconha também era muito utilizada na medicina: na Grécia era utilizada para tratar de prisões de ventre e dores de ouvido. Na China e na Índia, assim como em povos africanos e indígenas, era utilizada para curar prisão de ventre, malária, reumatismo, dores menstruais e como analgésico.

Um pouco da história da Cannabis

  • Cannabis é o género botânico de algumas plantas, das quais a mais famosa é a Cannabis sativa, da qual se produz o haxixe e a maconha. Além desta, são também conhecidas a Cannabis indica e a Cannabis ruderalis, sendo esta última, com muito menor quantidade de THC (6,9-Tetra-hidro-canabinol - principal princípio psico-ativo da Cannabis), cultivada em países com a China e Canadá para a produção de cânhamo, utilizado na indústria têxtil.

Um pouco da história da Cannabis

  • A cannabis, além de conter o THC, foi utilizada durante milênios como planta medicinal, além de fornecer fibras e celulose para a indústria de tecidos e papel (industrialmente, a cannabis é mais conhecida como cânhamo).

As vantagens do uso do cânhamo

  • Para quem não sabe, o cânhamo dura de 3 a 5 vezes mais que o algodão e seu cultivo dispensa a utilização de agrotóxicos e herbicidas, poluentes do solo e lençóis freáticos. Além disso, é utilizado na medicina, alimentação, produção de fibra, combustível, óleo, plástico bio-degradável, papel etc.

Produtos obtidos pela fibra do cânhamo

Comentários