Esportes Coletivos, Futsal, Handebol, Basquete, Voleibol + Atletismo

Esportes Coletivos, Futsal, Handebol, Basquete, Voleibol + Atletismo

(Parte 1 de 9)

Esportes Coletivos – Douglas Flesch Cygainski 1

Esportes Coletivos

Futsal Handebol Basquetebol

Voleibol Atletismo

Prof. Douglas Flesch Cygainski 2009

História do Futsal

O futebol de salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros esportes há divergências quanto a começou a ser jogado por volta de 1940 por freqüentadores da Associação Cristã de Moços (ACM), em São Paulo, pois havia uma grande dificuldade em encontrar campos de futebol livres para poderem jogar e ent basquete e hóquei. No início, jogavam mas logo definiram o número de cinco jogadores para cada equipe. As bolas usadas eram de serragem, crina vegetal, ou de cortiça granulada, mas apresentavam o problema de saltarem muito e freqüentemente saiam da quadra de jogo, então tiveram seu tamanho diminuído e seu peso aumentado, por este fato o futebol de salão foi chamado o ‘’esporte da bola pesada''.

Tem uma versão que seja a mais provável, o futebol da salão foi inventado em 1934 na Associação Cristã de Moços de Montevidéu, no Uruguai, pelo professor Juan Carlos Ceriani, que chamou este novo esporte de ‘’indoor

Campeonatos Mundiais

Futsal x Futebol de Salão: organização da FIFUSA (federação de futebol de salão). Após 1989 a FIFA passou a orga e redigir as regras deste jogo, agora chamado de futsal.

Esportes Coletivos

O futebol de salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros esportes há divergências quanto a sua invenção. Há uma versão que o futebol de salão começou a ser jogado por volta de 1940 por freqüentadores da Associação Cristã de Moços (ACM), em São Paulo, pois havia uma grande dificuldade em encontrar campos de futebol livres para poderem jogar e então começaram a jogar suas ''peladas'' nas quadras de basquete e hóquei. No início, jogavam-se com cinco, seis ou sete jogadores em cada equipe, mas logo definiram o número de cinco jogadores para cada equipe. As bolas usadas eram de , ou de cortiça granulada, mas apresentavam o problema de saltarem muito e freqüentemente saiam da quadra de jogo, então tiveram seu tamanho diminuído e seu peso aumentado, por este fato o futebol de salão foi chamado o ‘’esporte da bola

Tem uma versão que seja a mais provável, o futebol da salão foi inventado em 1934 na Associação Cristã de Moços de Montevidéu, no Uruguai, pelo professor Juan Carlos Ceriani, que chamou este novo esporte de ‘’indoor-foot-ball''.

Campeonatos Mundiais de Futsal

País Sede Campeão

Brasil Brasil

Espanha Brasil Austrália Paraguai Holanda Brasil

Hong Kong Brasil

Espanha Brasil

Guatemala Espanha

Taiwan Espanha Brasil Brasil

Futsal x Futebol de Salão: Até 1989 o futsal era chamado de futebol de

FIFUSA (federação de futebol de salão). Após 1989 a FIFA passou a orga jogo, agora chamado de futsal.

Esportes Coletivos – Douglas Flesch Cygainski 2

O futebol de salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros sua invenção. Há uma versão que o futebol de salão começou a ser jogado por volta de 1940 por freqüentadores da Associação Cristã de Moços (ACM), em São Paulo, pois havia uma grande dificuldade em encontrar campos de futebol ão começaram a jogar suas ''peladas'' nas quadras de se com cinco, seis ou sete jogadores em cada equipe, mas logo definiram o número de cinco jogadores para cada equipe. As bolas usadas eram de , ou de cortiça granulada, mas apresentavam o problema de saltarem muito e freqüentemente saiam da quadra de jogo, então tiveram seu tamanho diminuído e seu peso aumentado, por este fato o futebol de salão foi chamado o ‘’esporte da bola

Tem uma versão que seja a mais provável, o futebol da salão foi inventado em 1934 na Associação Cristã de Moços de Montevidéu, no Uruguai, pelo professor Juan Carlos

Vice Campeão

Paraguai Espanha

Brasil

Holanda

Estados Unidos

Espanha

Brasil Itália

Espanha

Até 1989 o futsal era chamado de futebol de salão, e era de FIFUSA (federação de futebol de salão). Após 1989 a FIFA passou a organizar

Esportes Coletivos – Douglas Flesch Cygainski 3

Fundamentos

Voser (2002) define técnica como sendo todo gesto ou movimento realizado pelo atleta que lhe permite dar continuidade e desenvolvimento ao jogo, as técnicas esportivas do futsal são: passe, domínio, condução, chute, drible, finta, marcação, cabeceio.

Passe: É a ação de interligar-se com os integrantes de uma equipe, é o fundamento técnico mais importante e que mais acontece, pode sair um passe com a cabeça, com o peito, a coxa, o ombro. O passe pode ser classificado, de acordo com: a) Distância: curto (até 4m), médio (de 4m a 10m), longo (acima de 10m) b) Trajetória: rasteiro, meia altura, parabólico c) Execução: interna, externa, bico, solado, dorso d) Espaço de Jogo: lateral, diagonal, paralelo e) Passes de Habilidades: coxa, peito, cabeça, calcanhar, ombro, etc.

Domínio: Ação consciente que ocorre a partir do recebimento da bola, muitas vezes entregue por um companheiro de equipe, em mantê-la sob controle e, assim, poder realizar movimentos técnicos a fim de dar seqüência à jogada. Essa ação poderá ser feita com qualquer parte do corpo, exceto com aquelas não permitidas pela regra.

Condução: É o movimento de levar a bola próximo aos pés, de maneira que ela esteja sempre ao alcance do condutor.

Chute: Ação de golpear a bola parada ou em movimento visando desvia-la ou dar-lhe trajetória, é o fundamento que precede o gol.

Drible: Trata-se de uma série de movimentos e ações que culmina com a superação do adversário e a seqüência da jogada com a posse da bola. A principal diferença entre o drible e a finta reside no fato de que no primeiro há o controle da bola, enquanto no segundo a bola não está presente.

Finta: É uma ação de inteligência motora e cognitiva que ocorre no espaço e no tempo apropriado. Seu objetivo maior é o de levar o adversário a pensar que quem faz a finta irá para um lugar quando este vai para outro.

Marcação: Trata-se da ação de evitar que o adversário recebe a bola ou, quando este a possui, impedir ou dificultar suas ações técnicas de condução, passe, chute ou drible.

Esportes Coletivos – Douglas Flesch Cygainski 4

Cabeceio: É a ação de golpear a bola com a cabeça.

Sistema e Tática: Qual a diferença?

Sistema Tática

Trata-se do modo como são posicionados os jogadores em quadra

(Parte 1 de 9)

Comentários