(Parte 1 de 3)

Ares Professional Layout Design Manual Prático do Usuário

Depois clique aqui para escolher um componente a ser colocado na planilha

Aparecerá esta janela dentro da planilha, selecione um componente, por categoria, depois aperte OK

Clique neste ícone para inserir um componente na planilha

Você também pode alterar o grid (espaçamento entre os pontos de orientação da planilha), para ter mais precisão no posicionamento dos componentes, veja:

Clique, Menu – View – Snap

Se quiser, também pode utilizar a escala métrica (mais apropriada), que define em milímetros a distância entre os pontos, visualize esses valores no canto direito abaixo da planilha

Escolha o espaçamento de sua conveniência

Voltando à colocação de componentes... Como exemplo, vamos fazer um simples circuito.

Clique no terminal do componete com o botão esquerdo do mouse, levando a linha verde até o terminal de um outro componente e que se deseja a conexão, clique novamente neste terminal com o botão esquerdo unindo, dessa forma, os terminais.

Componentes posicionados, vamos uni-los.

Este ícone representa as “ratsnests” (“ninhos de rato”), isto é, as ligações entres os componentes, representados por uma linha verde, é ela quem vai definir o roteamento e, conseqüentemente, as trilhas.

Tenha a certeza de ter selecionado esta face

Agora, vamos rotear nosso pequeno circuito de capacitor e resistor em paralelo.

Aparecerá esta caixa de diálogo...

Vá até este ícone e clique, acessando a caixa de diálogo do roteador automático, ou no menu Tools – Auto router

Define o deslocamento dentro do grid para posicionamento da trilha, tente o valor que poderá estabelecer o roteamento das trilhas

Define quais ratsnests você quer rotear ).Define quais faces você quer rotear, pode ser face simples duplas ou multi-faces (determina as trilhas que são escolhidas de modo a realizar o roteamento independente de outras trilhas).

Conexões roteadas... Defina as bordas da sua placa, do seguinte modo:

É importante que a propriedade de “limite de borda” esteja definida (Board Edge)

Clique neste ícone, 2D Graphics box

Editar a borda da placa com esta seleção

De preferência, inicie qualquer coordenada a partir do ponto de origem.

Posicione a seta do mouse na “mira” azul e arraste, apertando o botão esquerdo do mouse, o retângulo amarelo, sempre se orientando pelos números do canto direito inferior da planilha.

Mova os componentes ou o circuito do exemplo da seguinte maneira.

Selecione os componentes ou o circuito do desenho arrastando a seta do mouse, com o botão esquerdo apertado, sobre a área em que se encontra o circuito ou os componentes a serem marcados. Veja.

Clique novamente neste ícone.

Mova-os para dentro do quadrado amarelo (que vai ser a borda da placa) Mova-os para dentro do quadrado amarelo (que vai ser a borda da placa)

Colocação de plano de força – entende-se como plano de força, a zona de preenchimento de área vazia da placa (espaço entre as trilhas e ilhas) ele permite um melhor aterramento do circuito e economia de solução de corrosão do cobre quando da decapagem.

Clique neste ícone

Posicione a seta do mouse em qualquer um dos cantos, aperte o botão esquerdo e arraste até o canto oposto. Em seguida, aparecerá esta caixa de diálogo.

Layer: Define a face a ser preenchida, deve ser feita individualmente, isto é, repita todo o procedimento para cada face. Boundary:Define o limite onde o preenchimeno abrangerá.

Relief: Define o “alívio” da trilha ou ilha, isto é, o espaço que existirá entre a trilha ou ilha e o plano de força (zona de preenchimento).

Para “Boundary” e “Relief”, coloque “T8”, para “Type” “Solid”, clique em OKVeja como fica.

Type: Define o tipo de preenchimento, pode ser sólido, hachurado, vazio ou tracejado. Dê preferência a “sólido”.

Se desejar que algum terminal (ou a parte do circuito que vai ser “aterrado”) faça parte da “massa”, isto é, do plano de força clique no ícone de colocação de componentes, em seguida posicione a seta do mouse no terminal do componente desejado; clique com o botão direito, ele ficará branco, aperte na mesma seqüência o botão esquerdo, abrirá a seguinte caixa de diálogo:

Em “Relief” escolha a opção “Solid”, clique em OK, veja que agora o terminal faz parte da zona de preenchimento.

Repita o processo para outra face, caso sua placa seja face dupla.

O terminnal, agora, faz parte do “plano de força” ou “aterramento”

Criação de componentes – a criação de componentes na nova versão do Ares é muito simples, da mesma forma que na antiga, siga o seguinte procedimento. Inicialmente limpe a planilha atual ou crie uma nova. Como exemplo vamos criar um resistor de 1/8 W, com comprimento de 1 cm entre os terminais.

Faça um traço, a partir do centro da ilha (vá passando a setinha do mouse em cima da ilha até aparecer uma pequena cruz, clique o botão esquerdo) faça um traço de l,5 m em cada ilha

Escolha no ícone de inserir ilhas a do tamanho de sua preferência e coloque duas distancias em 10 m

(1 cm) Selecione este ícone para inserir um traço de desenho

Clique neste ícone para fazer um retângulo ou quadrado.

Então, faça um retângulo entre os traços que você desenho de modo a unilos ao retângulo e com a largura exata das ilhas.

Com o botão esquerdo do mouse apertado selecione todo o desenho.

Vá até o menu Library – Make package...

Esta caixa de diálogo se abrirá

New Package Name – coloque o nome do componente Package Category – a categoria de componente, no caso um resistor. Package Type – o “pacote” à sua escolha, eles aparecem à direita da caixa de diálogo.

Clique em OK.

Isis Professional Capture Eschematic

(Parte 1 de 3)

Comentários