Gêneros acadêmicos - exposição 1

Gêneros acadêmicos - exposição 1

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

CAMPUS ANGICOS/RIO GRANDE DO NORTE

CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

GÊNEROS TEXTUAIS ACADÊMICOS: RESUMOS E RESENHAS, ENSAIO TEÓRICO, RELATÓRIOS TÉCNICOS DE PESQUISA, ARTIGOS CIENTÍFICOS.

I RESUMOS E RESENHAS

    1. Resumos ou sínteses de texto

Tipo de trabalhos didáticos comumente exigidos pelas escolas superiores e/ou universidades, os quais diferem dos resumos técnicos científicos; Estes resumos e sínteses são feitos a partir do fichamento de um livro.

Não se trata, portanto, de um trabalho de elaboração, mas de um trabalho de extração de idéias, de um exercício de leitura; Esse tipo de RESUMO é, na realidade, uma síntese das idéias e não das palavras do texto. Não se trata de uma miniaturização do texto.

Não se deve confundir o resumo/síntese com um resumo técnico científico de que se tratará no item seguinte. Com um formato específico, o resumo é solicitado em situações acadêmicas e científicas especiais.

1.2 Resumo técnico-científico

Apresentação concisa do conteúdo de um trabalho de cunho científico: artigo, monografias (TCCs e trabalhos de conclusão de cursos de especialização), dissertação de mestrado e teses.

(a) O que deve conter o resumo?

Retomada das idéias centrais do trabalho; o resumo deve começar indicando a natureza do trabalho, indica o objeto de estudado, os objetivos visados, as referências teóricas de apoio, os procedimentos metodológicos adotados e as conclusões, resultados a que se chegou o texto.

(b) Qual o perfil (ou estrutura do resumo)?

Este deve conter:

  • parágrafo único (200 a 250 palavras ou 1400 a 1200 caracteres; às vezes 600, dependendo de exigências propostas);

  • não deve conter opinião ou julgamento de valor;

  • Encerra-se com palavras-chave (quatro palavras temáticas mais significativas do texto geral);

  • deve ser formatado de acordo com a orientação dada (fonte, espaçamento e outros dados)

1.3 Resenha

A resenha, recensão de livros ou análise bibliográfica pertence ao gênero síntese ou comentário de livros publicados feita em revistas especializadas das várias áreas da ciência, das artes e da filosofia.

A importância da resenha como gênero acadêmico consiste no fato de as resenhas serem vias de conhecimento prévio do conteúdo ou valor de uma obra que acaba de ser publicada; fundamenta-se, nesta informação, a decisão de ler o livro ou não, selecioná-la para pesquisa ou para a realização de outros trabalhos científicos, artísticos ou filosóficos.

1.3.1 Categoria da resenha: (a)informativa - expõe o conteúdo de uma obra; (b) crítica- detém-se em apreciar os valores da obra após analisá-la; e (c) crítico-informativa – expõe o conteúdo e tece comentários sobre o texto analisado.

1.3.2 Perfil da resenha

A resenha deve conter necessariamente:

  1. cabeçalho – transcrição de dados bibliográficos completos da publicação resenhada e uma pequena informação sobre o autor (dispensado se o autor for conhecido).

  2. Uma exposição sintética do texto (objetivos, pontos principais, tema).

  3. Finalmente um comentário crítico: avaliação que o resenhista faz do texto que leu e sintetizou (apresentação do ponto de vista mais ou menos crítico; A crítica nunca deve ter caráter pessoal (diretamente ao autor, mas ao conteúdo da obra).

II ARTIGO CIENTÍFICO

O artigo Científico é um gênero textual destinado especificamente a ser publicado em revistas e periódicos científicos. Tem por finalidade registrar e divulgar para o público especializado resultados de novos estudos e pesquisas sobre assuntos ainda não devidamente explorados no meio científico.

O artigo tem a estrutura comum ao trabalho científico em geral, mas quando relacionado aos resultados de uma pesquisa, deve destacar os objetivos, a fundamentação teórica e metodologia empregada no desenvolvimento da pesquisa, seguindo-se da análise dos dados envolvidos e as conclusões a que se chegou, completando-se com o registro das referências bibliográficas e documentais.

Quanto à formatação técnica do texto, as revistas e periódicos costumam estabelecer normas específicas para a publicação dos artigos, cabendo ao autor se inteirar delas antes de enviar seu trabalho à editoria. (v. informações complementares no texto anexo)

De acordo com a ABNT (2003,p.2) “Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processo e resultados nas diversas áreas do conhecimento.”

São considerados trabalhos completos, embora resumidos, tendo em vista sua divulgação em revistas especializadas ou, em anais de congressos, livros organizados para publicação ou de outros diversos.

2.1 Caracteres formais

Forma clara e eficaz de apenas resultados de estudos científicos ou de pesquisa à comunidade científica;

Estilo claro, coeso, coerente e objetivo.

2.2 Tipos de artigo

(a) Artigo Original ou divulgação: quando apresenta tema ou abordagens inéditas, relatando dados de pesquisas.

(b) Artigo de Revisão (ou de opinião): analisa e discute trabalhos já publicados, geralmente é resultado de uma pesquisa bibliográfica.

2.3 Normas de artigo para fins de trabalhos acadêmicos

Deverá conter os mesmo elementos pré-textuais que normalmente compõem uma MONOGRAFIA. (Manual de Normalização Bibliográfica para elaboração de Artigo Científico. Natal: UnP, 2006.p.6).

2.4 Estrutura do Artigo Científico

A Estrutura do artigo científico é constituída de elementos pré-textuais, textuais, e pós-textuais.

Título Introdução Título, subtítulo (em

Subtítulo (se houver) Desenvolvimento língua estrangeira)

Nome do Autor Conclusão Resumo (em língua

Resumo (língua vernácula) estrangeira)

Palavras-chave (língua do texto) Palavras-chave (em

Língua estrangeira)

Notas Explicativas1

Referências

Glossário

Apêndices, Anexos

2.5 Algumas particularidades

2.5.1 Resumo

O resumo é a síntese da introdução, desenvolvimento e conclusões alcançadas no artigo, tem a finalidade de representar, de forma concisa, o conteúdo do artigo.

É um elemento obrigatório, que deve ser redigido e elaborado de acordo com a ABNT – NBR – 6028. É estabelecido pela ABNT, um número de 200 a 250 palavras para sua redação.

Deve ser digitado em um parágrafo único com fonte arial, tamanho 11 e com espaços simples entre linhas. (Figura 1). Localizado(s) abaixo do (s) nome (s) do (s) autor (es).

2.5.2 Palavras-chave

São termos que indicam o conteúdo do artigo, ou seja, seus assuntos principais. É um elemento obrigatório; as palavras devem ser apresentadas abaixo da redação do resumo alinhadas à margem esquerda. Essas deverão estar separadas entre si por ponto (.) ou (;) e também finalizadas por ponto (.), precedidas pela expressão em negrito Palavras-chave, seguida de dois pontos (:). Apenas esta expressão fica em negrito, nas demais palavras, usa-se a fonte normal. Todas as palavras devem estar em fonte 12. (Figura 1).

2.5.3 Modelo

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RH E SEU PAPEL NO

NOVO MILÊNIO

Keina Cristina Santos*

RESUMO: Baseado na importância do gestor de pessoas nas organizações, o texto faz um apanhado do desenvolvimento da administração e a relevância deste profissional no decorrer do novo milênio.

Palavras-chave: Gestão de pessoas. Recursos Humanos. Profissional de RH.

INTRODUÇÃO

A revolução industrial marcou o início de substituição do uso de força do homem pela máquina, ocasionando profundas modificações, isso, por sua vez, veio influenciar a qualidade dos produtos e serviços.

Desenvolveram-se então, várias teorias que tentavam estudar a eficiência das organizações. Entre elas se destaca as relações humanas, que procurar enfatizar as pessoas dentro da organização e o seu ambiente de trabalho.

1 A ADMINISTRAÇÃO E OS RECURSOS HUMANOS

A área de recursos humano tornou-se uma ferramenta fundamental para o sucesso de qualquer empresa, sejam elas do [...].

2 SUB-ITEM

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

---------------------

* Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal da Paraíba, Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fig. 1

NOTA IMPORTANTE

Alguns tipos de pesquisa: pesquisa teórica; pesquisa empírica, levantamento documental e pesquisa histórica.

III RELATÓRIO

O gênero relatório trata de um relato de informações que visa a historiar o desenvolvimento de uma pesquisa, atividade de trabalhos científicos ou não, situado num determinado período de tempo. Para isto, há modelos específicos para a produção desse tipo de trabalho.

Os Relatórios de pesquisa, assim como relatórios de outras atividades, não devem ser confundidos com Memorial (um outro gênero textual também bastante usado no âmbito da academia). O Relatório, além de se referir a um projeto ou a um período em particular, visa pura e simplesmente a historiar seu desenvolvimento, muito mais no sentido de apresentar os caminhos percorridos, de descrever as atividades realizadas e de apreciar resultados – parciais ou finais – obtidos. Obviamente deve sintetizar suas conclusões e os resultados até então conseguidos, sem, no entanto, necessidade de conter análises e reflexões mais desenvolvidas, como é o caso de Memorial.

Perfil do Relatório:

(a) inicia-se com a identificação do relatório (ou conforme ou modelo proposto), ou com a identificação do relator;

(b) retomada dos objetivos;

(c) depois passa à descrição das atividades;

(d) às vezes pode ser encerrado com um cronograma ou programação das etapas da continuidade da pesquisa;

(e) assinatura do(s) redator(es) ou coordenador.

REFERÊNCIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICA. Informação e Documentação – artigo em publicação periódica científica impressa.Rio de janeiro: ABNT, 2003c.

MAIA, Fernando dos Santos; OLIVEIRA, Marcus Vinícius de Faria. Princípios Normas e Técnicas. Natal: CEFET/RN, 2006.

SEVERINO, Joaquim Antônio. Metodologia de Trabalho Científico. 22. ed.rev. e ampl. São Paulo: Cortez, 2002.

Manual de Normalização Bibliográfica para elaboração de Artigo Científico. Natal: UnP/RN, 2006.p.6

Profa. Neves Pereira

nevespereira@ufersa.edu.br

nevesj7@hotmail.com

1 As notas podem ser de rodapé ou notas finais.

8

Comentários