Sociedades - do - Antigo - Oriente - Proximo

Sociedades - do - Antigo - Oriente - Proximo

(Parte 8 de 14)

6 '<t o C'\I o li) li)

6 '<t <O

(ij '(3

'c Q)- N o c:'1:1e om

';: g, § ~«cD x o

CI) ca

:;: V> ca c:

o 'c

:;: V> ca c:

ca '1:1

Cii c:

:c 'Q) o.ca

'ca e..- x "'2 Q)

Q; '1:1

~=.g

't> ,. o..xg

§t)gxc>~.-xQ).- Q) (J)'1:Ia:ca o c:

'(j a:

or-.o 6

:;: V> ca c:

Cii

.;:Q) e.

C'\I r-.

>x ca

:;: CI) ca c:

'1:1 Q)

Q) c:

o V>ca.- c:Q).-

r-.

J:!xo i5.

6i Lt.1

Cii '(3 c:

i:: 'li

'i:; t: ~

"'C Q):o 1.1. ,_
Q) o oa.. '1:1'"....

:i IIJ

::E~ caV>..Q)

'u; V>

'c x,- x

§x '1:1ca

Q)~ '1:1 ca c:V>.- Q)'1:I gj,ca->.-x ~x c: ca.- ;V> ca ca.- c:'1:1._

~'1:1 ia ca'1:l,,-o cae. c: i.LJ~ c: . ..c:~

EE4)o c;o0.'"

'õ . C c.

;S~c:-

"'"o4)'-fi)'"",..c: ma..

c o

do bronzecomoresultadoda introdução,por invasores asiáticos(hiesas)detécnicasmaisaperfeiçoadasdemeta- lurgia,permitindofinalmentea fusãosimultâneade minériosdecobreedeestanho;quantoaoferro,emboraconhe- cido desdea segundametadedo I milênioa.C., sua produçãonão tevequalquerimportânciano Egito atéa invasãodos assírios(séculoVII a.C.). Insistimosnisso porqueno Brasil,ao quetudoindica,essesdadosainda

sãoamplamenteignorados.2

Tambémno tocanteaoestudodairrigaçãoantiga,os progressosforam fantásticosnas duas últimasdécadas, emespecialdevidoàspesquisasdeKarI Butzere Barbara BeIl. Os níveisdascheiasdo Nilo, a populaçãoegípcia e asuperfíciecultivada,antestratadosquasesemprecomo constantes- salvo fIutuaçõesacidentais-, passarama servistoscomovariáveis.O níveldo rio e desuascheias

variou segundofasesperceptíveisnos temposhistóricos; a populaçãoaumentouou diminuiuconformeasépocas, mudandoa suadistribuiçãoespacial,e o sistemadeirrigação- deiníciobaseadoquasetodonasbaciasformadas naturalmentepelo rio - foi-secomplicandoe aperfei- çoandoao longodos séculosparaadaptar-seà pressão populacional- criandomaiorsuperfíciecultivável- e aosinsumosdetrabalhovariáveis.Ao mesmotempoque as técnicasda irrigaçãomudaramconstantemente,as do cultivoe da colheitapermaneceram,pelocontrário,prati- camenteinalteradas,porseremadequadasàscondiçõesda agriculturaegípcia.(Ver o quadro3, cujosdadosdevem serencaradossomentecomoordensde grandeza,admitindoimportantemargemdeerro.)

2HARRIS,J. B. TechnologyandmateriaIs.In: -, ed.The legacy of Egypt.Oxford,ClarendonPress,1971.p. 83-1. Ver um dos últimosestudosmetalúrgicosde objetosdo Reino

(Parte 8 de 14)

Comentários