Dia 1

Tudo Começa com Deus

Pois tudo, absolutamente tudo, nos céus e na terra, visível e invisível [...] todas as coisas começaram nele e nele encontram seu propósito.

Colossenses 1.16; Msg

A menos que se admita a existência de Deus, a questão que se refere ao propósito para a vida não tem sentido.

Bertrand Russell, ateu

A questão não é você.

O propósito de sua vida é muito maior que sua realização pesso­al, sua paz de espírito ou mesmo sua felicidade. É muito maior que sua família, sua carreira ou mesmo seus mais ambiciosos sonhos e aspirações. Se você quiser saber por que foi colocado neste planeta, deverá começar por Deus. Você nasceu de acordo com os propósitos dele e para cumprir os propósitos dele.

A procura pelo propósito (sentido) da vida tem intrigado as pes­soas por milhares de anos. Isso porque normalmente começamos pelo lado errado — nós mesmos. Nós fazemos perguntas voltadas para a nossa pessoa, como: “O que eu quero ser? O que eu deveria fazer com a minha vida? Quais são meus objetivos, minhas ambi­ções e meus sonhos para o futuro?”. Mas concentrarmo-nos em nós mesmos jamais desvendará o propósito de nossa vida. A Bíblia diz: A vida de todas as criaturas está na mão de Deus; é ele quem man­tém todas as pessoas com vida.1

Ao contrário do que dizem muitos livros famosos, filmes e semi­nários, você não irá descobrir o significado de sua vida olhando dentro de si mesmo. É provável que você já tenha tentado isso. Você não criou a si mesmo, logo não há jeito de dizer a si mesmo para que foi criado! Se eu lhe entregar uma invenção desconhecida, você não terá como saber sua serventia nem a própria invenção terá a capaci­dade de lhe dizer. Somente o criador ou o manual do fabricante poderá mostrar sua utilidade.

Certa vez, perdi-me nas montanhas. Quando parei para pergun­tar como chegar ao acampamento, disseram-me: “Não há como você chegar saindo diretamente daqui. Você deve ir para o outro lado da montanha”! Da mesma forma, você não pode chegar ao propósito da sua vida concentrando-se em si mesmo. Você deve começar com Deus, seu Criador. Você só existe porque Deus deseja que você exista. Você foi feito por Deus e para Deus — e, enquan­to não compreender isso, a vida jamais terá sentido. É somente em Deus que descobri­mos nossa origem, nossa identidade, o que significamos, nosso propósito, nossa impor­tância e nosso destino. Todos os outros ca­minhos levam a um beco sem saída.

Muitas pessoas tentam usar Deus para sua auto-realização, mas isso é contrário à natureza e está fadado ao fracasso. Você foi feito por Deus, e não o contrário; viver é deixar Deus usá-lo para seus propó­sitos, e não você usar a Deus para o que deseja. A Bíblia diz: A obses­são consigo mesmo nesses assuntos leva a uma situação sem solução; a atenção para com Deus nos leva a uma vida livre e abundante.2

Já li muitos livros que sugerem formas de descobrir o propósito de minha vida. Todos poderiam ser classificados como livros de “auto-ajuda”, pois abordam o assunto a partir de um ponto de vista egocêntrico. Livros de auto-ajuda, até mesmo os cristãos, normal­mente propõem as mesmas etapas previsíveis para achar o propósi­to para a vida: “Dê importância aos seus sonhos. Defina claramente seus valores. Estabeleça algumas metas. Defina em que você é bom. Aspire grandes objetivos. Vá a luta! Seja disciplinado. Acredite em si mesmo. Envolva outras pessoas. Não desista jamais”.

É lógico que essas recomendações freqüentemente levam a gran­des êxitos. Pode-se em geral ser bem-sucedido ao buscar uma meta, se houver concentração para o fim proposto. Mas ser bem-sucedido e cumprir o propósito para sua vida são coisas absolutamente distin­tas! Você poderia alcançar seus objetivos pessoais, tornando-se um sucesso pelos padrões do mundo, e ainda assim falhar em alcançar os propósitos para os quais Deus o criou. Você precisa de mais do que conselhos de livros de auto-ajuda. A Bíblia diz: Auto-ajuda não é em absoluto uma ajuda. Sacrificar-se é a forma, a minha forma, de você achar a si mesmo, seu verdadeiro eu?

Este não é um livro de auto-ajuda. Não ensina a achar a carreira correta, a realizar seus sonhos ou a planejar sua vida. Não ensina a encaixar mais atividades em uma agenda lotada. Na verdade, ele ensinará a fazer menos na vida — ao se concentrar no que mais importa. Ele o ajudará a se tornar o que Deus pretendia fazer de você ao criá-lo.

Então, como descobrir o propósito para o qual você foi criado? Você só tem duas opções. A primeira é a especulação. Essa é a opção escolhida pela maioria das pessoas. Elas conjeturam, supõem, teorizam. Quando as pessoas dizem “Eu sempre pensei que a vida fosse...”, querem dizer: “Este é o melhor palpite que posso dar”.

Por milhares de anos, filósofos bri­lhantes discutiram e ponderaram sobre o significado da vida. A filosofia é um tema importante e tem sua utilidade, mas quando se trata de determinar o propósito da vida, mesmo o mais sábio dos filósofos está apenas supondo.

O Dr. Hugh Moorhead, professor de Filosofia na Northeastern Illinois University, escreveu certa vez para 250 dos mais conhecidos filóso­fos, cientistas e intelectuais do mundo, perguntando: “Qual o signifi­cado da vida?”. Ele então publicou suas respostas em um livro. Al­guns deram seus melhores palpites, alguns admitiram ter apenas in­ventado um propósito para a vida e outros foram honestos o bastan­te para dizer que não tinham a menor idéia. Na verdade, vários inte­lectuais de renome pediram ao professor Moorhead que respondesse, caso descobrisse o propósito da vida!4

Felizmente, há uma alternativa à especulação sobre o significa­do e propósito da vida. Trata-se da revelação. Podemos nos voltar para o que Deus revelou sobre a vida em sua Palavra. O modo mais fácil de descobrir o propósito de uma invenção é perguntando ao inventor. Descobrir o propósito de sua vida funciona da mesma forma: pergunte a Deus.

Deus não nos deixou às cegas, para ficarmos nos questionando e conjeturando. Ele claramente revelou, ao longo da Bíblia, seus cinco propósitos para nossa vida. É o nosso “Manual do proprietá­rio”, que explica por que estamos vivos, como a vida funciona, o que evitar e o que esperar do futuro. Ela explica o que nenhum livro de auto-ajuda ou de filosofia pode saber. A Bíblia diz: A sabe­doria de Deus [...] trata profundamente de seus propósitos [...] não sendo sua mensagem recente, e sim a mais antiga — que Deus de­terminou como a forma de aflorar o melhor de si em nós?

Deus não é apenas o ponto de partida de nossa vida: é a fonte dela. Para descobrir o propósito para sua vida, volte-se para a Pala­vra de Deus, e não para a sabedoria do mundo. Você deve edificar sua vida sobre verdades eternas, e não sobre psicologia popular, histórias inspiradoras e estímulos para alcan­çar o sucesso. A Bíblia diz: É em Cristo que descobrimos quem somos e o propósito de nos­sa vida. Muito antes de termos ouvido falar de Cristo e de termos erguido nossas espe­ranças [...] ele já tinha seus olhos sobre nós; já havia planejado para nós uma vida glorio­sa, parte do projeto global que ele está elaboran­do para tudo e para todos! Esse versículo nos dá três descobertas a respeito do nosso propósito:

1. Você descobre a sua identidade e propósito através de um relacionamento com Jesus Cristo. Se você não tem esse relaci­onamento, explicarei mais adiante como iniciá-lo.

2. Deus já pensava a seu respeito muito antes de você pensar a respeito dele. O propósito determinado por ele para a sua vida é anterior à sua concepção. Ele planejou isso antes que você existisse, sem a sua contribuição! Você pode escolher sua car­reira, seu cônjuge, seus passatempos e muitas outras partes da sua vida, mas não pode escolher o seu propósito.

3. O propósito da sua vida cabe em um outro propósito muito maior e cósmico, que Deus planejou para a eternidade. É disso que trata este livro.

Andrei Bitov, um romancista russo, cresceu sob um regime comu­nista e ateu. Mas Deus chamou sua atenção em um dia lúgubre. Ele recorda: “Aos 27 anos de idade, enquanto viajava no metrô de Leningrado (agora São Petersburgo), fui dominado por um desespero tão intenso que a vida pareceu parar de uma vez, anulando completamen­te o futuro e não deixando nenhum significado. De repente, uma frase apareceu por si só: Sem Deus a vida não faz sentido. Repetin­do-a, assombrado, eu repassei a frase como em uma escada rolante, saí do metrô e caminhei para a luz de Deus”.7

Você deve ter se sentido perdido a respeito do seu propósito na vida. Parabéns! Você está prestes a caminhar para a luz.

Primeiro Dia

Pensando sobre o propósito de minha vida

Um tema para reflexão: A questão não sou eu.

Um versículo para memorizar: Todas as coisas foram criadas nele e nele encontram propósito (Colossenses 1.16; Msg).

Uma pergunta para meditar: Apesar de todos os argumen­tos ao meu redor, como posso lembrar-me de que a vida é na verdade viver para Deus, e não para mim mesmo?

Comentários