Projeto Subestação Elétrica Biblioteca

Projeto Subestação Elétrica Biblioteca

(Parte 1 de 3)

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

elétrica
TRANSFORMADORA

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br g i n a

BIBLIOTECA
PROJETO SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA
MÉDIA TENSÃO
TRANSFORMADORA
MÉDIA TENSÃO

O presente projeto foi elaborado de acordo com a Norma que define os termos relacionados com materiais e equipamentos utilizados em Subestações transformadoras de Energia Elétrica da Concessionária local (AESUL).

Subestação Elétrica
Transformadora

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br g i n a

1.RESUMO DA OBRA

Este trabalho apresenta a elaboração de um projeto de uma Subestação

Transformadora de média tensão para uma Biblioteca. A fim de se ter um parâmetro comparativo, utilizou-se a planta da subestação abrigada superior a 300Kva com dois transformadores em paralelo na cidade de São Leopoldo RS, A entrada será em 13,8kV, na alta tensão, e 220/127V, na baixa tensão. Foram dimensionadas conforme o cálculo demanda instalada. Também será feito uma proposta de um valor comercial para o projeto como um todo, discriminando-se os valores dos equipamentos e da mão-de-obra. Para isso, serão obtidos dados técnicos a partir das normas da companhia de distribuição local, e também a partir de levantamento bibliográfico que explicitarão os conceitos técnicos e teóricos associados ao sistema de distribuição de energia elétrica.

Empresa:UNISINOS
Obra:SUBESTAÇÃO BIBLIOTECA
Dados Adicionais:O projeto visa estabelecer condições de acordo

2.DADOS DO CLIENTE com o Regulamento de Instalações Consumidoras Fornecimento em Média Tensão Rede de Distribuição Aérea (RIC) da concessionária local (AESUL).3ª EdiçãoVersão 1.0 Setembro/2008.

Autor Projeto:Elemar S. Fröhlich (Eletrotécnico Crea nº342179)
Data:05/07/2010
Revisão:2/08/2010
NTAES 04 Padronização de Materiais
NBR 5474 Conectores Eletricos
NBR 5472 Isoladores e buchas
NBR 5471 Condutores Elétricos
NBR 5470 Pára-raios
NBR 5459 Manobra, Proteção e Regulagem de Circuitos
NBR 5458 Transformadores
NBR5434Localização dos Postes
NBR5421Aterramento

3. REFERÊNCIAS NORMATIVAS NBR 6547 Ferragem de Linhas Aéreas

R u n t o s s t c i e l h s t a l k h o

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br g i n a

Na utilização desta Norma recomenda-se consultar:

-ABNT/NBR-5287: Pára-raios de resistor não linear a carboneto de silício para circuitos de potência de corrente alternada. - ABNT/NBR-5410: Instalações Elétricas de Baixa Tensão/Procedimento

- ABNT/NBR-5419: Sistema de Proteção Contra Descarga Atmosférica (SPDA).

- ABNT/NBR-5440: Transformadores para Redes Aéreas de Distribuição/Padronização.

- ABNT/NBR-8124: Chaves Fusíveis de distribuição classe 2.

- ABNT/NBR-8452: Especificação de poste de concreto armado para rede de distribuição.

- ABNT/NBR-10068: Folha de Desenho - Leiaute e Dimensões/Padronização.

- ABNT/NBR-10582: Conteúdo da Folha para Desenho Técnico/Procedimento.

NORMA BOMBEIROS CONTRA INCÊNDIO Norma Técnica n. 37/2007 – Subestação Elétrica

Esta Norma Técnica estabelece as medidas de segurança contra incêndio em subestações elétricas, atendendo o prescrito no Código Estadual de Proteção Contra Incêndio, Explosão, Pânico e Desastres (Lei Estadual n. 15802, de 1 de setembro de 2006). Adota-se a NBR 13231/94 da ABNT –Proteção contra incêndio em subestações elétricas convencionais atendidas e não atendidas, de sistemas de transmissão, e NBR13859/97 – Proteção contra incêndio em subestações de distribuição. Para compreensão desta Norma Técnica, é necessário consultar as seguintes: Instrução Técnica n. 37/2004 – CBPMESP. NBR 8674/84 – Execução de sistemas de proteção contra incêndio com água nebulizada para transformadores e reatores de potência –procedimento. NBR 8222/83 – Execução de sistemas de proteção contra incêndio, em transformadores e reatores de potência por drenagem e agitação do óleo isolante – procedimento. NBR 11711/92 – Portas e vedadores corta-fogo com núcleo de madeira para isolamento de riscos em ambientes comerciais e industriais – especificação. NBR 12232/87 – Execução de sistemas fixos e automáticos de proteção contra incêndio com gás carbônico (CO2), por inundação total para transformadores e reatores de potência contendo óleo isolante – procedimento. Para maiores esclarecimentos, consultar as seguintes referências: NFPA 12, 1989 Edition – Carbon Dioxide Extinguishing Systems. NFPA 50 A, 1989 Edition – Gaseous Hydrogen Systems at Consumer Sites. NFPA 70 E, 1988 Edition – Electrical Safety Requirements for Employee Workplaces.

Para efeitos desta Norma Técnica, aplicam-se as definições constantes da Norma Técnica 03 – Terminologia de segurança contra incêndio.

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

g i n a

4. PRANCHAS PARA SIMPLES VIZUALISAÇÃO 4.1 PLANTA LOCALIZAÇÃO E SITUAÇÃO

Obs: Para maiores detalhes vide Anexo em escalas proporcionais

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

g i n a

4.2 SUBESTAÇÃO ABRIGADA ATÉ 300 kVA COM MAIS DE UM TRANSFORMADOR

Obs: Para maiores detalhes vide Anexo em escalas proporcionais

Notas:

1. As janelas e a porta devem ser metálicas com venezianas fixas e observar item 7.3.”e”. 2. Atela de proteção deve ter 2,10mde altura, exceto no compartimento destinado aos equipamentos de medição (TC/TP), onde a mesma deve ser até o teto, de arame nº 14BW Ge de malha 0,015 x 0,015 do tipo OTIS. 3. A chave seccionadora deve permitir, quando de sua abertura, uma excursão mínima de 0,18 para 13,8 kV 0,2 para 23,1 kV entre a parte móvel e o borne energizado. 4. O terminal reserva deve ficar do lado oposto ao da entrada de energia. 5. A laje do piso deve ter uma espessura mínima de 0,10 quando em contato com o solo e 0,15 quando em pavimento superior. 6. As portas e janelas devem ser confeccionadas em chapa metálica nº 14 USG (1,98 m). 7. Os punhos de acionamento das seccionadoras devem ficar a 1,20 m de altura do piso e diretamente aterrados. 8. O microinterruptor deve ser instalado junto ao punho de acionamento da chave seccionadora. 9. As conexões dentro do compartimento de medição devem ser feitas através de terminais contráteis com conectores de compressão, bimetálicos, com dupla compressão. 10. Os tapetes de borracha devem ter 0,50 x 0,50 e serem isolados para 15 ou 25 kV. 1. Medidas em metros.

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

g i n a

4.3 ESQUEMA UNIFILAR

Obs: Para maiores detalhes vide Anexo em escalas proporcionais

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

g i n a

4.4 DERIVAÇÃO EM ESTRUTURA TIPO N OU M

Obs: Para maiores detalhes vide Anexo em escalas proporcionais

Instalk – Projetos e Execução Ldta.

Rua Santa Rosa, 85 Estância Velha – RS w.instalk.com.br

(Parte 1 de 3)

Comentários