Aspiração traqueal

Aspiração traqueal

(Parte 1 de 3)

Aspiração traqueal.

Enfermagem em atendimento as situações críticas.

Prof. Ma. Caroline Neris

Aspiração traqueal

O sistema respiratório dentre as suas diversas funções atua como potente sistema de proteção ao organismo.

A ação mucociliare o ato da tosse possibilitam a eliminação de agentes nocivos ao organismo.

O comprometimento da tosse e a alteração na espessura e quantidade de secreção leva a necessidade de realizar higiene brônquica

Aspiração Traqueal

ASPIRAÇÃO DAS VIAS AÉREAS: Consiste na sucção de secreção por catéterpreviamente escolhida, introduzida na via aérea fisiológica ou artificial.

INDICAÇÃO: Deveráser realizada apenas quando houver sinais sugestivos da presença de secreção nas vias aéreas.

Não deve ser feitas em intervalos regulares.

Aspiração Traqueal

•A avaliação da necessidade de aspirar deve ser sistemática, em intervalos fixos e, também, na presença de desconforto respiratório.

•A aspiração traqueal éum procedimento invasivo, bastante irritante e desconfortável para os pacientes.

Indicativos para aspiração traqueal

1.Observação visual do acúmulo de secreções; 2.Presença de ruído no tubo traqueal; 3.Alteração na ausculta pulmonar; 4. Frêmito brônquico; 5.Tosse ineficaz; 6. Desconforto respiratório; 7.Queda da saturação de oxigênio;

8.Presença de pressão de vias aéreas (pressão de pico) maior que 50cmH2O, alarmada no ventilador.

Sistema de aspiração

•Aberto: a cada aspiração, usa-se um novo cateter, desconectando-se o paciente do ventilador para proceder a aspiração.

•Fechado: o mesmo cateter, mantido protegido por uma bainha plástica, éusado várias vezes, sem desconectar o paciente do ventilador.

Hávantagens comprovadas de um sistema em relação ao outro?

Aspiração Traqueal

•Os sistemas de aspiração aberto e fechado são igualmente eficazes na remoção de secreções.

•O sistema fechado determina menor risco de hipoxemia, arritmias e de contaminação e deve ser preferido, principalmente em situações nas quais são usados valores de PEEP elevados, como na lesão pulmonar aguda.

Aspiração

Aspiração de vias aéreas superiores:

Remove secreções da faringe por um catéterde aspiração inserido pela boca ou narina;

Aspiração traqueal:

Remove secreções da traquéia por meio de uma catéterinserido através de um estoma traqueal ou um tubo orotraqueal.

Aspiração traqueal

Prevenção de hipoxemia:

A hiperoxigenaçãodeve ser utilizada previamente ao procedimento de aspiração endotraqueal para minimizar a hipoxemia induzida pela aspiração traqueal.

Hiperoxigenarcom FiO2 de 100% do ventilador mecânico ou com auxílio do ambú durante 3 a 6 ciclos respiratórios;

Aspiração Traqueal

Hiperinsuflação Manual (HM)

A HM estáindicada em pacientes que apresentam acúmulo de secreção traqueobrônquica.

“A hiperinsuflaçãofavorece o deslocamento de secreção acumulada nas vias aéreas e re-expande áreas pulmonares colapsadas”.

Consiste em inspirações lentas e profundas consecutivas, seguidas de pausa inspiratória e rápida liberação da pressão, promovendo aumento do fluxo expiratório.

Aspiração traqueal

•Hiperoxigenaçõescom hiperinflações através do ventilador:

Um tempo de dois minutos érequerido para que a concentração de oxigênio estabelecida preencha o circuito do ventilador e atinja o paciente e, somente após este tempo éque se processa a contagem do número e tempo das respirações determinadas.

Aspiração traqueal

•Os pacientes acometidos de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) em ventilação mandatóriaintermitente e aqueles com disfunções respiratórias moderadas sem o uso de PEEP deverão receber hiperoxigenaçõescom hiperinflações a uma

FiO220% maior que os níveis de manutenção;

Materiais para aspiração traqueal

• estetoscópio

•fonte de oxigênio e conexões

•sistema de vácuo e conexões

•monitor cardíaco e oxímetro

•óculos protetores

(Parte 1 de 3)

Comentários