Prática de Sistema muscular I

Prática de Sistema muscular I

(Parte 1 de 3)

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas 1

UNIS – Centro Universitário do Sul de Minas Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas

Disciplina: Processos Funcionais do Corpo Humano I Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Prática de Sistema Muscular I: Cabeça e pescoço Orientações:

Identifique os músculos da cabeça e pescoço; Identifique pontos de origem e inserção.

Músculos da Cabeça

Para fins de estudo, os músculos da cabeça podem ser divididos em músculos da mastigação e músculos da mímica facial. Os outros músculos que se localizam na cabeça mas fazem parte do sistema sensorial, como língua, músculos oculares e da faringe, serão descritos em um capitulo especial.

a) Músculos da Mastigação

Músculo Temporal (2)

É um músculo largo, plano e triangular localizado na fossa temporal, na face lateral da cabeça.

Passa por baixo do arco zigomático, para se inserir na mandíbula. Origem: Osso Temporal abaixo da linha temporal inferior e lâmina profunda da fáscia temporal. Inserção: Ápice e face medial do processo coronóide da mandíbula Inervação: Nn. temporais profundos (N. mandibular - V/3) Ação: Oclusão e retrusão da mandíbula. Músculos da Mastigação

Músculo Masseter (14) É o músculo mais potente da mastigação, é quadrangular e espesso. É constituído de duas porções, uma profunda e outra superficial. Origem: Arco zigomático. Inserção: Face externa do ângulo da mandíbula, tuberosidade massetérica e ramo da mandíbula.

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas 2

Inervação: Nervo massetérico (N. mandibular - V/3). Ação: Oclusão da mandíbula

Músculo Pterigóideo Medial É um músculo quadrado e espesso, localizado medialmente ao ramo da mandíbula.

Origem: Fossa pterigóidea e lâmina lateral do processo pterigóide do osso esfenóide. Inserção: Face medial do ângulo da mandíbula, tuberosidade pterigóidea. Inervação: Nervo do pterigóideo medial (N. mandibular - V/3). Ação: Oclusão da mandíbula.

Músculo Pterigóideo Lateral É composto por duas cabeças, tem forma de cone e arquitetura bipenada. Origem: Face temporal da asa maior do esfenóide e superfície externa da lâmina lateral do proc. pterigóide.

Inserção: Cabeça do côndilo da mandíbula e face anterior do disco articular. Inervação: Nervo pterigóideo lateral (N. mandibular - V/3). Ação: Lateralização, abertura e protrusão da mandíbula.

b) Músculos da Mímica Facial

Como o próprio nome já diz, os músculos da mímica facial são responsáveis pelas expressões faciais. São delgados músculos cutâneos que de um modo geral se originam ou da fáscia ou dos ossos da face e se fixam à derme, desta forma sua contração é capaz de mexer a pele e mudar a expressões faciais, fechar os olhos ou dilatar as narinas entre outros movimentos. É importante lembrarmos que todos os músculos faciais são inervados pelo VII par craniano, o nervo facial.

Músculo Epicrânio É uma vasta lâmina musculotendinosa que reveste o vértice e as faces laterais do crânio, desde o osso occipital até a sobrancelha. Também pode ser chamado epicrâniano.

É formado por dois músculos: Músculo occiptofrontal (05), Músculo Temporoparietal. Estes são reunidos por uma extensa aponeurose intermediária: a gálea aponeurótica ou aponeurose epicrânica. - Músculo Occiptofrontal (05): possui esse nome por ser amplo indo desde o osso frontal até o occipital, recobrindo toda a calota craniana. Possui dois ventres.

Ventre Occipital: Origem: Linha nucal suprema. Inserção: Gálea aponeurótica ou aponeurose epicrânica.

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas 3

Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Movimenta o escalpo, elevando as sobrancelhas e enrugando a fronte.

Ventre Frontal: Origem: Pele da fronte, se entrelaça com os Mm. Prócero, corrugador e abaixador do supercílio e com o M. orbicular do olho. Inserção: Aponeurose epicrânica. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Movimenta o escalpo, eleva as sobrancelhas de um ou de ambos os lados.

- Músculo Temporoparietal : É um músculo muito delgado, localizado na fossa temporal. Origem: Fáscia temporal e pele da região temporal. Inserção: Borda lateral da aponeurose epicrânica. Inervação: Nervo Facial (VII).

Ação: Movimenta o escalpo e traciona para trás a pele das têmporas. Combina-se com o occipitofrontal para enrugar a fronte e ampliar os olhos (expressão de medo e horror).

Músculo Auricular Anterior (03): É um músculo pequeno e fino, muito difícil de ser dissecado. Está situado sobre a aponeurose epicraniana. Origem: Porção anterior da fáscia temporal. Inserção: Espinha da hélice. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Traciona o pavilhão da orelha para frente e para cima.

Músculo Auricular Superior: Músculo muito delicado em forma de leque, localizado sobre a aponeurose epicraniana. Origem: Aponeurose Epicraniana. Inserção: Raiz da orelha externa. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Traciona o pavilhão da orelha para cima .

Músculo Auricular Posterior (04): Músculo quadrangular, localizado posteriormente ao conduto auditivo externo. Origem: Processo mastóide, tendão do M. esternocleidomastóideo.

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas 4

Inserção: Raiz da orelha externa. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Traciona o pavilhão da orelha para trás.

Músculo Orbicular do Olho (06 e 07): Este músculo contorna toda a circunferência da órbita. Divide-se em três porções: palpebral, orbital e lacrimal. Origem: Porção orbital (07) - parte nasal do osso frontal; Porção lacrimal - crista lacrimal do osso lacrimal; Porção palpebral (06) - ligamento palpebral medial. Inserção: Circunda a órbita, como um esfíncter. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Fecha as pálpebras, comprime o saco lacrimal e movimenta os supercílios

Músculo Abaixador do Supercílio: É um músculo delgado situado medialmente ao m. orbicular do olho. Origem: parte nasal do osso frontal. Inserção: Terço medial da pele do supercílio. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Abaixa a pele da fronte e dos supercílios

Músculo Corrugador do Supercílio: Pequeno e estreito, com formato piramidal. Para visualizá-lo é necessário que o m. orbicular do olho e o m. frontal sejam rebatidos. Origem: parte nasal do osso frontal. Inserção: Terço médio da pele do supercílio. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Abaixa a pele da fronte e dos supercílios

Músculo Prócero: Em latim chama-se piramidalis nasi. Recebe este nome por ter formato piramidal e estar situado sobre o osso nasal. É quase uma continuação do m. frontal. Origem: Osso nasal, cartilagem nasal lateral. Inserção: Pele da glabela. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Abaixa a pele da fronte e dos supercílios

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

Laboratório de Anatomia e Fisiologia Humanas 5

Músculo Nasal (10): É um músculo fino com contorno irregular. É constituído por duas porções, uma transversa que comprime o nariz e outra alar que dilata o nariz. Origem: Eminências caninas da maxila e Eminências incisivas laterais. Inserção: Cartilagem nasal lateral e Asa do nariz. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Dilatação do nariz

Músculo abaixador do septo do nariz: Pode estar ausente em algumas pessoas. Origem: Eminências incisivas laterais. Inserção: Cartilagem do septo e cartilagem alar maior. Inervação: Nervo facial (VII).

Ação: Traciona para baixo as asas do nariz, estreitando as narinas

Músculo Levantador do Lábio Superior É um músculo plano e quadrangular, cuja origem é muito ampla. Origem: Margem inferior da órbita acima do forame infra-orbital, maxila e zigomático. Inserção: Lábio superior. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Levanta o lábio superior e leva-o um pouco para frente.

Músculo Levantador do Lábio Superior e da Asa do Nariz (09): É um músculo plano e está localizado entre o m. nasal e o m. levantador do lábio superior. Origem: Processo frontal da maxila. Inserção: Cartilagem alar maior, pele do nariz e lábio superior. Inervação: Nervo facial (VII). Ação: Dilata a narina e levanta o lábio superior.

Músculo Levantador do Ângulo da Boca: Em latim chama-se caninus. Tem esse nome devido sua fixação de origem. É um músculo plano e triangular. Origem: Fossa canina da maxila. Inserção: Ângulo da boca.

Prof. Geraldo Majela Moraes Salvio

(Parte 1 de 3)

Comentários