Como construir o diagrama do om

Como construir o diagrama do om

Universidade Federal do RioGrande do Norte -SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – SEDIS

Profa. Ana Cristina

Monitora: Eliane ARQUITETURA ATÔMICA E MOLECULAR 2010.1

orbitais moleculares (OM)

1. Identificar os orbitais atômicos de valência que devem ser usados para construção dos 2. O número de orbitais moleculares formados é igual ao número de orbitais atômicos combinados.

3. Por ex. Para a molécula de H2, os dois orbitais atômicos 1s (um de cada átomo de hidrogênio) vão formar DOIS orbitais moleculares

4. Dos DOIS orbitais moleculares formados por DOIS orbitais atômicos, um será um orbital molecular LIGANTE, de menor energia, e o outro vai ser um orbital molecular ANTILIGANTE, de maior energia do que o sistema dos átomos separados. 5. O OM antiligante é indicado por um asterisco, por exemplo, OM*

6. Os elétrons ocupam os OMs formados obedecendo o Princípio da Construção, ou Aufbau ( em ordem crescente de energia) 7. O número máximo de elétrons por OM é 2 (o Princípio da exclusão de Pauli) 8. A distribuição dos elétrons nos OMs obedecem a Regra de Hund.

Universidade Federal do RioGrande do Norte -SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – SEDIS

Profa. Ana Cristina

Monitora: Eliane ARQUITETURA ATÔMICA E MOLECULAR 2010.1

Para continuar o processo de construção do diagrama de energia dos OMs, vamos agora considerar o que acontece quando tratamos os casos das outras moléculas diatômicas, as do

2o. período. Examinando as moléculas na seqüência Li2, Be2, B2, C2, N2, O2, F2, Ne2, poderemos ir trabalhando com os conceitos de níveis de energia cada vez mais altos.

9. No caso da formação de moléculas de um elemento do segundo período, os orbitais a se combinarem são os 2s e os 2p. Formando ligações sigma (σ) e pi(π). Na combinação de dois orbitais atômicos para formar os orbitais moleculares deve-se combinar: a. o 2s de um átomo com o 2s do outro átomo, resultando dois orbitais moleculares (OM) sendo: um OM sigma ligante (σ) (de baixa energia) e um orbital OM sigma antiligante (σ*) (de alta energia); b. o 2pz de um átomo com o 2pz de outro átomo para formar mais dois orbitais sigma, sendo um ligante (σ) e o outro antiligante (σ*); c. o 2px de um com o 2px e 2py de um com o 2px, do que resultam dois orbitais pi(π) ligantes de mesma energia e dois orbitais pi(π*) antiligantes também de mesma energia. A energia dos OMs (π) ligantes é menor do que as dos OMs (π*).Veja figura a seguir.

Universidade Federal do RioGrande do Norte -SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – SEDIS

Profa. Ana Cristina

Monitora: Eliane ARQUITETURA ATÔMICA E MOLECULAR 2010.1

10. Agora vamos construir o diagrama. a. Posicionar os orbitais atômicos nas laterais do diagrama que se pretende construir, colocando-os na seqüência crescente de energia (2s acima o 2p). b. Na combinação de dois orbitais atômicos para formar os orbitais moleculares deve-se combinar:

• o 2s de um átomo com o 2s do outro átomo, resultando dois orbitais moleculares (OM) sendo: um OM sigma ligante (σ) (de baixa energia) e um orbital OM sigma antiligante (σ*) (de alta energia);

• o 2pz de um átomo com o 2pz de outro átomo para formar mais dois orbitais sigma, sendo um ligante (σ) e o outro antiligante (σ*);

• o 2px de um com o 2px e 2py de um com o 2px, do que resultam dois orbitais pi(π) ligantes de mesma energia e dois orbitais pi(π*) antiligantes também de mesma energia. A energia dos OMs (π) ligantes é menor do que as dos OMs (π*)

1. Os orbitais ligantes são posicionados em níveis de energia inferiores aos níveis de energia dos orbitais que lhes deram origem, e os antiligantes sempre ficam acima dos orbitais que os originaram. Veja Figura a seguir

Universidade Federal do RioGrande do Norte -SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA – SEDIS

Profa. Ana Cristina

Monitora: Eliane ARQUITETURA ATÔMICA E MOLECULAR 2010.1

Comentários